sábado, 30 de junho de 2012

#PROMO 2 anos de Dear Book! - Parte 1

Mês de Julho é mês de festa aqui no Dear Book! \o/ Por isso fiquem de olho que estamos preparando várias mega promoções para comemorar esses 2 anos de blog! ;D O aniversário é nosso mas o presente é para nossos leitores fieis!


A maioria de nossas promos de aniversário serão tematicas, para não acontecer de alguém que quer ler literatura policial ganhar um Y. A. book romantico.

Nessa promoção sortearemos 8 livros para 8 vencedores diferentes. A ordem do sorteio respeitará a ordem dos livros abaixo numerados:

Tema: Y.A. Books (livros para "Jovens Adultos") - Sobrenaturais e Adolescentes

Prêmios:


Continue Lendo

[Quadrinhos]: Batman - Entendendo o Bane.

Mais um filme de herói está chegando, talvez o mais esperado dentre todos eles, aquele que as expectativas são de brigar com os grandes filmes do ano, obvio que é BATMAN THE DARK KNGHT RISES.

Assim como foi com a coluna do Homem Aranha é chover no molhado falar explicar a história do Homem Morcego, por isso vamos focar no grande vilão do filme, BANE.

Continue Lendo

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Happy Hour #17 - Parque Municipal de BH

Oi gente!!! Como vão vocês nessa linda sexta feira?! Ansiosos pela Happy Hour, né não?! Podem falar... rsrs =D Bem, antes de começar nossa coluna, de fato, eu queria agradecer ao carinho imenso de todos vocês meus leitores incríveis na Happy Hour #16 - Especial Taj Mahal!! *-* Um abraço bem apertado a todos!

E voltandoooo.... Nosso tema de hoje é tipicamente mineirim -rsrss. Na verdade, ele é considerado por muitos um oásis no coração da nossa linda Belo Horizonte. Como visitei-o domingo, queria mostrar a vocês um pouco mais sobre e apresentá-lo para os que ainda não conhecem. É com muita felicidade que digo: assunto de hoje é o belo Parque Américo Renné Giannetti , mais conhecido como Parque Municipal!! *-* Bora lá?! 


Tenho vários motivos para ter escolhido o Parque Municipal como tema de hoje: por me trazer deliciosas lembranças da minha infância, por ser um dos lugares mais lindos da minha querida BH e também porque tem tudo a ver com a nossa coluna, né! Afinal, seria um ótimo lugar para fazer um Happy Hour, hein? *-* 


Continue Lendo

quinta-feira, 28 de junho de 2012

[Gastronomia e Literatura] Romeu e Julieta

Bom Dia Pessoas,

 O tema do post dessa semana tem inspirado romances durante séculos. A tragédia de William Shakespeare sobre dois adolecentes pertecentes a famílias rivais foi uma das peças mais conceituadas da época e ainda é uma das mais levadas ao palco.

Em mais de cinco séculos de realização, Romeu e Julieta tem sido adaptada nos infinitos campos e áreas do teatro, cinema, música e literatura, e a gastronomia - particularmente a brasileira -, não poderia ficar de fora. Quem não conhece o famoso doce Romeu e Julieta (Queio com Goiabada)?

E é justamente por ser um doce tão conhecido que eu resolvi escolher outra receita que pudesse representar esse casal, seguindo a linha dos paradoxos entre sabores separei uma deliciosa receita de Bolo Chocolate com Pimenta.

Continue Lendo

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Resenha: "O Domínio" (Steve Alten)

“Vou até dizer o dia em que vocês vão morrer: 21 de dezembro do ano de 2012.”
Por Bruno: Eu estava muito receoso para iniciar a leitura do livro O Domínio – O Inicio do Fim, do autor Steve Alten. Receoso por vários motivos: pela temática apocalíptica (vide o desestimulante filme 2012 de Roland Emmerich, e tantos outros filmes, documentários e livros que entraram na inércia do tema que, mesmo sendo um pouco interessante, se desgastou), a capa com uma pirâmide Maia, um calendário e várias datas (por mais que me interesse pelo tema, alguma coisa naquela imagem esta errada, e eu ainda não sei dizer o que é), o fato de ser uma série – trilogia (sim, eu admito que não sou grande fã de livros em sequencias, salvo raríssimas exceções) e, por fim, os comentários de amigos e colegas sobre o quanto o livro é “08 ou 80”.
Acredito que desde sempre se discute o fim do mundo e consecutivamente o fim da nossa espécie. E, por mais que os caminhos sejam diferentes, no fim todos acabam chegando ao mesmo ponto central em comum, seja numa perspectiva religiosa, filosófica, cientifica ou fantasiosa. O mundo que conhecemos já acabou diversas vezes (uma singela busca ao Google, e você encontrará as inúmeras teorias de que o mundo ia acabar – desta vez é verdade – ao longo do tempo). É aqui que o americano Steven Alten, autor da Trilogia O Domínio, que tem o livro O Domínio – O Inicio do Fim, escrito em 2001, como pontapé inicial, se baseia para construir o enredo ficcional e as teorias que encharcam as páginas desta trilogia. Não posso entrar em maiores detalhes para não estragar o recheio de suspenso do livro. Se este assunto o interessa – a leitura é recomendada.
Julius Gabriel é um renomado arqueólogo que dedicou todo o seu tempo para pesquisas e estudos sobre relíquias do passado, e assim, de alguma forma, assoalhar algumas questões do passado que assombram o presente. Ao lado do seu filho Michael Gabriel, eles tentaram entender toda a estrutura e segredos do calendário Maia, que prevê o final do mundo.
“Quatro Ahau, três Kankin (21 de Dezembro de 2012).”
E, depois de muitos anos de dedicação, e árduo trabalho, ele resolve apresentar sua tese para a bancada científica para divulgação dos mistérios, resultados e conclusões. É aqui que as coisas ficam um pouco estranhas, pois passamos pelas Pirâmides do Egito, Golfo do México, templos esquecidos e perdidos, desertos misteriosos, sítios arqueológicos, e até mesmo em Stonehenge, num emaranhado de explicações fantasiosas que muito agradam, mas nem sempre soam coerentes, deixando algumas lacunas e dúvidas, que resultam na resposta para a salvação da humanidade. Por não ser levado a sério, e ter o antagonista Pierre Borgia instigado os cientistas contra ele durante sua exposição, o arqueólogo frustrado morre ao lado do filho, que por sua vez enlouquece e vai parar no Centro de Avaliação e Tratamento do Sul da Flórida. Depois de anos internado no sanatório, por comportamento inadequado e antissocial, Michael Gabriel conhece Dominique Vasquez, que estava fazendo sua residência no local. E é na parceria da médica e do paciente, e nas páginas do diário do finado Julius Gabriel que esta a chave da historia. E o relógio para a destruição do mundo continua correndo...
E eu achei este livro muito insano, e na maioria das vezes absurdo, que vai evoluindo cada vez mais para uma trama doida e insonhável. Os delírios acabaram extrapolando muito, deixando o suspense de lado e caindo no lado cômico e jocoso – o que é algo negativo tendo em vista que esta não era a intenção. Às vezes me sentia constrangido no meio da leitura, principalmente quando a vertente religiosa e extraterrestre começou a dar luz a algumas das ideias do livro, como se fosse o arqueólogo sendo ridicularizado.
A narrativa é interessante? Sim, por mais que tenha alguns furos e incoerências, a forma ágil e acessível da escrita não deixa o livro enfadonho e cansativo, pelo menos em grande parte. Eu não gostei muitos das longas páginas com o diário transcrito do Julius Gabriel, além de comprovar que ele era um Robert Langdon esquizofrênico, mostra que ele era uma pessoa que realmente não deveria ter sido levado a sério. O que eu gostei do livro? Eu me simpatizei bastante com a residente Dominique Vasquez, e os trechos com as perspectivas dela era as que mais me interessavam. E mesmo sendo muitas vezes forçada, a interação dela com o Michael Gabriel, e o desenvolvimento desta relação de médica e paciente, me envolveu.

Acho que se você ler o livro sem muitas expectativas, e levando em consideração estas questões, vai ter um bom divertimento. Acredito que a leitura pode se tornar desestimulante se você esperar um livro muito sério e técnico. As misturas de arqueologia e política, religião e ficção cientifica, são divertidas, e deixam a imaginação livre e solta, exceto a máxima da luta contra o bem e o mal, que me fez deixar o livro de lado diversas vezes. Pra mim é a maior falha do livro, tirando é claro a teoria extravagante que o autor tenta explicar toda esta bagunça.

Continue Lendo

terça-feira, 26 de junho de 2012

Resenha: “Os Arquivos Perdidos - Os Legados da Número Seis” (Pittacus Lore)

- Clique aqui para ler a resenha do primeiro livro, “Eu sou o número quatro”

- Clique aqui para ler a resenha do segundo livro, “O poder dos seis”

Por Juny:
Esse livro é um “spin-off” (uma história paralela aos livros) da série “Os Legados de Lorien”, lançado somente em formato e-book, devido ao seu tamanho: 66 páginas. Li atráves do Kindle e foi uma leitura bem rápida.
“Tenho certeza que em Lorien eu tinha um nome de verdade, não apenas um número. Mas isso foi há tanto tempo, e tive tantos nomes desde em tão, que não me lembro mais dele. Seis é meu nome verdadeiro. É quem eu sou.”
Em “Os Arquivos Perdidos” conhecemos toda a trajetória da número Seis. O seu relacionamento com sua Cepân Katarina, as diversas vezes que mudaram de nome e cidade, para tentarem passar despercebidas dos Mogadorianos. Também conhecemos como foi seu treinamento físico e mental (estudos, jogos de estratégias). Isso explica o fato de número Seis ser tão habilidosa nos combates mostrados nos outros livros, tendo muito mais preparo que o número Quatro.
“Às vezes, num canto profundo de meus pensamentos, uso outro nome para Katarina. Às vezes, para mim, ela não é Katarina, Vicky, Celeste, nem qualquer outro nome falso. Às vezes, em minha cabeça, eu a chamo de “mãe”.
Tudo segue essa rotina até o acontecimento, já citado nos outros livros, em que número Dois posta em um blog a seguinte mensagem: “Nove, agora oito. O restante de vocês está por ai?” e Seis insiste para que Katarina a deixe responder. Ela acaba cedendo e Seis responde “Estamos aqui.”, logo após a resposta ela sente a dor da segunda cicatriz, ou seja, Dois morreu. E em alguns minutos os Mogadorianos podem encontrar Seis e Katrina, atráves do rastreio da mensagem.

A partir daí vemos sua fuga, a qual uma parte da história foi contada no livro “O poder dos seis”, porém com muito mais detalhes. O livro passa por sua captura, descoberta dos legados, fuga e vai até a parte que Seis lê sobre os acontecimentos em Paradise, se convence que John é um loriano e que precisa ir ajuda-lo.
“Katarina estava enganada: eu já matei antes. Por misericórdia. Mas ainda não por vingança.”
Para quem gosta da série é muito interessante conhecer toda a história de Seis, que de longe é a minha personagem favorita da série. Ela sofreu muito, mas nunca deixou de ser guerreira e esta sempre pronta para lutar.

Agora só nos resta esperar o lançamento de "The Rise of Nine", onde continuaremos a acompanhar toda essa batalha entre loreanos e mogadorianos!

Continue Lendo

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Novidades da Semana #39

Eaí, povinho do meu coração! Como estão vocês? Bem? Como passaram? De cama, com febre de 50º, dores de cabeça, garganta inflamada e calafrios da mal como eu? Espero que não, ein. E essas semanas? Tomara que melhor que eu. Bem, vamos ver o que andou saindo de bom por aí, então...

Finale (Hush Hush #4) - Becca Fitzpatrick
Ok, caso alguém não tenha visto (já que eu praticamente morri aqui, e meu computador também resolver dar pane e tudo o mais), sim, vocês já podem ver a capa do desfecho da saga do anjo mais desejado da literatura contemporânea (que eu sei que é, mesmo não tendo lido): Patch. Vamos ver o que vem por aí, então.
Sinopse:
Nora está mais certa do que nunca de que está apaixonada por Patch. Anjo caído ou não, ele é o único para ela. Sua herança e seu destino podem significar que sempre serão inimigos, mas não há como afastá-lo. Agora eles enfrentarão seu maior desafio... Continue a ler clicando aqui.


O Casamento - Nicholas Sparks
Bem, o nosso romancista preferido parece que não vai tirar férias do Brasil tão cedo, porque lá vem outro livro livro dele para cá. Da editora Arqueiro, outra de suas histórias de arrancar lágrimas dos olhos. Vamos ver sobre o que fala esta nova obra então.
Sinopse:
Advogado de sucesso, Wilson Lewis sempre se esforçou para que a família vivesse confortavelmente, mas talvez tenha dedicado tempo demais ao trabalho e de menos às pessoas mais importantes de sua vida. Depois de 30 anos casado e com a filha mais velha prestes a fazer os próprios votos matrimoniais, ele é forçado a encarar uma verdade dolorosa: já não há paixão em seu casamento - e a culpa é dele. Wilson e sua esposa Jane se afastam cada dia mais e ele questiona se a mulher ainda o ama. Uma coisa é certa: seu amor por Jane só aumentou ao longo dos anos e ele está disposto... Leia mais da sinopse aqui.


A Culpa É das Estrelas - John Green
Eu falo que a editora Intrínseca quer falir cada bookaholic do Brasil. Lá vem ela com outro livro desses que a gente TEM que ler, TEM que ter, TEM que comprar. Porque somos todos masoquistas e gostamos de sofrer. Aposto que vai todo mundo chorar no final do livro, depois indicar e dizer que é lindo. Como se eu não me conhecesse.
Sinopse:
Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama... Leia o restante da sinopse aqui.

Unika: A Chama da Vida - E. J. Allibis
Ok, primeiro de todo: vamos admitir que essa capa é simplesmente um arraso. Sério, linda demais! E esses olhos que são só para fazer inveja em mim, que eu sei muito bem... Agora, falando do enredo... Para quem ama histórias sobre esse lindos seres celestiais, os anjos, será mais um livro para ter na estante. (E a capa já meio que dá essa dico, por causa da asa negra ali, e tudo mais). Vamos ver?
Sinopse:
Eve, Jack e Jo estão prestes a descobrir que um deles é um anjo e o guardião da Chama da Vida, uma das duas Entidades Fundamentais que governam o Universo. Mas qual dos três é o anjo? Qual é a sua verdadeira história? Por que seu coração carrega a Chama da Vida? O leitor acompanhará uma aventura sem igual por... Para ler o restante, clique aqui.

Continue Lendo

domingo, 24 de junho de 2012

Resenha: "O preço de uma lição" (Federico Devito & Gutti Mendonça)

Por Carine: O livro “O preço de uma lição” é voltado para o público jovem e chama a atenção por se tratar da história de um rapaz que aprende a amar. Leiam a sinopse:
Os meninos são, sim, capazes de amar.”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.”Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas.

Durante a narrativa conhecemos história desse rapaz sem nome (no livro em nenhum momento o nome do rapaz mencionado) desde sua infância até os 22 anos.
Com 19 anos eu tinha sites, jogava jogos virtuais, fazia faculdade de tecnologia e estava sem namorada. Foi o momento em que cheguei ao ápice da minha "nerdisse".
Quando criança ele tem um grupo de amigos: Paulinho, Manu e Claudia que se autodenominam “Quarteto 21” porque todos fazem aniversário dia 21 de algum mês. Conforme eles crescem, a amizade continua, mas a vida os afasta.

Chega a adolescência e esse jovem bonito inicia sua aventura amorosa, ele tem diversos relacionamentos que não dão certo, até que com 20 anos ele conhece a linda Juliana, seu grande amor. O problema é que a menina só tem 15 anos e eles vivem em cidades diferentes. A partir daí vamos conhecer a luta do personagem por iniciar o relacionamento e depois para mantê-lo, visto que além dos erros que cometem ainda há a volta dos relacionamentos passados do rapaz que tentaram assombrar a relação.
"Ali, descobri o significado da palavra amor. Soube finalmente porque existem tantas explicações de tantos poetas diferentes para uma mesma palavra. É impossível explicar, é algo que só pode ser entendido por quem sente. É uma alegria que não se imagina que possa ser sentida com tanta intensidade. Você deseja tudo de melhor para aquela pessoa, você quer se entregar e fazer de tudo por ela e, mesmo que aquilo te custe o maior sofrimento do mundo, acha que é um preço justo para ver a pessoa sorrir, mesmo que por um instante. A impressão que dá é não caber tanto sentimento assim em você."
Entre altos e baixos, acompanhamos a luta dos dois para seguir com o que acreditam. Acompanhamos seus pensamentos, dúvidas, idéias e tudo o que precisam passar para construírem seu futuro: ele batalhando um bom emprego e ela estudando para o vestibular.
"Alguns fogos começaram a ser disparados em pontos aleatórios da praia, as pessoas começaram a contagem regressiva. Puxei Juliana para perto de mim, abracei-a com força. Quando a contagem terminou, os fogos estouravam juntos por toda a praia, iluminando a noite. Eu estava muito nervoso, senti que não ia conseguir, meu coração parecia ter passado por uma corrida de mil quilômetros. Juliana levou sua mão até a minha cabeça e fez carinho em meus cabelos. Naquele momento, percebi que era preciso muita coragem para amar uma pessoa, coragem que não vem de si mesmo, mas é transmitida por quem amamos."
Com o passar do tempo a relação se desgasta devido as cobranças sem sentido do personagem principal em relação a Juliana e, é nesse momento que os amigos do “Quarteto 21” aparecem para resgatar nosso personagem da depressão em que ele se insere.
"- Tem vários motivos para você não ficar com ela.- Enquanto existir um motivo para ficar com ela, prefiro apostar nesse motivo."
Eles buscam incentivá-lo a superar a situação e a lutar pelo que quer, é aí então que ele tem a idéia de escrever um livro com toda a sua história ( que seria o próprio livro que lemos), infelizmente não há final ou epílogo, então não sabemos o que Juliana achou e que decisão tomou.
[...]"Claro que nada vem de graça. Quanto mais valiosa a lição, mais alto o preço. Qual o preço de uma lição? Às vezes, se paga o preço mais alto"[...]
Em minha opinião o tema é interessante,entretanto poderia ter sido explorado de uma melhor maneira. Há vários equívocos na construção da narrativa que cansam o leitor e não prendem nossa atenção. Considero uma grande falha não ter sido melhor desenvolvida a história do “Quarteto 21”, tenho certeza que agradaria por demais aos leitores, a história de amizade paralela a descoberta do amor pelo personagem.Também não entendi porque todos os outros personagens tem nome e só o principal que não, enfim, fiquei imaginando e não consegui encontrar nenhuma explicação satisfatória para isso.

Destaco também a grande quantidade de páginas com diálogos e discussões similares entre o casal. Algumas vezes eu até voltava para reler e ver se a edição havia se equivocado e colocado páginas repetidas... Sabemos que entre jovens casais acontecem mesmo essas conversas, mas não era necessário colocá-las tantas vezes.

Algumas questões envolvendo meio irreais também me incomodaram um pouco: os autores tentaram criar um jovem herói romântico moderno entretanto ele é muito exagerado em suas atitudes sempre extremamente melosas e imaturas, tornando-se caricato. Outra fato é que a família de Juliana quase não aparece na história.Ora, meus amigos, que família deixaria sua filha de 15 anos namorar um rapaz de 20 e não acompanharia de perto essa relação?

O texto de maneira geral é bem fácil de ler e tem uma diagramação muito boa. A sinopse e a capa são tão bem feitas que acabaram fazendo com que eu esperasse mais do livro, entretanto acredito que nos próximos os autores se sairão muito bem, pois talento há, é só lapidar um pouco mais.

Ainda que eu tenha algumas restrições em relação ao livro, acredito que as jovens de 15 e 16 anos e os extremamente românticos que curtem uma boa história de amor repleta de bastante clichês sentimentais, curtirão a história.

Continue Lendo

Lançamentos da Editora Novo Conceito - Julho

O grande lançamento desse mês da Novo Conceito sem dúvidas é "Starters"! Um distopia que promete conquistar os fãs de "Jogos Vorazes"... será?

"Starters" (Lissa Price)

Sinopse: Callie perdeu seus pais quando a Guerra Spore dizimou todos com idade entre vinte e sessenta anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, fugiram, vivendo com os invasores junto ao seu amigo Michael e lutando contra os renegados que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Beverly Hills dirigido por uma misteriosa figura conhecida como Old Man. Ele contrata adolescentes para alugar seus corpos para Enders — idosos que querem ser jovens novamente. Callie, desesperada por dinheiro para manter ela, Tyler e Michael vivos, aceita ser uma doadora.
Mas o neurochip que colocam em Callie tem um mau funcionamento e ela acorda na vida de sua locatária, vivendo em uma mansão, dirigindo seus carros, e saindo com o neto de um senador. Ela se sente quase em um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que festas — e os planos de Prime Destinations são mais sombrios do que Callie jamais imaginou... [Adicione no Skoob]

Romance e obsessão não combinam, como será que termina essa história? Eu particularmente não gostei da capa, muito simples, sem nenhum efeito ou atrativo.

"Um Lugar para Ficar" (Deb Caletti)

"Alguns segredos são fortes o bastante para destruir você"


Sinopse: O relacionamento de Clara com Christian é intenso desde o começo e diferente de tudo o que ela já havia experimentado. No entanto, o que começa como um grande afeto rapidamente se transforma em obsessão, e já é muito tarde quando Clara percebe que as coisas foram longe demais e que Christian está disposto a fazer de tudo para ficar ao seu lado.
Então, Clara parte da cidade e Christian fica para trás. Ninguém sabe onde ela está, mas, mesmo assim, Clara ainda luta para se livrar do medo. Ela sabe que Christian não vai permitir que ela suma tão facilmente. Não importa para onde ela vá, nunca será longe o bastante... [Adicione no Skoob]
Um romance sobre um recomeço, parece bem bonito. Porém a capa também deixou a desejar.

"Bem Mais Perto" (Susane Colasanti)

"Acordando para uma vida nova"

Sinopse: Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá.
Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada.
Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele. [Adicione no Skoob]

Um suspense intrigante da mesma autora de "Roubada" e com uma capa que faz jus ao título: Belle!

"Belle" (Lesley Pearse)

"É preciso coragem para perder a inocência"
Sinopse: Londres, 1910. Belle, de 15 anos, viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã.
A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? [Adicione no Skoob]

Continue Lendo

sexta-feira, 22 de junho de 2012

[Quadrinhos]: Homem Aranha

Homem Aranha, talvez seja o herói mais popular de todos, o mais difundido no inconsciente popular, o amigão da vizinhança ganhará seu novo filme que pelo problema de uma trilogia recente tentará explorar coisas desconhecidas do herói pelo publico, muito além do “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades”, sendo assim essa coluna vai se focar em temas dos quadrinhos que podem ser usados nesse novo filme, não terá spoilers do filme, mas pode falar sobre coisas que venham a ser adaptada dos quadrinhos.

Criado em 1960 pelo mestre Stan Lee, e a história é aquilo que todos já sabem: Peter Parker um brilhante colegial é picado por uma aranha radiativa e ganha seus poderes, mas quem foram seus pais e qual sua relação com Gwen Stacy seu par amoroso no novo filme no lugar da famosa Mary Jane.

Continue Lendo

quinta-feira, 21 de junho de 2012

[Gastronomia e Literatura] Memórias de Uma Gueixa

Bom Dia Pessoas,

Em primeiro lugar, me desculpem pelo desaparecimento, mas é que tem acontecido muitas coisas na minha vidinha de apenas 24 horas que está praticamente impossível associar tudo, porém cá estamos voltando à normalidade e torcendo para que nada mais saia do controle.

Dedico o post de hoje à um dos meus favoritos: Memórias de uma Gueixa


Continue Lendo

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Resenha: "O Prisioneiro do Céu" (Carlos Ruiz Zafón)

- Clique aqui para ler a resenha de “A Sombra do Vento”

Por Juny: Sou apaixonada pela maneira como Carlos Ruiz Záfon escreve, é tão envolvente e detalhista, é impossível não se aventurar junto com Daniel pelos mistérios nas ruas de Barcelona.

Fiquei muito feliz quando soube do lançamento desse livro, que faz parte da série “O Cemitério dos Livros Esquecidos”, composta também pelos livros “A Sombra do Vento” (Maravilhoso!) e “O Jogo do Anjo” (tenho que ler o mais rápido possível!). Os livros não precisam ser lidos em ordem, mas recomendo que comecem por “A Sombra do Vento” para conhecer melhor personagens como Daniel e Fermín, que são muito importantes.

Tudo começa quando um estranho adentra a “Livraria Sempere e Filhos”, solicita a Daniel o livro mais raro e caro, uma edição especial de “O Conde de Montecristo”, ele paga, escreve uma dedicatória e pede que entregue a Fermín. A mensagem que ele colocou no livro é “Para Fermín Romero de Torres, que retornou de entre os mortos e tem a chave do futuro. 13”.

Daniel fica intrigado e segue o estranho em busca de pistas. Depois ele confronta Fermín sobre seu passado, quer saber o que tudo isso significa. Com isso começam os flashbacks, conhecemos todo o passado obscuro de Fermín, seus anos de prisão, seus companheiros de cárcere e como ele conseguiu fugir. Martín (que é personagem de “O Jogo do Anjo”) é um escritor preso na cela ao lado de Fermín, eles viram amigos e compartilham vários segredos. Também há Salgado, seu companheiro de cela, que prefere ser multilado a contar onde escondeu uma fortuna roubada (ele protagoniza os momentos mais estranhos do livro). E não posso esquecer do “Senhor Diretor”, Mauricio Valls, que comanda a prisão do Montjuic, um cara mesquinho que sonha em ser um grande escritor e para isso quer que Martín reescreva (e melhore) seus livros. Seu ego é enorme e passa por cima de tudo e de todos para conseguir o que quer.

– Você me devolveu a verdade – respondi. – Vou lhe devolver seu nome.
Além dos momentos onde conhecemos toda essa intrigante história do passado, temos como destaque no presente os preparativos para o casamento de Fermín e Bernarda, e também a desconfiança de Daniel sobre uma possível traição de Bea.
– Não, Deus me livre! De tanto se olhar no espelho, ele vai se gastar. Homem que leva mais tempo do que eu se arrumando me dá aflição, sei lá. Gosto deles um pouco brutos, como é que vou dizer? E sei muito bem que Fermín não é bonito, bonito do jeito que se fala. Mas eu acho ele bonito e gostoso. E muito homem. E no final, é isso que conta, que seja bom e que seja de verdade. E que você possa agarrar numa noite de inverno para tirar o frio do corpo.

Bea sorriu e concordou.
O mais legal é que nesse livro tudo se interliga, é impressionante como Záfon consegue unir com maestria personagens de “A Sombra do Vento” com os de “O jogo do anjo”, tornando tudo uma história só e cheia de sentido.

– Às vezes a pessoa se cansa de fugir – disse Fermín. – O mundo é muito pequeno quando não se tem aonde ir.
E o melhor de tudo é que no epílogo, deixa bem claro a possibilidade de um próximo livro, onde Daniel tem uma nova investigação e possivelmente irá se vingar daquele que assassinou a sua mãe (não falarei o nome, pois é um mega spoiler). Fico torcendo para que realmente seja publicado mais um livro.
Todos se afastaram e lentamente a orquestra atacou o compasso do mais triste bolero que alguém já compôs. Olhando-se nos olhos, distantes do mundo, os amantes daquela Barcelona que não voltaria mais dançaram juntinhos pela ultima vez.
“O Prisioneiro do Céu” é mais uma viagem a Barcelona antiga, cheia de mistérios e intrigas, que prende o leitor do inicio ao fim. Mais uma vez ressalto o quanto a escrita de Zafón é apaixonante, recomendo muito a leitura!

Continue Lendo

terça-feira, 19 de junho de 2012

Filme: "Para Sempre"


- Clique aqui para ler a resenha do livro

Você já imaginou se, em uma noite após sofrer um acidente de carro, você seria hospitalizada, entraria em coma e quando acordasse, descobrisse que perdeu parte da memória e não reconhece muitas pessoas, inclusive seu próprio marido?
Paige está nessa situação. O filme “Para Sempre”, baseado em eventos reais, conta a história do casal Paige e Leo, que vêem a vida mudar após essa trágico acidente.

Como a esposa não o reconhece mais, Leo tentará fazer de tudo para que ela recupere a memória, mas não é fácil porque a última lembrança que a garota tem é de estar cursando faculdade de direito, morando em outra cidade com os pais e estar noiva de um outro cara.

Sendo que, antes do acidente, Paige vivera os últimos anos (apagados completamente de sua memória) com Leo em uma cidade nova e cursando faculdade de Artes.

Quem se aproveita da falta de memória dela, são os pais que tentam a reaproximação e o ex-noivo.

Paige agora é quem ela era antes e será que não vai mais voltar? Será que Leo conseguirá reconquistá-la, agora que a mulher está tão diferente e não o reconhece mais? Será que a vida que tinham juntos não terá mais volta? E Paige, será que ela vai recuperar a memória?

Continue Lendo

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Ofertas por ai #8

Boa tarde amigas Becky Bloom! Depois de dias dificeis, em que não apareciam boas ofertas, voltaram os tempos de fartura! \o/ 

A Saraiva deu uma renovada nos livros de R$ 9,90 e está um arrazo! E tem ainda mais novidades da FNAC! Escondam os cartões de crédito! ;D
Os preços informados aqui valem para o dia da postagem, afinal as Lojas Virtuais os mudam o tempo todo e não nos responsabilizamos por essas mudanças.

Para ver as ofertas anteriores clique aqui.
Clique nos links (em vermelho) para acessar as ofertas. ^^


Saraiva - Até R$ 9,90

Saraiva - Outros

FNAC- Até R$ 9,90
- Continuam R$ 9,90 - Não comprou quando divulgamos há algumas semanas? Estava esgotado? Não viu a oferta? Ainda dá tempo: 

SOBRE O FRETE

- Na FNAC fiz alguns testes e consegui "Frete Gratis" a partir de 6 livros de 9,90. E na Saraiva o "Frete Gratis" apareceu com 4 livros de R$ 9,90. Deu certo para o meu CEP (SP - Interior), não sei se funciona para outras regiões.

- Tem Saraiva na sua cidade? Durante a compra você pode escolher a opção "Retirar na loja", ai você escolhe a loja mais proxima e retira o livro lá, sem pagar nada de frete. ;D

Continue Lendo

domingo, 17 de junho de 2012

Resenha: "Viva para Contar" (Lisa Gardner)

Por Sheila: Três mulheres fortes em sua fragilidade latente. Três famílias assassinadas - uma há mais de vinte anos, duas recentemente. Um hospital com uma ala psiquiátrica de cuidados intensivos a crianças com distúrbios severos e um curandeiro que causa sentimentos ambivalentes. Esta é a trama básica do livro "Viva para Contar" de Lisa Gardner publicado no Brasil pela editora Novo Conceito.

Danielle Burton é uma sobrevivente, a única que restou de uma família assassinada pelo próprio pai, que busca calar os fantasmas que a perseguem isolando-se em seu trabalho como enfermeira com crianças com transtornos psiquiátricos, muitas deles submetidas a traumas severos que as fizeram isolar-se do mundo.
Ele começou no quarto, alvejando minha mãe ao lado da cama. Depois, foi até onde estava a minha irmã, que tinha 13 anos. (...) Meu irmão de 11 anos também apareceu no corredor. Ele tentou fugir. Meu pai atirou e o acertou pelas costas. Johnny rolou pelas escadas. O tiro pegou em cheio, e demorou algum tempo até que Johnny finalmente morresse.Não me lembro de nada disso, é claro. Mas li o relatório oficial quando completei 18 anos.Eu procurava uma resposta que nunca encontrei.Meu pai matou a família inteira, exceto a mim. Será que aquilo significava que me amava mais do que os outros, ou me odiava mais do que os outros?- O que você acha? - era o o que o dr Frank sempre respondia.Acho que esta é a história da minha vida.
D. D. Warrem é uma competente investigadora do departamento de polícia de Boston, que por ser tão dedicada ao serviço não consegue manter uma vida pessoal decente - solteirona, não consegue criar peixinhos de aquário sem que estes acabem perecendo. Está justamente questionando-se a respeito da passagem dos anos e de sua dificuldade em conhecer alguém para uma relação estável, com quem possa pensar em construir uma família, quando a notícia do assassinato de uma família inteira, ao que tudo indica perpetrado pelo pai, passa a demandar toda sua atenção.
Ela tomou fôlego mais uma vez do lado de fora da porta e sentiu o cheiro de serragem e sangue ressecado. Ouviu um repórter chamá-la para que desse uma declaração. ouviu o barulho de uma câmera disparando, o rugido de um helicóptero de alguma agência de notícias, e ruídos indistintos por toda parte. Curiosos atrás, investigadores á frente e repórteres acima.Caos: muito barulho, muitos cheiros, muita pressão.Seu trabalho, agora, era endireitar as coisas.E ela entrou de cabeça.
Já Victória Oliver é uma mãe dedicada, mas desesperada. Afinal, pouco dorme ou se alimenta, tendo de sobreviver com o perigo rondando perto - dentro de sua própria casa na verdade. Só o amor incondicional que sente consegue movê-la a continuar, mesmo sabendo do risco que corre e tendo que cuidar sozinha das feridas, como ossos quebrados, cortes e hematomas, que esse amor lhe inflige.
- Estou com sede - diz ele.- Quer alguma coisa? - pergunto.- Mulher, me traga algo para beber. Se não vou arrebentar a sua cara. (...)Antigamente, eu recusaria uma exigência tão petulante. Exigiria palavras mais gentis, um tom de voz mais amável. "Não sou sua empregada", eu o lembraria. "Você vai me tratar com respeito".Porém essas coisas acontecem. Não todas de uma vez. Mas, pouco a pouco, momento a momento, escolha após escolha. Quando uma pessoa abre mão de algumas partes de si mesma, nunca mais consegue recuperá-las.
O livro vai alternando o foco entre cada uma das protagonistas no decorrer dos capítulos, sendo narrado tanto em primeira como terceira pessoa. Aos poucos, as história paralelas de D. D. Warren, Danielle e Victoria vão se aproximando, até virar uma única narrativa que une todos em uma trama bem construída e brilhantemente narrada. Quem estaria por trás dos assassinatos? Por que todas as pistas levam de volta a ala psiquiátrica do hospital onde trabalha Danielle? De que forma os eventos se associam com sua tragédia particular?

Lisa Gardner consegue escrever um thriller de tirar o fôlego, conseguindo manter o suspense - e consequentemente a atenção do leitor - até o fim da estória, que encontra sua resolução bem próximo às últimas páginas. Fazia tempos que não lia um livro extenso que conseguisse prender minha atenção do início ao fim. Para resumir em uma frase: realmente de tirar o fôlego, recomendo.

Continue Lendo

sexta-feira, 15 de junho de 2012

#PROMO Sorteio de todos os livros de "Diários do Vampiro"


Você viciado pela saga Diários do Vampiro, da L. J. Smith, temos uma ótima promoção para você. 

Que tal participar desse incrível sorteio onde 8 blogs se uniram para dar a um(a) único(a) sortudo(a) os 8 livros - O Despertar, O Confronto, A Fúria, Reunião Sombria, Anoitecer, Almas Sombrias, Meia-Noite e Diários de Stefan: Origens - já lançados por aqui? Não fique fora dessa. Bora participar!

Continue Lendo

[Especial] Bus Party de Diários do Vampiro


Hoje é dia de nossa coluna fofucha sobre séries, e uma das minhas séries favoritas (e acredito que a de muitos) é The Vampire Diaries! Simplesmente a melhor série sobrenatural voltado para o público jovem na televisão americana, e também na nossa queridíssima Warner Channel (que está transmitindo as primeiras temporadas na versão dublada)...



Continue Lendo

Happy Hour #16 - Taj Mahal

Olá meus queridos!! Como vão vocês?! Espero que muito bem. =D Antes de mais nada, eu gostaria de agradecer à todos pelo carinho na Happy Hour #15, sempre com lindos comentários! Obrigada!! *-*


Mas vamos para o assunto de hoje, né! Como todos sabem, esta é a Semana dos Namorados, já que o dia propriamente dito foi comemorado na terça feira, 12/06. Não demorou muito para que eu pensasse em um assunto que se encaixasse, ao mesmo tempo, nessa data e na Happy Hour. Acho que nunca tinha tratado de um tópico assim antes, mas garanto que ele engloba cultura, arquitetura e uma bela história de amor, afinal o tema de hoje é o impressionante TAJ MAHAL!!! Preparados?! 



Continue Lendo

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Ofertas por ai #7

Demorou para a coluna aparecer porque estavam faltando novas ofertas super imperdiveis para mostrar para vocês. Mas hoje dei sorte e achei bastante coisa para saciar os delírios de consumo das amigas Becky Bloom! ;D Escondam os cartões de crédito!
Os preços informados aqui valem para o dia da postagem, afinal as Lojas Virtuais os mudam o tempo todo e não nos responsabilizamos por essas mudanças.

Para ver as ofertas anteriores clique aqui.
Clique nos links (em vermelho) para acessar as ofertas. ^^

Fnac R$ 9,90
Saraiva R$ 9,90

Saraiva - Outras ofertas por menos de R$ 20,00

Saraiva - Kits

- A pré-venda mais esperada do ano! Dúvido que você também não está morrendo de curiosidade para ler "Cinquenta Tons de Cinza" (Fifty Shades of Grey) depois do sucesso estrondoso que ele está fazendo nos EUA! ;D Se joga! 




- A FNAC colocou em oferta os livros solicitados nos vestibulares mais concorridos do país: 




- Festival livros e dvd's das obras de Nicholas Sparks na Saraiva 


  

- Também tem várias ofertas imperdiveis a partir de R$ 9,90 na Livraria Curitiba, confira aqui
 

- Continuam R$ 9,90 - Não comprou quando divulgamos há algumas semanas? Estava esgotado? Não viu a oferta? Ainda dá tempo: Julieta Imortal, O Céu Está Em Todo Lugar , Qual Seu Número? , Não Sou Este Tipo de Garota , Roubada , O Preço De Uma Lição  ,A Janela de Overton , Palavras Envenenadas , Contato Visual , GONE #3, A Canção do Súcubo , O Sonho do Sucubo , Mães em Guerra , Gritos do Passado , Névoa do Tempo , Caçadora de Estrelas, Desastre

- Aos que odeiam os valores absurdos do frete, vai a dica: Tem Saraiva na sua cidade? Durante a compra você pode escolher a opção "Retirar na loja", ai você escolhe a loja mais proxima e retira o livro lá, sem pagar nada de frete. ;D

Continue Lendo

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Resenha: “@mor” (Daniel Glattauer)

Por Juny : A resenha de hoje é uma ótima pedida para o dia dos namorados (uma dica um tanto atrasada, é verdade). Um livro bem peculiar, que conta com uma narrativa baseada somente na troca de emails entre os protagonistas. Será que um engano pode mudar toda a sua vida?

Tudo começa quando Emmi tenta diversas vezes cancelar a assinatura de uma revista, via email e sem sucesso. Até que um dia Leo a responde avisando que ela estava mandando a solicitação para o email errado.

No Natal Emmi manda uma daquelas "mensagens padrão" a todos seus contatos e acaba indo para o Leo também. Ele responde de forma irônica e um tanto irritado que odeia esse tipo de email. A partir desse momento eles começam a se corresponder com mais freqüência e a se conhecer.

“Nós não moramos em lugar nenhum. Não temos qualquer idade. Não temos rosto. Não distinguimos entre dia e noite. Não vivemos em tempo algum. Temo apenas nossos respectivos monitores, rigorosos e sigilosos por si só, e temos um hobby em comum: interessamo-nos respectivamente por uma pessoa completamente estranha. Bravo!”

Os emails ficam cada vez mais elaborados, com conversas muito inteligentes e ótimas sacadas irônicas. Há todo um mistério quando eles tentam descobrir a idade e a aparência do outro. Até que surge a idéia de um encontro as escuras, sem dicas, sem ter certeza se conseguirão se reconhecer no "Café Huber".

Aos poucos os sentimentos vão florescendo. Emmi garante que “é feliz no casamento” e Leo acabou de sair de um relacionamento tenso que não deu certo. Até que ponto eles irão levar adiante essa ligação que eles tem somente através das palavras na tela do computador? Só lendo o livro para descobrir! ;D

O livro nos leva a questionar os relacionamentos criados na Internet, até que ponto tudo isso é real? Um encontro pode desfazer essa magia que cada palavra, de cada email, parece conter? E o mais importante, é possível amar alguém que você só conhece pelas palavras?

“ (...) Já estou um pouco bêbado. Mas não muito. E agora é a sua vez de novo, escreva pra mim, Emmi. Escrever é como beijar, só que sem os lábios. Escrever é beijar com a cabeça.”

Emmi tem uma vida perfeita, com tudo em harmonia, até a chegada de Leo, que a deixa inquieta e insegura, ela usa o relacionamento para escapar da rotina. Leo trabalha com pesquisas em uma universidade e acabou de terminar um namoro dramático, ele começa a idealizar Emmi e tem medo que um encontro acabe com esse encanto. Emmi é cheia de contradições, gostei mais do Leo, além de encantador é bem coerente em suas atitudes.
Dois minutos depois

Re:
Isso me admira tanto em você, Leo. Você não quer saber se tenho peitos grandes. Você quer saber se eu tenho um problema-com-peitos-grandes. Isso não é típico dos homens, e alguém poderia pensar que você tem uma síndrome-do-problema-com-peitos-grandes em estado avançado.

Três minutos depois

Fw:
Emmi, pode me considerar assexuado, mas sejam eles grandes, pequenos, volumosos, finos, achatados, redondos, ovais ou angulosos – sejam como forem, de todo modo não me interessam peitos se não conheço o rosto.
Embora seja escrito através de emails, é possível sentir a intensidade dos sentimentos de cada um. O final é de tirar o fôlego, me deixou DESESPERADA para ler a continuação, espero que a Editora Suma das Letra lance-a logo. “@mor” é um romance moderno e inteligente, que vale a pena ser lido!

Continue Lendo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris