sábado, 30 de outubro de 2010

RESENHA "Os diários secretos de Agatha Christie" - John Curran

Para mim que não sou uma conhecedora das obras de Agatha Christie o livro foi bem complexo e demorado, mas consegui entender e ler e, as dúvidas que ficaram solucionarei lendo suas obras. A verdade é que você encontra tanto mistério e tanto desenvolvimento que o interesse desperta para a leitura de todas as obras, e não são poucas, acredite.
A rainha dos clássicos policiais tem uma mente para escrever e para o suspense que não é nem de longe fácil de ser desvendado e essa é a maior qualidade de suas obras: o mistério. Quem já conhecia o clássico personagem Poirot, ainda encontra um destaque especial a ele no livro “Os diários secretos de Agatha Christie”. 

A criação do detetive belga é explicada de maneira divertida e objetiva e o interessante é que embora Agatha Christie seja vista como a típica escritora inglesa, seu personagem mais famoso seja um “estrangeiro”, um belga. Poirot teve muitos rascunhos até ser criado como a rainha do crime achara satisfatório. Na época todos os personagens tinham a necessidade de ter uma clara idiossincrasia ou até várias, como Sherlock Holmes, o violino, a cocaína e o cachimbo. O detetive de Agatha, porém, foi criado belga, com seus bigodes, seus quartos minúsculos, sua excessiva vaidade, tanto intelectual quanto física, e sua mania de organização.

O único erro, porém, é que ao criá-lo em 1920, como membro aposentado da força policial belga, significava que em 1975 e no conto Cai o Pano ele estaria com mais de 130 anos de idade. Mas, claro, Agatha nunca imaginara que Poirot, que ela inventara, sobreviveria a ela. Interessante, não?

São vários os contos da rainha Christie, mas eu resolvi falar de um em especial, julgando ser um dos mais conhecidos, “ O Caso dos Dez Negrinhos”. Dez pessoas que não se conhecem são convidadas a passar um fim de semana em uma ilha próxima à costa de Devon. O anfitrião não aparece e uma série de mortes, dos convidados, faz com que descubram que um deles é o assassino, seguindo fielmente um poema infantil que está pendurado em cada um dos quartos, o poema é esse:
"Dez Negrinhos vão jantar enquanto não chove
Um deles se engasgou, e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir, não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão ao Devon em charrete,
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de uma colméia fazem brinco
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco
Cinco negrinhos no for, a tomar os ares
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares.
Quatro negrinhos no mar, a um tragou de vez
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no Zôo, e depois?
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum,
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho está aqui a sós. Apenas um,
Ele então se enforcou, e então, não ficou nenhum."
O Caso dos Dez Negrinhos é um dos romances mais famosos de Agatha Christie e, como é descrito no livro o mais difícil escrito por ela, já que aconteceriam dez mortes e nada poderia parecer ridículo. Agatha teve que ser meticulosa, perspicaz para conseguir vencer o desafio e e óbvio que ela conseguiu, haja vista que o conto é um dos mais conhecidos mundialmente. O que mais é interessante nessa obra analisada são as anotações e as explicações de John Curran, já que ficamos conhecendo as obras de Agatha por seu desenvolvimento, desde o início, desde os primeiros rascunhos. Parece que estamos vivenciando a época em que foram escritas, e isso, acreditem é uma honra.

Cada rascunho tem uma história, cada anotação pode se referir a algo que não sabemos e isso é contagiante, faz com que a leitura evolua para um patamar muito mais interessante, como o fato de que os próprios personagens do conto, O Caso dos Dez Negrinhos, deram um enorme trabalho para que Agatha os criassem. No princípio foram criados oito personagens, logo após em uma etapa mais adiante, a julgar pela mudança da anotação a lápis para caneta e a caligrafia alterada, ela tenta mais uma vez e inclui doze personagens. E as anotações seguem até o desfecho do conto. Ótimo!

Há ainda a história de dois novos contos, inéditos, de Poirot, creio ser um fato interessantíssimo e genial para os fãs desse querido personagem, criado pela maravilhosa Agatha Christie. John Curran consegue mostrar todos os seus contos de forma inteligente e curiosa, o que encanta e nos leva até a última página sedentos de prazer pela leitura misteriosa e sedutora de Agatha.

Ah, como lhes disse a curiosidade em conhecer todas as outras obras é tamanha e, por esse motivo já estou providenciando o meu exemplar de O Caso dos Dez Negrinhos, para que possa ler e desfrutar de todas as anotações feitas por ela. Assim que ler os diários, procure uma de suas obras para ler, afinal, todas essas anotações só conseguem nos deixar com inveja e vontade de ser um exímio conhecedor dos romances policiais da maior autora de todos os tempos. Até a próxima.

Continue Lendo

INDICAÇÃO: "Tempo dos Anjos" (Anne Rice)

Estava olhando os livros no Submarino, aleatoriamente, vendo se tinha alguma promoção e me deparei com um livro novo da Anne Rice, sobre anjos! Achei o maior babado!

Até a rainha dos contos vampirescos, que escreveu histórias incríveis com personagens encantadores como Lestat e Louis, se rendeu a moda da literatura sobre anjos! Vindo dela acredito que seja muito bom, que mostre uma abordargem diferente, crie um novo patamar para as histórias de anjos.

Mais um para minha wishlist junto com o mega kit de livros dela *-*

"Tempo dos Anjos"
Editora: Rocco
Autor: Anne Rice
Ano: 2010
Número de páginas: 288
Acabamento: Brochura

"Saem os Vampiros, Entram os Anjos
"

Sinopse: Este livro é o primeiro volume da nova série assinada por Anne Rice, mais de 75 milhões de livros vendidos em três décadas de carreira, Tempo dos anjos apresenta um assassino de aluguel, Toby O´Dare, que um dia, logo após cometer um crime, recebe a visita de seu anjo da guarda, Malchiah, oferecendo a ele a chance de se redimir de seus pecados.

O´Dare, que um dia aspirou entrar para o seminário, mas teve sua vida virada pelo avesso após uma tragédia pessoal e tornou-se um homem frio, inicia então uma viagem no tempo, sendo levado à Inglaterra do século XIII, onde torna-se protetor de um casal judeu erroneamente acusado de ter assassinado a própria fi lha, convertida ao cristianismo.

Repleto de reflexões morais e religiosas e dotado de magnífi ca reconstrução histórica, Tempo dos anjos aborda, com a narrativa envolvente de Anne Rice, a difi culdade humana para conciliar amor, fé e razão

Continue Lendo

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

29 de Outubro - "Dia Nacional do Livro"

Você sabe por que o dia 29 de Outubro é o Dia Nacional do Livro? Não? Então vou te contar: por que foi nesse dia, em 1810, que a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, quando então foi fundada a Biblioteca Nacional, portanto esta foi a data escolhida para o DIA NACIONAL DO LIVRO.

Nessa época o Brasil passou a editar livros, a partir de 1808, quando D. João VI fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi "MARÍLIA DE DIRCEU", do autor Tomás Antônio Gonzaga.

E nós, obviamente, não deixaremos de comemorar essa data e não deixe você também. Comemore, presenteie, leia, curta o dia ao máximo, afinal, essa data é feita para nós, leitores, que sabemos desfrutar do prazer de uma boa leitura.

E isso me faz lembrar do primeiro post do Dear "O que é a vida sem leitura?" Para nós, amantes de um bom livro, não seria nada, concordam? Não me vejo sem um livro, sem passar algumas tardes viajando em histórias que passam a ser minhas também. Fico impressionada com a quantidade de pessoas que vivem sem uma boa leitura, conhecemos várias, não? Por esse motivo não deixemos que esse dia passe em branco, mas comemorado. Não importa a maneira, faça dela o seu modo de comemoração. O dia merece. A cultura merece. Os autores e as Editoras merecem. Nós merecemos.

E sabe do que mais? Nós não esquecemos de vocês, leitores tão especiais, e hoje nesse dia tão importante lançamos mais uma promoção, mas dessa vez: uma PROMOÇÃO RELÂMPAGO.


Premios:
- 10 marcadores variados
- 2 livretos com o primeiro capitulo de "Pequena Abelha" e de "Dragões do Éter"


Como participar:

1. Seguir o Blog; (no menu ali ao lado, vide foto, basta ter uma conta no google, twitter ou yahoo)

2.
Seguir o twitter do @dear_book

3. Deixar um comentário nesse post com seu nome de seguidor no blogger e no twitter e falando sobre o assunto, por favor, sem comentários inuteis de só "Participando =D" comentem sobre o assunto.


Sorteio:

1- Será feito pelo random.org, os comentários serão numerados pela ordem que seguirem no post, será sorteado um numero e veremos a quem corresponde.

2- Como a promo é relâmpago o vencedor tem apenas 24 horas para nos contatar e passar seus dados.

3- Inscrições válidas até 30/10 as 22h.


-------------------------------------------------------------------------------------
Resultado

Foram 61 inscrições válidas, através dos comentários ^^ E o vencedor é....




Parabéns Rafael ^^ Mande seu endereço completo para dear.book@hotmail.com para te enviarmos o kit!

Continue Lendo

INDICAÇÃO "Minha vida na França" - Julia Child

Adoro histórias de superação. Seja em um relacionamento ou em alguma fase da vida, não importa. É incrível como as pessoas são fortes e nem imaginam. Você já deve ter passado por isso, assim como eu também passei. Diariamente nós estamos superando algo, não é? E o valor que essa superação exerce sobre nós é incontável. Não tem preço!

Me encanta também histórias de vida de pessoas que superaram seus medos e alcançaram seus sonhos depois de tanto caminhar, caminhar, sofrer e caminhar. Quando o sofrimento acaba aquele alívio emana por todos os lados e finalmente a vida caminha para o rumo certo. Obviamente que não é fácil, mas também é óbvio que se fosse fácil não haveria a menor graça de conquistar o que tanto sonhamos.

E é por esse motivo que a minha indicação de hoje é o livro Minha vida na França, da autora Julia Child, lançado pela Editora Seoman, selo da Editora Pensamento-Cultrix. Uma história fascinante de superação, que conta a história de Julia Child, uma mulher que lutou contra todos os obstáculos que apareceram para alcançar seu sonho. Você já deve ter ouvido falar dessa mulher, que nas telinhas foi interpretada pela incrível Meryl Streep, no filme "Julie &Julia". Não deixe de ler e se encante.

"Você é a manteiga do meu pão, o sopro da minha vida."


Título: MINHA VIDA NA FRANÇA
Autor(es): , com Alex Prud´homme, Julia Child
Assunto: Biografia
ISBN: 978-85-98903-13-2
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Edição: 1ª edição - 10/2009
Número de Páginas: 352

Sinopse: Você não precisa ser um gourmet para devorar o livro Minha vida na França!
Julia Child é considerada a introdutora da culinária francesa nos Estados Unidos, mas como ela mesma revela em suas saborosas memórias, nem sempre foi uma chef de cuisine de sucesso.Após mudar-se para a França em 1948, ela não falava o idioma nem sabia nada sobre o país. Mas, ao ter aulas no renomado Instituto Le Cordon Bleu, descobriu sua verdadeira vocação: a culinária. E para crescer, teve que se impor em um meio dominado por homens, além de lidar com a rejeição de várias editoras para conseguir publicar seu best-seller de culinária francesa, Mastering the Art of French Cooking.Tornou-se uma escritora e apresentadora de sucesso ensinando receitas sofisticadas, de forma pioneira, para milhares de americanos. Esta história incrível, desta personagem cativante, você irá conhecer no livro Minha Vida na França, que inspirou o filme Julie & Julia, onde Julia Child é interpretada com perfeição pela grande atriz Meryl Streep.

Visite o website oficial de Julie & Julia e veja o trailer:


Continue Lendo

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

EVENTO: Noite de autográfos de "Estátuas de Sal" (André Cardinali)

Atenção leitores de São Paulo-SP! Não percam a noite de aujtográfos do livro "Estátuas de Sal" do autor André Cardinali.


Anotem ai! Dia 12 de novembro as 19:30h na Saraiva Megastore do Shopping Pátio Paulista.

Um lançamento muito esperado da literatura nacional que tem tudo para ser sucesso! Em breve teremos resenha aqui! ^^



Sinopse: Dez anos depois que Deus destruiu São Paulo por conta dos pecados de seus habitantes, a pergunta ainda rodeia a cabeça de Alice, principalmente agora que seu pai foi encontrado morto, com suspeitas de suicídio.
Em busca de respostas, a jovem inicia uma investigação que a levará até as ruínas proibidas da antiga metrópole. Uma viagem sem retorno e que revelará muito mais do que ela procurava à princípio. Uma viagem em busca do sentido da vida.

Continue Lendo

INDICAÇÃO: "O Milagre" (Nicholas Sparks)

Romances nunca saem de moda. Desde os tempos de Jane Austen, a literatura é um lugar mágico para as sonhadoras e apaixonadas que buscam nos livros um romantismo que está em falta na sociedade.

E na atualidade ninguém consegue falar de amor melhor que Nicholas Sparks. Se tem dois livros que estão na lista dos mais vendidos há alguns meses e sempre permanecem são "Querido John" e "A Ultima música", o autor conseguiu conquistar o publico brasileiro com seus romances lindos e dramaticos. Há também "Noites de Tormenta" que já foi indicado aqui.

E com essa onda de paixão peles romances de Nicholas, a Editora Agir resolveu relançar "O Milagre" com uma nova capa (linda!) para as fãs que não aguentam esperar por mais histórias emocionantes. Tenho certeza que será sucesso!


Título: O Milagre
Autor: Nicholas Sparks
Tradução: Elvira Serapicos
Preço: 29,90
Páginas: 238 páginas
Editora: Agir
Previsão de chegar às lojas: 05/11

Sinopse: “Este romance de Nicholas Sparks traz a história de Jeremy Marsh, um respeitado jornalista que não consegue emplacar um relacionamento afetivo que o faça feliz. Acostumado a viajar pelo mundo à cata de lendas urbanas, Jeremy parte em direção a uma cidadezinha do sul dos Estados Unidos para investigar as misteriosas luzes de um antigo cemitério escravo que teria sido alvo de uma maldição. Lá ele conhece a bela Lexie Damell, que irá ajudá-lo em sua fantasmagórica missão. Prestes a descobrir um segredo que poderá abalar os alicerces da comunidade, esse implacável destruidor de mitos terá de se confrontar com o único fenômeno que considera genuinamente misterioso e sobrenatural: uma paixão avassaladora.”

Continue Lendo

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Resenha: "Comer, Rezar, Amar" (Elizabeth Gilbert)

Definitivamente, Liz Gilbert, é uma mulher de fibra, mesmo que antes, ela não acreditasse. E não apenas por sair de um casamento, mesmo quando tudo parecia conspirar contra. Ela enfrentou todos os seus medos e procurou acalento em suas próprias vontades. Não encontramos uma mulher, assim, capaz de deixar tudo e ir atrás do seu eu.
Eu já pensei em fugir, várias vezes, é lógico, mas e a coragem? E o medo de me aventurar e acabar pior do que já estive. O medo de não encontrar amor e conforto, mas problemas maiores do que tenho. Não é fácil. Pensa que à ela foi? Não, definitivamente, seu caminho foi tortuoso, um verdadeiro labirinto até encontrar a luz ao fim do túnel.
Se você ainda não tem ideia da pessoa, da qual eu cito aqui, ela é ninguém mais que Elizabeth Gilbert, a autora do livro “Comer, Rezar, Amar”. Exemplar que já teve mais de 4 milhões de cópias vendidas no mundo todo. Simples, não? Pior é que não é. Imagine que você tem um divórcio a enfrentar, um amor para ser correspondido, uma vida e uma carreira a tocar e ainda um futuro incerto que perturba.
Elizabeth teve todas os possíveis conflitos em sua vida. O amor parecia não ser seu amigo, a fé não era uma de suas atividades prediletas, na verdade ela nunca havia conversado com Deus.
Incerta sobre a vida que iria seguir, Elizabeth resolver se dar ao luxo de fazer o que desejava, pela primeira vez. Deixou tudo de lado e vendeu à sua Editora um livro que ela ainda iria escrever, fruto de uma viagem de um ano inteiro à Itália, para buscar os prazeres de comer, depois à Índia, aonde buscaria a sua fé e finalizaria na Indonésia, em Bali, onde buscaria o seu equilíbrio, o seu eu.
A primeira parada dessa viagem é a Itália. Um momento marcante do livro. Liz parece nunca ter se sentido tão em casa quanto sentia-se em Roma. Encontrou amigos, pessoas que marcaram sua trajetória por lá e, ainda se afeiçoam com nós, leitores, a sueca Sophie, o italiano nato Luca Spaghetti. O bonito Giovanni e ainda o casal, Giulio e Maria. Ali conseguimos enxergar Elizabeth em paz consigo mesma, conseguindo desfrutar de alegria e boa companhia, enfrentando a si e aos conflitos e deixando a vida levá-la, como devia ser. Aprendia italiano com afinco, o que era de SUA vontade.
Uma parte interessante em sua viagem à Itália são os aprendizados, bem detalhados também no filme, a devoção que a autora encontra no idioma desconhecido. A paixão com que trata a língua italiana sem conhecê-la. Attraverssiamo. A palavra com sonoridade mais perfeita. Elizabeth trata o livro com tanto amor que nós podemos sentir em cada palavra escrita. É possível rir de suas metáforas e de suas histórias. Ela tem um humor incrível. A Itália a renovou, lhe deu prazer e histórias deliciosas para nos contar.
Até agora, no entanto, o que mais gosto de dizer em italiano é uma palavra simples, comum: Attraversiamo. Quer dizer: “Vamos atravessar.” Ela não tem nada demais. Mesmo assim, por algum motivo, causa-me um efeito poderoso... O a aberto e promissor da primeira sílaba, o r enrolado, o s tranquilizador e a interminável combinação “ii-aaaa-mo” no final. Adoro essa palavra.
Me deparei com uma surpresa total na parte reservada a sua viagem à Índia. Impressionante! Elizabeth consegue transmitir a sua devoção a nós. Há partes em que a fé é tanta que eu acabava me pegando fazendo uma prece. O país é precário, mas a fé daquele povo é tão rica que tudo supre a miséria. O livro não é apenas uma história, mas um aprendizado. Um misto de culturas e histórias que aprendemos a gostar, respeitar e conhecer.
Lembro-me de um trecho de sua passagem pelo ashram, onde Liz conta sobre o problema com o cântico, em sânscrito, Gurugita, que se trata de um cântico indiano com 182 versos. Penoso para os iniciantes, mas um conforto para os praticantes antigos. Confesso que sofri com Liz enquanto a mesma não conseguia se manter na fé e não praticava o cântico com a devoção necessária e, por esse motivo esse trecho me emocionou de uma forma inesperada. Ao transferir sua emoção, fé e devoção ao seu sobrinho, ela não só conseguiu passar pelos 182 versos, mas como se sentiu próxima de Deus e o melhor é que a luz de bençãos transmitida ao pequeno garoto fez com que seus problemas para dormir não o perturbassem mais. É lindo como Liz descobre Deus, diariamente.
“O objetivo do Gurugita é ser um hino de amor puro, mas alguma coisa estava me impedindo de oferecer esse amor com sinceridade. Então, conforme cantava cada verso, eu ia percebendo que precisava encontrar alguma coisa – ou alguém – a quem pudesse dedicar aquele hino, de modo a encontrar um lugar de puro amor dentro de mim. Quando cheguei ao Verso 20, descobri quem era: Nick.
Nick, meu sobrinho, é um menino de oito anos, magrelo para sua idade, assustadoramente inteligente, terrivelmente esperto, sensível e complexo. Minutos depois de nascer, entre todos os recém-nascidos que se esgoelavam no berçário, ele era o único que não chorava, mas olhava em volta com os olhos adultos, experientes e preocupados... Nick é uma criança para quem a vida nunca é simples, uma criança que escuta, vê e sente tudo com intensidade, uma criança que às vezes pode ser dominada pela emoção tão depressa que deixa todos nós assustados. Amo esse menino profundamente e quero protegê-lo. Fazendo as contas da diferença de fuso horário entre e a Índia e a Pensilvânia, percebi que estava quase na hora de ele ir para a cama. Então cantei o Gurugita para meu sobrinho Nick, para ajudá-lo a dormir.
(…) Enchi a canção com todas as coisas que gostaria de lhe ensinar sobre a vida. Tentei reconfortá-lo com cada estrofe, dizendo que o mundo às vezes é difícil e injusto, mas que está tudo bem, porque ele é muito amado. Nem é preciso dizer que nunca mais faltei ao Gurugita, e ele se tornou a mais sagrada das minhas práticas no ashram.”
E não é apenas isso, a cada página de sua passagem pela Índia, nós nos identificamos com o lugar, com as pessoas. Tulsi, a menina indiana tão moderna para o seu país e sua cultura, tão inocente para viver uma vida indiana. Richard do Texas, tão sensacional em cada uma de suas palavras e conselhos. Tão triste sua partida, como qualquer despedida de um ente querido.
E assim Liz narra sua passagem pela Índia, com fé, devoção e muito aprendizado. Uma verdadeira peregrinação em busca de sua fé e de seu encontro com Deus. E não há possibilidade nenhuma de não se encantar com uma narração tão firme, sonhadora, perturbadora em alguns momentos, mas sublime e pura em todas as ações e caminhos. Essa é a Índia, com seus caminhos e provações, mas com uma fé inigualável.
Quando desembarcamos em Bali, a tranquilidade é notória, estamos muito mais alegres, receptivos e em paz do que estávamos na Itália ou quando chegamos a Índia e, quando digo nós, quero realmente incluir a mim e a você que também leu e vivenciou ao lado de Elizabeth a sua busca por todas as coisas da vida, pois é assim que nos sentimos, como uma amiga em especial que viaja e vive todos os momentos ao seu lado.
Quem assistiu ao filme, sabe o que acontece em Bali, em busca de seu equilíbrio ela encontra Felipe, um homem brasileiro, pelo qual se apaixona. Mas antes mesmo de chegar até ele conhecemos duas pessoas especiais, Wayan e Tutti. Mãe e filha, respectivamente, que sofrem por não ter um teto para morar. A precariedade é tanta que elas não têm um quarto ou uma cama para dormir, mas a bondade é tanta que mesmo assim, Wayan adota duas crianças que foram abandonadas, me faz lembrar o que minha mãe sempre diz “Quem pouco tem, doa-se muito mais do que aqueles que muito tem.” Pura verdade!
Elizabeth se afeiçoa a Tutti, uma garotinha de oito anos, que já viveu experiências de muitas mulheres com o dobro ou o triplo de sua idade. Passou fome, frio, viu a mãe apanhar incansavelmente do pai e vive viajando, sem um teto ou uma estabilidade.
Wayan é uma curadora balinesa, divorciada, que vendeu tudo o que tinha para pagar um advogado afim de que ganhasse a guarda de sua filha. E quando digo tudo, é tudo literalmente: meias, roupas, chuveiro, talheres, utensílios de sua casa, enfim, tudo. Sua vida se divide em cuidar de suas filhas, e trabalhar em sua loja alugada, mas isso enquanto não é despejada e tem que partir para outro lugar e recomeçar.
O fato é que Elizabeth poderia muito bem ouvir essa história e se comover, mas secar as lágrimas e permanecer cuidando de sua vida, mas não é isso que ela faz. Ao aproximar de seu aniversário de 35 anos, ela manda um email a todos os seus amigos e aos amigos de seus amigos, para que ao invés de eles lhe mandarem presentes que doem uma quantia, de sua preferência, para ajudar Wayan e sua Tutti a comprarem uma casa. E ela consegue, graças a Deus. Dezoito mil dólares vindos de várias partes do mundo e, por vezes, de partes desconhecidas. Uma benção, não?
“Uma última coisa. Fico envergonhada de admitir que foi meu amigo Bob, não eu, quem percebeu o fato óbvio de que a palavra “Tutti”, em italiano, quer dizer “todo mundo”. Como é que eu não havia percebido isso antes? Depois de todos aqueles meses em Roma! Eu simplesmente não vi a ligação. Então foi Bob, lá de Utah, quem precisou chamar minha atenção para ela. Ele fez isso em um e-mail na semana passada no qual, junto com sua promessa de doar dinheiro para a nova casa, dizia: “Então essa é a lição final? Quando você sai pelo mundo para ajudar a si mesma, acaba inevitavelmente ajudanto... Tutti.”
Quanto ao gentleman brasileiro, eu prefiro o do livro. Grisalho, sedutor, encantador e super brasileiro, e não ao ator do filme, que não se passa por brasileiro nem de longe, uma pena, pois temos tantos excelentes atores para encarnar o “querido” Felipe. A história desse novo casal é contada no livro seguinte, Comprometida, que inclusive já comecei a ler. Adianto que Elizabeth não teve apenas sorte no amor, pois Felipe é um amante à moda antiga, um homem que muitas de nós sonhamos em ter ou para as sortudas, como eu, já o tem rs... Mas digo que ela teve sorte, pois em todos os lugares que passou acabou encontrando pessoas que além de fazerem a diferença em sua vida, aprenderam com a própria Liz Gilbert que amigos realmente fazem a diferença.
Não irei contar os detalhes mais precisos dessa viagem sem igual. Obrigada, Elizabeth, por me proporcionar momentos tão agradáveis em nossa viagem. Um conselho: Faça também a sua busca.
"No final das contas, talvez seja mais sábio se render à milagrosa abrangência da generosidade humana e simplesmente continuar dizendo obrigada, para sempre e com sinceridade, enquanto tivermos voz."

Continue Lendo

Resultado da Promoção "Vale Livros" da Editora Parêntese






Vencedor: Sr. Leandro Bredah (receberá R$ 350,00 em vale para compra de qualquer livro que desejar)

RG: x0023xx1-0

Blog: "Garota It" (receberá R$ 250,00 em vale para compra de qualquer livro que desejar)

Resposta (trecho):

"....trabalharia em conjunto com outras editoras em prol da disponibilização de obras diversas aos alunos do primeiro ao quinto ano das escolas Estaduais e Municipais.

Quando eu era estudante, lembro de ter lido pouquíssimos livros entre o primeiro e quinto ano escolar (estudei em escola municipal até o oitavo ano). Já minha filha que hoje está no terceiro ano em escola particular lê obrigatoriamente 1 livro (pequeno, é claro) toda semana por determinação da própria escola desde o primeiro ano. Portanto, como editor eu investiria em conjunto com outras editoras e talvez com o governo no fornecimento gratuito de obras diversas (não só didáticas) para as escolas municipais e estaduais (apesar de existir bibliotecas em quase todos os municípios, poucos alunos se dão ao “trabalho” de ir até uma biblioteca... agora se o livro estiver disponível na escola e for obrigatório a leitura de pelo menos 2 livros por mês teremos dentro de alguns anos uma outra realidade).

Imaginem a quantidade de novos leitores que passarão a ter o hábito da leitura se desde o primeiro ou segundo ano de estudo eles forem incentivados..."

Comentário do Editor

Recebemos durante o período da promoção mais de 1270 respostas. Um número realmente fabuloso mas que ao mesmo tempo retrata o real cenário editorial no Brasil onde apenas uma pequena parcela da população tem acesso aos livros (afinal pouco mais de 1000 respostas não representa nem 1% da população).

Cada resposta com uma linha de pensamento diferente da outra... Algumas realmente viáveis mas outras nem tanto assim. Para a escolha do vencedor, eu e a equipe de Editores de Aquisição usamos vários critérios. Abaixo cito alguns deles:

  1. Respostas com graves erros de português foram desconsideradas;
  2. Respostas sem RG ou sem o nome do blog foram desconsideradas;
  3. Respostas que não observaram todas as regras da promoção foram desconsideradas;
  4. Respostas com cunho político foram desconsideradas;
  5. Respostas baseadas apenas em críticas ao mercado foram desconsideradas;
  6. Respostas que citavam nome de alguma obra ou editora foram desconsideradas;
  7. Respostas que demonstram que o leitor realmente "parou para pensar" antes de enviar o texto foram priorizadas;
  8. Participação efetiva e ativa do blog indicado na resposta teve peso na decisão;

Contudo, se faz necessário explicar o que nos motivou a declarar o Sr Leandro como vencedor. A resposta enviada por ele apresenta uma possível solução a longo prazo e com reais condições de êxito e viabilidade econômica pois o foco da ação proposta pelo Sr. Leandro são as crianças, ou seja, consumidores do futuro bem como trata-se de uma ação que pode ser implementada sem o envolvimento do governo (evita-se a burocracia e a politicagem) se bem planejada e estruturada pelas editoras.

Gostaria de deixar claro a todos os que participaram desta promoção que o objetivo foi um só: promover uma discussão. Não é intuito da Parêntese Editora através de uma simples pergunta sanar todos os problemas culturais do Brasil.

Se você não ganhou desta vez, não fique triste. Em novembro teremos outras promoções e a próxima já começa no dia 01 de Novembro. Uma nova pergunta e um prêmio maior ainda.

Atenciosamente,

Jack St. Clara
Editor-chefe

Continue Lendo

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Pré Vendas de ingressos para Harry Potter 7

Atenção pessoal! Já começou a pré-venda de Harry Potter 7! Porém, conforme noticia abaixo por enquanto é só no Cinesystem! (que bom que tem ele aqui em SJC *-*)

O livro é sempre melhor que o filme, essa é uma regra básica da vida, só que os filmes de Harry Potter costumam melhorar consideravelmente de qualidade a cada edição.

E como essa série deve ser o xodó de muita gente, que assim como eu, que teve a adolescencia ou a infância marcada pelas aventuras de Harry e a iniciação no vicio bookaholic, vale a pena conferir! ^^ A Paula já garantiu o ingresso antecipado dela, nessa semana vou correr para garantir o meu! *-*


Cinemark desmente pré-venda para "Harry Potter"; Cinesystem confirma

O Cinemark informou que a venda antecipada dos ingressos para assistir a "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1" não deve começar na sexta-feira (22) e que não há previsão de quando ela terá início.

A rede de cinemas alertou ainda que o perfil @Cinemark no Twitter é falso. A empresa não possui conta em nenhuma rede social.

Procurada pelo Folhateen, a Cinesystem, outra empresa que tuitou sobre a pré-venda, confirmou a informação: os ingressos começarão a ser vendidos nas bilheterias e pelo site www.cinesystem.com.br na sexta à tarde.

Segundo a assessoria da marca, a primeira sessão de "Harry Potter" vai acontecer à 0h01 do dia 19 de novembro, data em que o filme estreia no Brasil.

A Cinesystem atua no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, no Paraná, em São Paulo e no Maranhão.

FONTE: Folha

Continue Lendo

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Conheça a Editora iD

Há algumas semanas essa Editora está dando o que falar! Começou com um marketing misterioso e muito criativo em alguns blogs para divulgação do livro "Sociedade Secreta" e agora a editora saiu do mistério e apresentou seus lançamentos (só livros top) e já tem twitter e inclusive esta fazendo um monte de promoções lá para os seus seguidores!

Esse post é para apresentar um pouco sobre a editora e os seus livros. Em breve postaremos separadamente posts com os detalhes dos lançamentos e resenhas ^^


Sobre a Editora:


Do inglês, abreviação de identidade. Para a psicologia, fonte de energia psíquica, formada pelos instintos, impulsos orgânicos e desejos inconscientes. Para nós, iD é um novo conceito de literatura para o jovem adulto que busca em um livro muito mais do que entretenimento: identificação.
São diversos títulos de autores especialmente selecionados para esse público que não para de crescer no Brasil e no mundo, com temas que permeiam seu cotidiano, como aventura, romance, mistério, sobrenatural e muito mais. Narrativas que podem ser baseadas em fatos reais, ou ideais — depende de quem estiver do outro lado do livro.
Qualquer semelhança é mera identificação. Afinal, a vida é uma prateleira de histórias. Além disso, queremos que nossa relação com esse público não acabe no final da obra. O iD é também um selo de aprovação para que nosso leitor tenha sempre a certeza de que ali tem uma história, uma gama de enredos selecionados especialmente para que ele se identifique.
Para isso também trabalhamos toda a comunicação de forma diferenciada, lúdica, tanto nas contracapas quanto em pontos de venda. Já no lançamento, criamos um jogo de realidade alternada em que o jovem se vê mergulhado em um enredo misterioso, criado a partir de todos os primeiros títulos do selo.

Lançamentos:


  • Alfas – As melhores entre as melhores;
  • Beijos de vampiro;
  • Blue Bloods – Vampiros de Manhattan;
  • Eu, o desaparecido e a morta;
  • First Light – Dois mundos, um segredo;
  • Inside Girl;
  • Midnighters – A hora secreta;
  • Ninguém como você;
  • Nossas Rainhas;
  • Monster High
  • Sociedade Secreta

Mais informações:


Site: http://www.editoraid.com.br/
Facebook - http://www.facebook.com/editoraiD
Twitter - http://twitter.com/editoraiD
Youtube - http://www.youtube.com/EditoraiD

Continue Lendo

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

INDICAÇÃO - "Queda de Gigantes" - Ken Follet

Conflitos entre famílias, países e destinos. Só com essa descrição, confesso, que fiquei curiosa para ler o primeiro volume da trilogia O Século, Queda de Gigantes, da Editora Sextante. Sem dúvida, nenhuma, a obra traz uma perfeita riqueza em detalhes, visões diferentes de uma mesma história, porém com culturas distintas.

A história acontece no século XX, onde as cinco famílias - americana, russa, galesa, inglesa e alemã - passarão por paixões, conflitos e acontecimentos que irão abalar as estruturas de suas vidas, como A Primeira Guerra Mundial, a Revolução Russa, a ascensão da classe trabalhadora e a luta pelo voto feminino. Intenso, não?

Um super lançamento que chega até nós e já traz a perspectiva de ser uma obra fascinante, afinal, o autor Ken Follet usa os acontecimentos histórias (reais) para nos contar diferentemente do que aprendemos na escola, ou seja, em uma trama fascinante, envolvente e com personagens inesquecíveis que, ao perseguir seus sonhos e escolher o rumo de suas vidas, ajudam a fazer a história acontecer. Você não vai perder, não é?

Saiba como adquirir o seu exemplar, aqui.

ISBN 9788599296851
EAN 9788599296851
Páginas: 912 páginas
Formato: 16 x 23 cm - Brochura
Preço: R$ 59,90

Sinopse: Cinco famílias, cinco países e cinco destinos marcados por um período dramático da história. Queda de gigantes, o primeiro volume da trilogia "O Século", do consagrado Ken Follett, começa no despertar do século XX, quando ventos de mudança ameaçam o frágil equilíbrio de forças existente – as potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos.
De maneira brilhante, Follett constrói sua trama entrelaçando as vidas de personagens fictícios e reais, como o rei Jorge V, o Kaiser Guilherme, o presidente Woodrow Wilson, o parlamentar Winston Churchill e os revolucionários Lênin e Trótski. O resultado é uma envolvente lição de história, contada da perspectiva das pessoas comuns, que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ajudaram a fazer a Revolução Russa e tornaram real o sonho do sufrágio feminino.

Saiba mais sobre o livro, em seu site oficial.

Continue Lendo

terça-feira, 19 de outubro de 2010

TUTORIAL: Como comprar livros com desconto na internet

(Não estamos ganhando nada com publicidade de lojas nesse post, são apenas dicas valiosas e exclusivas para os nossos leitores)


1- Acesse www.buscape.com.br

2- Digite no campo de busca o nome do livro que deseja. (Caso não tenha o livro que você colocou, digite algum livro bem popular para entrar na loja através do link de desconto, que será explicado adiante)

3- Clique em “Comparar preços”

4- Coloque “Ordenar por: Menor Preço”


Até ai só coisas que todo mundo já sabe né? Apenas olhar em varias lojas o mesmo produto e ver onde está barato.


Mas o diferencial de ir a loja através do Buscapé é o seguinte, vou citar alguns exemplos de descontos que estão vigentes em lojas que vendem livros na internet:


  • Siciliano 20% de desconto em qualquer livro (não é desconto progressivo, vale para qualquer quantidade de livros, e você só precisa pegar o primeiro pelo Buscapé, depois você busca normalmente na loja e vai pondo na sacola já com o desconto)

  • Walmart 20% de desconto em qualquer livro (não é desconto progressivo, vale para qualquer quantidade de livros, só que diferente do da Siciliano, se você não coloca logo o livro que buscou no Buscapé na sacola o desconto as vezes desaparece por isso ou quando você vai buscar outros no site, dai tem que fazer o processo de novo)

  • Saraiva 15% de desconto em qualquer livro (não é desconto progressivo, vale para qualquer quantidade de livros, e você só precisa pegar o primeiro pelo Buscapé, depois você busca normalmente na loja e vai pondo na sacola já com o desconto)

  • Ponto Frio e Extra 5% de desconto

  • Livraria da Travessa e Cia dos Livros Frete Grátis (Ver condições no Buscapé)


IMPORTANTE: Na maioria dos sites o desconto só aparece quando você coloca o livro na sacola de compras!


Através desse sistema incrível, ontem, comprei 4 livros na Siciliano, todos com 20% ficando assim:


  • A Hospedeira (Stephenie Meyer) R$ 10,32 (Sempre quis ler e sempre estava caro).

  • Comprometida (Elizabeth Gilbert) R$ 17,44 (Vou começar “Comer, Rezar, Amar” e já emendar a leitura desse).

  • A Princesa do Gelo (Camilla Läckberg) R$ 31,00 (Esse foi meu namorado que comprou, mesmo com desconto achei caro, mas ele queria muito).


Sai muito mais barato que comprando direto na loja e não precisa esperar aquela promoção de desconto progressivo que acontece 1 vez no mês em cada loja e tem que levar pelo menos 3 ou 4 livros para conseguir os 20%.


E para quem tem medo de comprar na net, tente superar isso, eu já comprei em todas as lojas citadas acima e não tenho do que reclamar, é uma economia exorbitante em relação ao preço normal dos livros nas Livrarias e dificilmente a entrega demora e as lojas normalmente são atenciosas e realizam trocas e estorno caso aconteça algum problema. Recomendo comprar na net não só livros como outros produtos, já comprei de tudo (mais barato) por aqui: Notebook, Celulares, Produtos Victoria’s Secret (no eBay), Secador, Tênis, enfim... É claro que tem algumas medidas a fazer antes de comprar, verificar se a loja é confiável, tem boas qualificações, tomar mais cuidado quando for pelo sistema do Mercado Livre/eBay que você não tem muitas garantias, a relação é direto com o vendedor.


Sei que as dicas são bem simples, mas venho notando que pouca gente sabe dessas “manhas” para comprar livros com desconto na net, e acaba comprando menos e pagando mais caro.


Comentem, a opinião de vocês é muito importante para postagem ou não de novos posts desse tipo!

Continue Lendo

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

RESENHA "Beijada por um anjo" - Elizabeth Chandler


Primeiramente, devo dizer que “Beijada por um anjo”, livro da autora Elizabeth Chandler, é sem dúvida, interessantíssimo. E esse comentário se deve ao fato de eu levar dois dias para ler. A leitura consegue prender a atenção e você literalmente devora capítulo por capítulo.
O que me surpreendeu, afinal, foi Ivy. A protagonista, que de fato, deveria ser o atrativo não surpreende e se mostra durante o decorrer da história, fraca, fraca e fraca. Ela não tem o “sex appeal” de uma protagonista. É mediana e, por muitas vezes passa até por uma personagem secundária, exceto por sua devoção aos anjos, o que se designa como sua maior qualidade, mas Tristan é um caso à parte, ao contrário de Ivy, ele encanta o leitor.
E, devo acrescentar, que isso não se deve pelo fato de ser um belo rapaz, definitivamente, não é apenas isso. Suas atitudes são claras o tempo todo. Não é o adolescente inconsequente que precisa ser salvo. Ou o mimado que se apaixona por uma garota feia e simples. Ele é apenas um garoto simples, filho educado e devoto que ama nadar, ama a água e acaba se apaixonando por Ivy.
... Tristan deslizou a mão pelo pescoço dela, depois por seus ombros nus. - Às vezes é difícil acreditar que você seja de verdade – disse.
Ivy engoliu em seco. Ele a beijou ainda de forma mais gentil.”
Outro ponto em que a autora peca é o fato de não separar as cenas, muitas vezes acontece de termos uma cena e sem espaço, algum, haver outra acontecendo, o que acaba nos deixando confuso, pois não teve espaçamento e muito menos uma inserção à essa nova cena, prefiro acreditar que tenha sido um erro de formatação.
Mas voltando ao fato principal, o enredo, a autora não peca. As cenas de suspense são realmente um suspense, e as de romance são com a dosagem certa para envolver. Os personagens, generalizando, são bem desenvolvidos. Suzanne, não acrescenta muito ao livro, mas Beth é aquela amiga simpática, e sem dúvida, peça fundamental para o próximo volume da série, quem sabe um elo entre o amor? Gregory, é o bad boy que ainda não transmite suas verdadeiras intenções, ora nos simpatizamos por ele e, ora não tem importância. Há ainda outros personagens, como o irmão de Ivy, Philip, um garoto de oito anos que consegue ser bem mais interessante do que a irmã. Há, no garoto, algo que ilumina a história e o próprio amor entre Tristan e Ivy.
E o casal protagonista, é o que, vocês, me perguntam? Tristan é encantador, um verdadeiro gentleman e, Ivy consegue, nas cenas ao lado dele, se tornar um tanto encantadora. O romance fora bem articulado, daquele “jeito meio sem jeito” adolescente, mas com um charme irresistível.
_ Você não precisa correr – disse Ivy. - Não estou mais com fome.
_ Eu matei sua fome?
Ela balançou a cabeça negativamente. - Acho que me alimentei de felicidade – respondeu suavemente.”
O que vai te encantar é a aura tranquila e iluminada que a narrativa consegue transmitir, a riqueza em detalhes que a autora consegue compartilhar conosco. O final, é sem dúvida, algo que consegue deixar uma “pulga atrás da orelha” e, também planta a semente da desconfiança em nós, leitores.
Fica a dúvida, a vontade de investigar o suspense da trama, mas infelizmente ao virar a página, nos deparamos com o fim... do primeiro volume da série. Pois, logo em seguida, existe o prólogo do próximo livro “A força do Amor”. E eu tenho a certeza de que se você chegou até o fim, definitivamente, vai querer ler o primeiro, segundo e terceiro livro dessa série que deixa qualquer um apaixonado, seja por anjos, pelo próprio amor ou apenas por uma boa história.

Continue Lendo

domingo, 17 de outubro de 2010

Resultado da #Promoção: "O Aleph" (Paulo Coelho)


Foram 695 inscrições válidas, um sucesso! ^^

Muita gente querendo saber mais sobre esse grande sucesso de Paulo Coelho, um livro com ensinamentos preciosos!

É uma vencedora, ela mora em Alagoas, está sempre participando de nossas promos e comenta nos posts... Ela é....

Parabéns Francyelly Moura ^^







Francyelly, mande um email para dear.book@hotmail.com com o seu endereço completo para repassarmos para a Editora Sextante te mandar o livro! ^^

Continue Lendo

sábado, 16 de outubro de 2010

INDICAÇÃO: “Queimada – House of Night” (P.C. Cast e Kristin Cast)

“House of Night” é uma das séries de vampiros mais comentadas e que ainda tem previsão de muitas continuações, ainda veremos muito sobre as aventuras de Zoey.

Quem já leu “Tentada”? Já viram nossa resenha? O livro foi muito bom, mas muito ainda há muitas coisas que precisam ser esclarecidas, depois daquele final bombástico, eu mal posso esperar para ler a continuação!

Pois bem, nessa semana foi divulgada a capa do próximo livro “Queimada” que tem previsão de lançamento para 25 de novembro pela Editora Novo Século. Segue a capa e a sinopse para deixar os fãs ainda mais ansiosos:

O livro já está em pré-venda aqui!

Sinopse: A obra Queimada é o sétimo livro da aclamada série House of Night, que já vendeu mais de 10 milhões de livros em todo o mundo. Segundo as autoras a saga de Zoey será contada em 12 livros. O sexto livro, Tentada, permanece na lista dos mais vendidos dos principais jornais e revistas do país.

E tudo indica que a saga de Zoey será contata também nas telas do cinema. Os direitos da série foram comprados pela Empire Pictures. O roteiro já está pronto e foi escrito por Kent Dalian.

"As coisas ficaram pretas na Morada da Noite. A alma de Zoey Redbird se despedaçou. Com o coração partido, vendo tudo ao seu redor desmoronar e com vontade de ficar para sempre no mundo dos mortos, Zoey está sumindo a olhos vistos.

Parece cada vez mais difícil ela se recuperar a tempo de reencontrar seus amigos e recolocar as coisas em seus devidos lugares. Stevie Rae, melhor amiga de Zoey, quer ajudá-la, mas está enfrentando problemas seríssimos.

Os Novatos Vermelhos do Mal estão pisando na bola e, dessa vez, nem Stevie Rae poderá protegê-los das consequências. No meio desta confusão está Aphrodite: ex-novata, patricinha podre de rica, bruxa do inferno convicta (e com muito orgulho), tendo visões que revelam o futuro e, para piorar, com Nyx resolvendo falar por meio dela, quer ela queira ou não. A lealdade de Aphrodite pode oscilar em várias direções, mas, no momento, é o destino de Zoey que está em jogo.

Três garotas... brincando com fogo... se elas não tomarem cuidado, vão acabar Queimadas."

Continue Lendo

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Resenha: “Aura Negra - Vampire Academy” (Richelle Mead)

  • Atenção: Podem haver spoilers para quem não leu o primeiro livro.
  • Caso queira ler a Resenha de “O Beijo das Sombras” (livro anterior), clique aqui!

Ao ler “Aura Negra” me lembrei porque Vampire Academy é uma das minhas séries favoritas, me segurei para não começar a chorar durante meu expediente de trabalho enquanto lia as ultimas páginas...

Enquanto o primeiro livro “O Beijo das Sombras” é em boa parte introdutório, explicando o ambiente dos vampiros, suas classes (Morei, Dampiros e Strigoi), a relação entra Lisa (Moroi, da realeza, que usa magia) e Rose (Dampira, guardiã de Lisa, guerreira), “Aura Negra” desenvolve uma história de forma mais aprofundada, com a participação de novos personagens que dão um gás a mais na trama, entre eles pode-se destacar Tasha que é tia de Christian, defende o uso da magia por Morois e tem uma paixão por um certo guardião; e Adrian que é um Moroi primo de Lisa, muito sexy e misterioso, que tem poderes diferentes.
“Você está rodeada de escuridão”. – os olhos dele me estudaram com sagacidade, mas não era como se ele estivesse avaliando meus atributos físicos – “Eu nunca vi uma pessoa como você. Rodeada de sombras. Nunca teria imaginado algo assim. Agora mesmo, enquanto você está aqui de pé as sombras crescem ao seu redor”.
Dimitri continua irresistível, mesmo em alguns momentos tendo algumas atitudes que irritam Rose profundamente, rouba a cena nas ultimas paginas, ele sempre tem aquele romantismo inesperado em meio a seriedade de guardião.

Rose está mais madura, pensando mais antes de decidir, exceto quando se trata de garotos, ela até lembra um pouco a Zoey de “House of Night”, quando se divide entre Dimitri, Mason e até mesmo Adrian. Lisa e Christian continuam sendo o casalzinho fofo do livro.

A trama gira em torno de crescentes ataques de Strigoi com possíveis participações de humanos, que aterrorizam a sociedade Moroi, que vê clãs inteiros sendo dizimados e começa a ver que suas estratégias precisam ser revistas.

O livro, como sempre, prende muito a atenção do leitor e o final, assim como o do livro anterior surpreende muito, arrancando lágrimas de leitores mais sensíveis (como eu... rs).
“Sentada ali, ao lado dele, eu me impressionei com os sentimentos alegres e ternos que surgiram dentro de mim. Estar perto dele me fazia um bem tão grande, mexia comigo de um jeito que Mason não parecia conseguir. É impossível se forçar a amar alguém, eu me dei conta disso. O amor existe ou não existe. Se não existe, você precisa ser capaz de admitir isso. Se existe, precisa fazer de tudo o que puder para proteger quem você ama”.

Continue Lendo

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

INDICAÇÃO: "Chaplin - Uma Vida" - Stephen Weissman

Se tem uma opinião, que eu acho que vários irão concordar comigo, é a de que Chaplin foi tão marcante quanto todos os nossos autores e escritores preferidos, em relação ao amor. Woody Allen, certa vez, disse uma frase que é tão certeira quando essa minha predileção.

"Chaplin disse mais sobre o amor do que muitas pesquisas sérias sobre o assunto."

Charles Chaplin é uma figura gigantesca, é um homem que trouxe a alegria quando foi preciso. Ele não trouxe o riso, por trazer, mas quando foi necessário. Em um momento onde rir era algo tão inalcançável que só uma pessoa iluminada, como ele, poderia fazer tal tentativa e ainda obter sucesso.

Se tem uma indicação, preciosíssima, da qual eu compartilho com o maior orgulho com vocês é essa: "Chaplin - Uma Vida". Tenho a peremptória certeza de que essa leitura será uma viagem agradável pela vida de um homem que marcou milhares de vida em um mundo, muitas vezes medonho, mas a outra certeza é de que enquanto viveu esse mundo medonho se tornou caloroso, como ele sempre fora. Em breve publicaremos a resenha!

ISBN: 9788576356837

Edição N°: 1

Páginas: 320

Formato: 15,5 x 23 cm

Preço: R$ 44,90

Sinopse: Teria Chaplin transformado tragédias pessoais em comédia universal, criando o Adorável vagabundo como uma paródia e uma memoração ao pai alcoólatra? Seriam as heroínas de seus filmes memórias sublimadas, parte recordadas, parte reprimidas, da mãe adorada e de vida trágica?

Uma mistura de história social corajosa, romance e ciência médica, o livro começa com Weissman dissecando o tempestuoso cortejo e o desastroso casamento dos pais de Chaplin. Depois nos leva ao mundo do teatro de variedades vitoriano. Dá vida às ruas do sul de Londres, ao traumático orfanato Hanwell e, finalmente, por um novo ângulo, à Hollywood dos anos 1910 e 1920.
Chaplin não foi apenas grande: ele foi gigantesco. Em um mundo arruinado pela guerra, ele trouxe o som do riso e alívio para tantas pessoas que necessitavam de alento durante períodos tão dilacerantes como a Primeira Guerra Mundial e a Grande Depressão.

Ao apresentar uma investigação sobre a trajetória de Chaplin e as fontes de sua genialidade, Stephen Weissman explica, de maneira detalhada e fascinante, como a infância trágica formou a personalidade e a arte daquele que é considerado um gênio atemporal.

Continue Lendo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris