quarta-feira, 30 de março de 2016

Resenha: "After - Depois da Promessa" Vol.5 (Anna Todd)

Por Clarissa: Oi galera, tudo bem? Espero que sim, minha super indicação é “After – Depois da promessa” o volume cinco, o último galera, agora sim podemos chorar. Vivemos tantos momentos juntos, que já virou parte do corpo. Um pouco de drama é sempre bom e é o que mais tem neste livro.

Hardin e Tessa se conheceram na faculdade, mas Hardin acabou se apaixonando pela garota loira e nerd, o que ele não faria nunca na sua vida. E Tessa se apaixonou pelo garoto mal-educado e que queria viver a vida dentro de uma garrafa de vodca. Mas o destino gosta de brincar com Hardin e Tessa. E assim a vida de Tessa que era perfeita vira uma bagunça, e a de Hardin que era uma bagunça acaba tomando um sentido, sempre voltando para Tessa. Quando Tessa e Hardin decidem levar esse amor a sério acaba acontecendo brigas, amor, risadas e choros. E eles se separam e voltam. Mas como o amor é capaz de superar e perdoar quase tudo, o futuro de Hardin e Tessa está nas mãos deles, só eles podem manter esse amor. Muitas lutas estão por vir na vida do casal, muita coisa para acontecer. Mas eles vão lutar juntos e vencer todos os obstáculos.
“Aqui estou, aqui estamos, nesse movimento circular infinito de felicidade, desejo, paixão, amor e dor.” TESSA
Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os seus fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado bad boy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo de autodestruição. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia.
Hardin e Tessa prometeram lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o acontece quando suas forças já se esgotaram? O que o casal vai fazer passa o fogo continuar?
HESSA já deu um jeito em muitas coisas, esse vai ser mais um obstáculo na coleção.
“É o tipo de história de amor que lida com problemas de verdade. Não é uma história sobre perdão e amor incondicional, e mostra quanto uma pessoa consegue mudar, mudar de verdade, se tentar bastante. É o tipo de história que prova que qualquer coisa é possível quando se trata de superação. Mostra que, se você tem alguém com quem contar, alguém que ame você e não desista de você, pode encontrar o caminho para sair da escuridão. Mostra que, apesar dos pais que tivemos, ou dos vícios que adquirimos, é possível lidar com qualquer coisa que atrapalhe, e superar tudo para se tornar uma pessoa melhor. É esse o tipo de história que o After é”
“’After’?” Ela inclina a cabeça, usando a Mao para proteger os olhos do sol.
“Foi o nome que dei.” Desvio o olhar, e penso no nome. “Porque te a ver com o meu caminho depois de conhecer você.”

Bom mais uma vez para nos surpreender, Anna Todd colocou mais amor, separações, tragédias, drama e uma reviravolta linda e destruidora. Em todas as resenhas já disse que estou perdidamente apaixonada por essa série que devastou meu coração, e de muitas outras pessoas. É uma história muito linda, de como o amor realmente é, tem que haver os altos e baixos, separação e reconciliação, aceitar a pessoa que você ama do jeito que ela é. A vida pode ter sim um “feliz para sempre”, mas tendo muitas discordâncias para fortalecer mais ainda o amor, que a final a vida não é um mar de rosas.

A escrita de Todd leva você para dentro da história e faz com que queira viver a vida de Tessa ou Hardin, ser transportado para essa história de superação e amor. Os personagens são bem descritos, e tão lindos. A história bem escrita, não deixa perguntas em aberto, tudo é esclarecido no ultimo livro e tem tanta emoção que parece que perdeu um pedaço do mundo quando fecha o livro depois da última página.

Muitas pessoas podem julgar o livro pela capa, diz que é conteúdo adulto, é sim, não vou negar. Mas não tem nada de mais que te vai deixar envergonhado ou desconfortável, é uma historia linda, umas das mais belas que já li. Fala sobre amor, ser melhor do que pensa, enfrentar todos os seus medos pela pessoa amada, respeitar todos, saber o momento de ouvir e falar. Bom é uma história de superação e confiança. Este livro teve uma revolução tão grande, desde o começo ate o final, que depois que você lê tudinho, para e pensa, como a história evoluiu de tal maneira, brusca e linda. É uma série que indico a todos, para saberem que sim, é uma história real de amor. Muitas pessoas vão se identificar com os personagens e os acontecimentos. Este livro se tornou um vicio para mime garanto que muitos vão também!

Anna Todd está super de parabéns com essa magnífica história, afinal os leitores que ganharam o melhor presente, e sem falar dessa capas lindas e apaixonantes, parabéns a Editora Paralela pela obro magnífica que tem em mãos, nós leitores ficamos muito felizes. Sou muito difícil de chorar em leituras, mas esse me fez criar um rio e destruir meu coração, quero mais Anna Todd!

A única coisa que te digo é que prepare o seu coração quando começar a ler, ele só vai ser destruído umas mil vezes para no final você chorar com a história de Tessa e Hardin.
Espero que tenham gostado, e ficou um pouco grande a resenha, mas é que não da para descrever pouco deste livro.


Boa leitura!

Obs: Você pode ver a resenha dos livros anteriores de After clicanco aqui.


Continue Lendo

segunda-feira, 28 de março de 2016

Resenha: "Os Bons Segredos" (Sarah Dessen)

Tradução por Cristian Clemente
Sinopse: Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. Fonte: Skoob

Por Eliel: Você alguma vez na vida se sentiu invisível? Sidney já estava acostumada com isso, seu irmão Peyton era o foco da atenção de todos a sua volta. Não foi fácil para ela crescer sob a sombra do seu irmão mais velho. Porém, ele tem um comportamento autodestrutivo o que lhe garante ainda mais atenção (preocupação) por parte dos seus familiares e algumas temporadas na reabilitação, até que ele causa um acidente grave e deixa um garoto paraplégico. Por mais que os pais não aceitem e não se conformem ele terá que cumprir sua pena na prisão, mesmo de longe a sua sombra continua pairando sobre a cabeça de Sidney.

Eu tinha feito a coisa certa. Eu sempre fazia. Seria bom se alguém notasse.

Ela muda de escola e começa a questionar seu papel na família e no mundo. Quem é Sidney Stanford? O que ela representa para as pessoas a sua volta? Logo no primeiro dia de aula na nova escola, sem muita vontade de voltar para casa ela vai parar em uma pequena pizzaria onde conhece a família Chatham, ou parte dela.


Uma família comum, porém com suas particularidades. Layla, a caçula da família, tem a terrível mania de se apaixonar pelo cara errado e uma paixão incontrolável por batatas fritas – estou falando sério, você nunca mais vai comer batatas da mesma maneira após descobrir as regras e especificações de Layla, aliás não basta que sejam batatas e fritas. Rosie, patinadora e uma ex-causadora de problemas. O Sr. Chatham, que comanda a Pizzaria Seaside e adora músicas ao estilo das montanhas. A Sra. Chatham que compartilha a mesma paixão de Sidney por realities shows e mesmo que esteja doente é o elo que une essa família. E por fim, Mac, que finalmente parece enxergar Sidney como ela realmente é.

Mac me surpreendeu – o que se tornaria algo comum, mas eu ainda não sabia disso.
- Você vestia uma camiseta com estampa de cogumelos; seu cabelo estava preso. Brincos prateados. Pizza de pepperoni. Não quis pirulito.

Me identifiquei e me emocionei bastante em vários momentos desse romance que a principio me fisgou pelo estômago e no fim me conquistou pela verdade das palavras e dos sentimentos contidos em cada capítulo. Enxergamos tudo pelos olhos de Sidney como se fosse uma autobiografia, quase um diário.

- Não dá para mudar o passado. – Isso não quer dizer que você precisa se prender a ele.

Sarah Dessen é um dos maiores destaques da literatura jovem adulta contemporânea e Os Bons Segredos é o seu romance mais profundo e mais tocante (ela tem outros onze publicados nos EUA), isso porque conta com personagens inesquecíveis e referências gastronômicas de deixar qualquer um babando. Basicamente, a narrativa é sobre uma garota procurando seu lugar no mundo, mas nessa jornada ela descobre a amizade, o amor e outras coisas bem legais que você só vai saber se ler esse romance que esbanja jovialidade e descobertas.

O futuro era a única coisa que jamais poderia ser destruída, porque ainda não tivera a chance de existir.


E a Sarah é tão fofa que cedeu uma entrevista para a editora Seguinte e o DB marcou presença, veja a entrevista completa clicando na imagem.



Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

sábado, 26 de março de 2016

[Novidade]Lançamentos Editora Planeta (Fevereiro e Março)

[Novidade] Lançamentos Editora Planeta
Mais lançamentos? Que isso ein produção, e quem não ama mais um pouco de livros?! Então vamos aproveitar! então sigam-me os bons XD

Algumas resenhas feitas pelo Dear Book

"Sou Louco Por Você" - Federico Moccia 


E agora vem os lançamentos, preparados? Então lá vai!

Lançamentos:

50 ideias de História do Mundo que Você Precisa ConhecerIan Crofton
O escritor britânico Ian Crofton tinha um desafio bastante complexo: resumir a história do mundo em
apenas 50 momentos mais marcantes. Experiente autor, famoso pelo seu vasto conhecimento enciclopédico, ele demonstra neste volume que conseguiu fazer isto da melhor maneira possível. Seguindo o espírito da bem sucedida série 50 ideias, ele selecionou os fatos cruciais desde o início da agricultura até o ataque às Torres Gêmeas em Nova York, passando pelo Egito dos Faraós e a Revolução Francesa. E mostra o que se esconde entre diferentes períodos, nomes e episódios amplamente conhecidos do grande público. O livro 50 ideias de história do mundo que você precisa conhecer não é um mero relato trivial, uma simples lista de fatos que se sucedem sem maiores explicações. Levando em consideração todos os aspectos econômicos, sociais, políticos, culturais e geográficos, a obra ajuda a entender o passado e como ele interfere no presente e no futuro.


SeduçãoNicole Jordan
Ele será seu professor na arte de fazer amor, mas ela o ensinará a amar... “Seu desejo por Vanessa não desaparecerá nem quando procurar outra companhia feminina, num esforço para esquecê-la. A crua realidade é que ele não desejava ninguém mais. Fora incapaz de perder-se de prazer como de costume. E sua inquietação, seu anseio insatisfeito, persistiam.” “Ela abandonara a extrema cautela que mantinha em relação a ele. E ainda achava difícil manter um ar de compostura quando ele estava perto. Damien conseguia fazê-la estremecer apenas com um olhar e deixá-la sem fôlego com um simples toque.”





O Nazista e o Psiquiatra - Jack El-Hai 
Kelley seguiu os nazistas para o presídio de Nuremberg. Suas novas ordens eram avaliar a saúde mental dos vinte e dois homens de maior escalão para se defrontar com a Justiça no julgamento vindouro. Suas experiências com os nazistas em Mondorf, e com Göring em particular, continuavam a fazer com que seus pensamentos fossem muito além das preocupações de seus deveres de oficial. Haveria uma falha mental comum a todos aqueles prisioneiros? Eles compartilhariam de um distúrbio psiquiátrico que os fizera participar das monstruosas ações do Terceiro Reich? Trabalhar entre aqueles alemães fez com que Kelley ficasse pensando se ele conseguiria responder às perguntas prementes que ocupavam seu cérebro. Talvez seu estudo científico das mentes daqueles homens pudesse identificar um fator significativo que seria útil para a prevenção da ascensão de um futuro regime nazista semelhante. A necessidade era urgente. Sem sanção oficial, Kelley estavam desenvolvendo um plano para explorar os recantos psicológicos do cérebro dos líderes nazistas prisioneiros.”


Paixão Índia - Javier Moro   
A jovem Anita Delgado era bailarina na Espanha, no início do século XX, quando um marajá indiano se apaixonou por ela, lhe deu um palácio e a transformou em princesa – mas não em sua única mulher. Depois de chegar à cidade de Kapurthala sobre um elefante luxuosamente adornado, a nova princesa descobriu que aquele aparente conto de fadas não transcorreria sem o inevitável choque cultural entre dois mundos que se mostravam mais diferentes do que ela imaginava. As outras mulheres do marajá e seus súditos viam em Anita uma ameaça à tradição hindu, e a jovem, apesar de cercada de conforto e riqueza, vivia na mais completa solidão. Determinada, porém, ela se manteve no lugar que acreditava ser o seu – até seu coração começar a bater de maneira diferente. Javier Moro realizou pesquisas detalhadas, tanto na Europa quanto na Ásia, para construir uma narrativa minuciosa da relação do casal, que deu origem a um dos maiores escândalos da Índia inglesa.


O Médico Da Humanidade E A Cura Da Corrupção - Augusto Cury 
A humanidade, em particular o Brasil, está em chamas devido à corrupção. Mas como ela se instala na mente humana? Todo ser humano tem vampiros mentais capazes de asfixiá- lo, como o orgulho, a ira, a inveja, o ciúme, a dissimulação, a ambição e a necessidade neurótica de ser o centro das atenções. Esses vampiros costumam ser imperceptíveis aos hospedeiros, embora os destruam. Este impactante romance histórico-psiquiátrico mostra como esses vampiros se alojaram na mente de um poderoso político, um líder considerado incorruptível. O homem rejeita a ideia de estar doente até deparar-se com o misterioso H, o médico da humanidade. Para diagnosticar suas fraquezas, H o leva a viajar pela história e a conhecer a formação da personalidade do sociopata Hitler, a prática da guilhotina na Revolução Francesa, a negação de Pedro a Cristo, o julgamento de Sócrates. No decorrer dessas viagens incríveis, o líder fica assombrado ao descobrir que está sangrando pelos vampiros da corrupção.

E ai? Gostaram dos lançamentos? E tem muitos mais livros interessantes. Para conferir todo o catalogo é só Clicar Aqui

E o que mais vocês esperam da editora? Deixe nos comentários. Quais livros vocês já leram ou tem interesses?

E para saber mais da Editora Planeta visite o Blog
Blog Editora Planeta

E este foram alguns dos lançamento de fevereiro e março da Editora Planeta, espero que aumentem suas listinhas de livros e ate a próxima!

Curta o Dear Book no facebook  Siga o @dear_book no twitter e @dearbook no insta.

Use #dearbook

Toda a Equpe Dear Book, Clarissa

Continue Lendo

sexta-feira, 25 de março de 2016

Resenha: "O Quebra-Nozes - Grandes Clássicos do Balé em Quadrinhos" (Jorge Marcos Costa & William Romão Costa)

Sinopse: Uma Viagem MágicaA história original apareceu num conto de E.T.A. Hoffman: “Quebra-Nozes e o Camundongo Rei” (1816), o conto ganha o mundo a partir da versão francesa de Alexandre Dumas, pai (1845) que é mais uma adaptação do que uma tradução. A história alcançaria o auge da fama justamente pelo balé “O Quebra-Nozes” criado pelo compositor russo Tchaikovsky com coreografias de Marius Petipá e Lev Ivanov baseado na versão de Alexandre Dumas.Este livro expande a narrativa dançada para um romance gráfico, utiliza técnicas de ilustrações baseadas em fotos de balé e dança.A história em forma de quadrinhos facilita a leitura e a compreensão, tanto em crianças quanto em adultos, além de proporcionar momentos de entretenimento, sonho e encantamento, com riqueza de detalhes, de ângulos e perspectivas, que vão encantar o leitor pela beleza da história, das imagens e pela relação movimento, música e dança.

Por Eliel: Gosta de Graphic novel? Gosta de balé? Já imaginou os dois juntos? O Instituto Passo de Arte está com esse projeto muito interessante de levar os grandes clássicos do balé para as páginas das graphic novels (histórias em quadrinhos). Quem acompanha o blog sabe que sou apaixonado por balé e nunca na vida esperaria ver um dos meus favoritos nessa mídia que tanto amo também.  O resultado ficou impressionante, as ilustrações foram baseadas em fotos e nas coreografias reais d´O Quebra-Nozes.

A magia e a ciência, são a arte de causar mudanças de acordo com a nossa vontade. Não há laço capaz de unir o dividido, senão o amor.

A narrativa adicionada torna ainda mais fácil de compreender o que vemos nos palcos, geralmente próximo do Natal. A história é realmente encantadora quando é dançada e quando é lida. Vale lembrar que Tchaikovsky compôs a música baseado em um conto de Alexandre Dumas (pai) e isso também serviu de inspiração para Marius Petipá e Lev Ivanov para coreografar esse clássico. Dançado desde 1892 até os dias de hoje é um balé que a maioria das pessoas conhece e já assistiu e agora os fãs poderão ler.

Não foi fácil conciliar magia e mecânica na arte da dança.

O intuito, além de popularizar a história, é ser um material de referência para estudantes da dança. O formato de graphic novel facilita a leitura para crianças, mas não só elas, os adultos também que poderão ter o recurso visual para que todo o pano de fundo por trás desse clássico seja mais claro.

Atente-se aos temas que são abordados indiretamente, como: a saudade da infância, o contraste da realidade adulta e o sonho infantil, evolução intelectual e espiritual. Depois disso, assista ao espetáculo com novos olhos, e volte aqui para compartilhar suas experiências.



Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

quarta-feira, 23 de março de 2016

Resenha: "Minha Mãe é uma Peça" (Paulo Gustavo)

Sinopse: 'Minha mãe é uma peça', agora em livro e com histórias inéditas de Dona Hermínia. Essas crianças ainda matam Dona Hermínia de tanta preocupação. Após berrar com os filhos no teatro, no cinema e na TV, ela agora narra as desventuras com a família em livro. Marcelina, que está “imensa de gorda”, e Juliano, que em vez de trabalhar prefere decorar as coreografias daquela “cantora negona linda, a Cebion”, não são os únicos que escutam poucas e boas. Sobra bronca também para o ex-marido, Carlos Alberto, para a nova mulher dele, “a vaca da Soraia”, e para a empregada Valdeia, “que prefere ser chamada de secretária, mas ainda não chegou lá”.Em sua estreia na literatura, Dona Hermínia — ou melhor, Paulo Gustavo, seu criador — fala sobre sexo, dietas e religião, dá conselhos de como criar os filhos, explica a antipatia que tem por Freud e sua “mania de colocar tudo que é culpa na mãe”, mostra como navegar na internet e faz seu guia de viagens. E, ao contrário dos manuais que ensinam como segurar o marido, conta os segredos para não perder o ex. Paulo Gustavo ficou famoso com o monólogo Minha mãe é uma peça, em cartaz desde 2006. Pelo papel, foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2013, o espetáculo virou filme, que teve o maior público do cinema nacional no ano, com 4,6 milhões de espectadores. Agora, a dona de casa divertida e mandona, que arranca gargalhadas cúmplices no teatro, na TV e no cinema, surge no livro Minha mãe é uma peça em fotos, ilustrações e textos inéditos escritos com a colaboração de Ulisses Mattos e Fil Braz.Fonte: Skoob

Por Eliel: Com certeza, você já se divertiu muito com Dona Hermínia, seja nos palcos, nas telinhas ou telões, e com certeza deve ter se identificado com uma ou mais situações satirizadas pelo incrível humorista Paulo Gustavo. Agora, Dona Hermínia volta com histórias inéditas em um livro muito divertido.

Dona Hermínia destila todo o seu veneno em textos únicos que abordam vários temas, como: filhos, viagens, ex marido, religião, homossexualismo. É realmente de rolar de rir, o texto é escrito como se fosse um monólogo de teatro. O mesmo formato que deu tanto sucesso para essa personagem sair da TV, alcançar os palcos e mais recentemente o cinema.

Regra 1Tem que saber dar limite. E para dar limite, tem que saber dizer "não". Eu digo "não" com a maior tranquilidade. Meus filhos foram criados assim. Sabe qual é a primeira palavra que o Juliano aprendeu a falar? Exatamente: foi "não"! Porque me ouvia falar muito, óbvio que ia ser a primeira coisa que ele ia dizer. E a primeira palavra da Marcelina? É, não foi "não". Foi "papá". Carlos Alberto ficou todo feliz achando que era "papai", mas fechou a cara quando Marcelina apontou pra um pedaço de pernil que tava na mesa. Bem feito pro Carlos Alberto. Mas a segunda palavra dela foi "não", porque eu sou boa educadora. Ela só não falou "não" antes de "papá" porque essa coisa de comida na Marcelina é muito forte, é genético mesmo. Tá impregnado nos DNAs dela.

Os conselhos nada ortodoxos, as sacadas sarcásticas, e tudo mais que já esperamos de Dona Hermínia nesse livro não tem uma linha cronológica para se acompanhar, é uma leitura rápida e leve, dessas para ler rápido e se divertir de montão. Ahh e tá repleto de fotos que dão um toque à mais.

Recomendadíssimo para aquela viagem, uma fila de banco, ou qualquer lugar que você prefira. Só tome cuidado para não rir muito alto e as pessoas à sua volta te julgarem louco (ahhh que julguem).

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

segunda-feira, 21 de março de 2016

Resenha: "A Bailarina Fantasma" (Socorro Acioli)

Sinopse: Anabela mal podia conter a empolgação quando seu pai foi o arquiteto escolhido para coordenar uma obra no Theatro José de Alencar, em Fortaleza. A proposta era que aquela casa de espetáculos maravilhosa mantivesse as mesmas características de quando foi inaugurada, em 1910. Logo vira rotina para Anabela passar as tardes por ali, fazendo a lição de casa enquanto o pai trabalha. Mas essa reforma vai acabar desenterrando histórias escondidas há muitos e muitos anos, já que Anabela começa a ver uma bailarina translúcida, vestida de azul, que mais ninguém parece enxergar. Será que a garota vai conseguir ajudá-la?Fonte: Skoob

Por Eliel: Se vocês já me conhecem um pouco, já devem saber da minha paixão por teatros e balés. Socorro Acioli me cria uma aventura meio sobrenatural que se passa em um dos teatros mais lindos do Brasil, o mais antigo de Fortaleza, o Theatro José de Alencar. Além, de ser um dos mais importante e imponente marcos da arquitetura do país (assunto que pode interessar e muito nossa querida Gaby Pascoal). A sua construção começou no ano de 1908 e sua inauguração em 1910, toda sua estrutura veio de navio da Escócia. Ele se tornou cenário de inúmeras histórias de amor, encontros, dramas, romances proibidos etc.

“Nunca se deve contar um segredo perto de uma estátua.” Essa era uma das certezas de Anabela, anotada em seu caderno secreto de certezas absolutas.

Já falando sobre o balé escolhido para ser o pano de fundo dessa aventura, Giselle, também é um marco, uma obra-prima do balé romântico, uma história de amores impossíveis; mas esse não é o único balé desse livro, o tão conhecido Quebra-Nozes também dá as caras por aqui.Velho conhecido dos Natais no teatro.


Giselle é o balé que Anabela assiste nesse teatro espetacular antes que seu pai, o arquiteto escolhido para restaurar essa joia do século XX. Ela fica maravilhada com a sincronia, a beleza dos movimentos das bailarinas em cena, porém uma em especial lhe chama muito atenção. Uma bailarina vestida de azul que parece flutuar sobre as outras, como será que conseguem esse efeito? Mas por que isso parece impressionar apenas Anabela?


As coisas começam a ficar mais estranhas quando a bailarina percebe o olhar fixo de Anabela e tenta se aproximar para conversar, ela se aproxima tanto que é possível sentir o hálito gelado, etéreo. Aquilo foi arrepiante, Anabela quer manter a maior distância possível entre ela e o teatro onde aquela aparição habita.

Nenhuma palavra. Só música e dança, pausa e silêncio. Ao som de Tchaikóvvski, Clara e Gabriel se descobriram inevitavelmente apaixonados, sem a menor ideia da dimensão que esse amor teria em suas vidas.

Mas quem consegue conter a curiosidade diante te tamanho mistério? Após contar o que viu para sua melhor amiga, Luciana - que por acaso tem um talento investigativo apurado -, ela descobre que esse não é o primeiro contato registrado com a bailarina fantasma.


Então, Anabela junta toda sua coragem para desvendar esse mistério. Se a bailarina tem algo a dizer, é melhor escutar. Se você também ficou curioso, não perca a oportunidade de ver esse espetáculo criado por Socorro Acioli. Adquira seu ingresso agora e se prepare que o primeiro ato dessa série só está começando.

Quanto poder cabe em um único dia! Em vinte e quatro horas, poucos minutos podem transformar completamente uma vida inteira. Assim seria.

A narrativa é tão cativante e fluida que você vai devorar cada página com a mesma facilidade em que se assiste uma peça de teatro, palavras simples e ideias claras são a marca desse livro.



Fim do primeiro volume. Aguardo ansiosamente pela abertura das cortinas do segundo volume dessa cativante aventura, a Ópera do Medo.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

sábado, 19 de março de 2016

[Novidades]Lançamentos da Editora Companhia das Letras


[Novidade] Lançamentos da Editora Companhia das Letras
 Olá pessoal, chegaram os lançamentos da Companhia das letras, tem cada livro mais apaixonante que o outro. E creio que vocês também vão se apaixonar, já acrescentei mais alguns na minha grande listinha XD.

Confira algumas resenhas da Companhia das letras no blog Dear book!

A Garota Na Teia de Aranha – MilleniumVol. 4 (David Lagercrantz)
Resenha

Coroa Cruel – Consto da Série Rainha Vermelha (VictoriaAveyard)
Resenha


Lançamentos:

A sereia – Kiera Cass
Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, vai precisar usar sua voz para atrair pessoas até o mar e afogá-las. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo com que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir a sereia será obrigada a abandoná-lo para sempre. Mas pela primeira vez, em muitos anos de obediência, Kahlen está determinada a seguir seu coração.




Uma História de solidão John Boyne
Odran Yates era um garoto tímido nascido na Irlanda dos anos 1950. O país tinha uma longa tradição católica, e as leis da Igreja moldavam a sociedade com rigor claustrofóbico. Filho de um pai alcoólatra, que morreu com a certeza de que era um grande ator, e de uma mãe que abandonara a carreira de aeromoça para cuidar da família, Odran abraçou o caminho eclesiástico como único destino possível.
Primogênito de um lar disfuncional, que se tornou sufocante após uma tragédia familiar, Odran obedece à mãe e vai estudar em um seminário, onde conhece Tom Cardle, de quem se torna amigo. Ao contrário de Odran, tímido, inocente e reservado, Tom era irritadiço e rebelde. Não fossem os maus-tratos constantes do pai, ele nunca teria nem sequer passado em frente a uma igreja. Já Odran concluiria mais tarde que o sacerdócio era realmente adequado à sua personalidade.
Antes de se formar e ainda muito jovem, Odran fora designado para uma missão no Vaticano: caberia a ele servir pontualmente o café da manhã e o leite noturno do sumo pontífice - durante um ano, sete dias por semana -, incumbência que cumpriu com o rigor e o silêncio de “um fantasma”, como descreveria.
Da ingenuidade dos primeiros anos de colégio à descoberta dos segredos mais bem guardados da Igreja, o padre Odran Yates descreve uma Irlanda repleta de contradições e ódio por trás de um projeto social baseado nos bons costumes. Vive a decadência de seu ofício, que, diante de tantas denúncias de abuso sexual, passa a ser visto com desconfiança.
Mais do que lidar com a vida sofrida daqueles que ama e as implicações políticas de seu trabalho, o padre Yates tenta fazer um acerto de contas com a própria consciência, depois de ter sido convencido de que era inocente demais para entender o que ocorria ao seu redor.


 Before - História de Hardin antes de TessaAnna Todd
“No momento em que os lábios dela tocaram os seus pela primeira vez, ele sentiu. Sentiu uma mudança no fundo da alma, em algum ponto escondido e coberto pela poeira.” 
Antes de Tessa, Hardin era um jovem rude e, às vezes, cruel. O que será que fez com que ele se tornasse esse bad boy tão revoltado? E o que se passava em sua cabeça naqueles primeiros momentos com Tessa, a menina irritantemente certinha de quem ele não conseguia ficar longe? Contado sob o ponto de vista de Hardin e de outros personagens da série, Before acompanha de perto esse complexo e cativante personagem, desde seus problemas de infância até sua turbulenta juventude. O livro traz também passagens inéditas do romance de Tessa e Hardin e revela, ao fim, o futuro desse casal intenso que conquistou o coração de leitores no mundo inteiro!


Capitães de areia – Jorge Amado
Desde o seu lançamento, em 1937, Capitães da Areia causou escândalo: inúmeros exemplares do livro foram queimados em praça pública, por determinação do Estado Novo. Ao longo de sete décadas a narrativa não perdeu viço nem atualidade, pelo contrário: a vida urbana dos meninos pobres e infratores ganhou contornos trágicos e urgentes.
Várias gerações de brasileiros sofreram o impacto e a sedução desses meninos que moram num trapiche abandonado no areal do cais de Salvador, vivendo à margem das convenções sociais. Verdadeiro romance de formação, o livro nos torna íntimos de suas pequenas criaturas, cada uma delas com suas carências e suas ambições: do líder Pedro Bala ao religioso Pirulito, do ressentido e cruel Sem-Pernas ao aprendiz de cafetão Gato, do sensato Professor ao rústico sertanejo Volta Seca. Com a força envolvente da sua prosa, Jorge Amado nos aproxima desses garotos e nos contagia com seu intenso desejo de liberdade.


CHARLIE BROWN E SUA TURMA! - Curiosidades, fatos engraçados, quadrinhos e muito mais! - Charles M. Schulz
Por mais que você já seja fã de carteirinha de toda a família Peanuts, vai se surpreender com os fatos curiosos e surpreendentes que este livro traz. E se você ainda conhece pouco o cão mais famoso do planeta, aproveite esta chance para se apaixonar perdidamente por ele e seus amigos.
Você vai descobrir como Charlie Brown ganhou sua famosa camiseta de zigue-zague, visitar a barraquinha de psiquiatria da Lucy para se aconselhar, conhecer os irmãos do Snoopy, os escoteiros beagle e muito mais. Vai ver também como os personagens se transformaram ao longo do tempo, além de ler tirinhas e depoimentos de Charles M. Schulz.



E muitas outras novidades, cada livro melhor que o outro!

Se quiserem conferir o catálogo de lançamentos é só Clicar Aqui
E conferir todo o catálogo e se apaixonar mais ainda é só Clicar Aqui

E o que vocês esperam para este ano de lançamentos? Quais seus livros mais esperados? Comento com a gente e também fale com a Editora.

Neste ano a Companhia das Letras esta completando 30 anos \o/, e o presente vai para seus leitores, um ano cheio de novidades e novos escritores. 
Os livros fazem tantos sucessos que virou série na rede Globo “As Relações Perigosas”, virou a cabeça de muitos e se tornou um amor dos telespectadores.

As Relações Perigosas - Choderlos de Laclos
Durante alguns meses, um grupo peculiar da nobreza francesa troca cartas secretamente. No centro da intriga está o libertino visconde de Valmont, que tenta conquistar a presidenta de Tourvel, e a dissimulada marquesa de Merteuil, suposta confidente da jovem Cécile, a quem ela tenta convencer a se entregar a outro homem antes de se casar.
Lançado com grande sucesso na época, As relações perigosas teve vinte edições esgotadas apenas no primeiro ano de sua publicação. O livro ficou ainda mais popular depois de várias adaptações para o cinema, protagonizadas por estrelas hollywoodianas como Jeanne Moreau, Glenn Close e John Malkovich. E também boa parte do sucesso do romance deve-se ao fato de a história explorar com muita inteligência os caminhos obscuros do desejo. Esta edição, com tradução de Dorothée de Bruchard, traz uma introdução da editora inglesa Helen Constantine.

A Editora Companhia das Letras é dividida em três categorias, que são a, Editora Seguinte e Paralela, são livros são focados aos jovens e infantil com histórias de distopia, romance e até histórias em quadrinhos. A Editora Companhia das Letras é focada em histórias mais complexas, e de autores do mundo todo com histórias que fizeram a diferença. E a Editora Alfaguara com livros de ficção 

Blog da Companhia das Letras para vocês ficaram pertinho de tudo o que acontece!

E fique por dentro que acontece com o Blog Dear Book!

Use #dearbookbrCurtam o Dear book no Facebook, Siga o @dear_book no Twitter.

Até a próxima e aproveitem as leituras!

Toda a Equipe do Dear Book, Clarissa.

Continue Lendo

sexta-feira, 18 de março de 2016

Resenha: "A Herdeira" (Kiera Cass) Vol.4

Por Clarissa: Olá pessoinhas! Tudo bem? Bom minha indicação desta vez é “A Herdeira” O livro quatro da série A Seleção. Mais um livro da famosa série que deixa suspiros em muitas garotas.

Quando Maxon Schreave e America Singer tornam-se rei e rainha de Illéa, a primeira medida que decretaram foi abolir as castas de maneira gradual, para que a sociedade pudesse se adaptar a uma nova vida, muito mais justa, sem rótulos que limitavam as opções de educação e de trabalho.
Os primeiros anos de governo também foram muito felizes no âmbito familiar, com o nascimento dos gêmeos Eadlyn e Ahren, seguidos pelos filhos Kaden e Osten. Por ser a primogênita, desde pequena Eadlyn recebeu treinamento para um dia continuar o legado do pai, e logo desenvolveu uma personalidade de líder: racional, autônoma e decidida.
“Eu era Eadlyn Schreave. Nenhuma pessoa era tão poderosa quanto eu.”
Anos depois, a expectativa era que a situação política do país já estivesse estabilizada, para que em breve Eadlyn pudesse governar sem grandes transtornos. Mas não foi nada disso que aconteceu. Na prática, as pessoas ainda sofrem preconceito por causa da casta que a sua família costumava pertencer. Frente a essa nova discriminação, muitas pessoas se revoltaram, e essa revolta causa morte e pessoas desaparecidas. Pela primeira vez desde o fim dos ataques rebeldes, a imagem da monarquia começa a se abalada. Enquanto não descobre uma solução definitiva para o problema, a família real precisa de uma distração para que tudo não saia do controle. É assim que Eadlyn se vê obrigada a participar de algo que jamais pensou que vivenciaria: sua própria Seleção.
“Sempre pensara que não poderia viver uma vida para os outros, que o amor não passava de uma algema. Talvez fosse mesmo, mas a verdade é que eu precisava de uma algema.”
Jovens pretendentes de todo o país mandam inscrições, e logo trinta e cinco concorrentes são sorteados. Eadlyn não gosta nada desta ideia e que mandar todos embora o mais rápido possível, para que posso governar o país sozinha. Mas ao decorrer da Seleção Eadlyn vê que achar o príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto pensava.
“Talvez houvesse uma pessoa que me beijasse mesmo quando eu estivesse com o nariz escorrendo, que esfregasse meus ombros após um longo dia de reuniões. Talvez pudesse encontrar alguém que não parecesse tão assustador, com que um passeio além das muralhas do palácio parecesse natural. Mas tudo isso poderia ser pedir demais.”
Mais um livro da série de A Seleção (amo \0/) que me deixou presa por horas, mesmo achando o começo meio parado, mas depois me prendeu tanto que não conseguia desgrudar o olho da historia, saber o que iria acontecer em cada capitulo, ficar intrigada junto com Eadlyn e sua família, para no final não termos um “final”, a historia não acaba totalmente, espero muito que tenha a continuação porque se não vou enfartar. A história se passa depois de vinte anos, então muita coisa mudou. Kiera Cass conseguiu continuar com a beleza de Illéia, mesmo tendo passado anos, a delicadeza da escrita e a personalidade de cada personagem, que faz o leitor ser um deles, se identificar com algum e sempre deixando mistérios. Neste livro vemos o poder da mulher, guerreira, forte e que pode ser acima de todos que a duvidam, mas nem como ninguém é de ferro, temos que ter nosso porto seguro, confidente, alguém com que podemos contar, uma pessoa especial. O poder feminino está sendo mostrado a muitos, somos todas fortes e guerreiras. E a Kiera Cass nos conta isso a cada novo conto. E só te peço um favor Cass, continue a história. Como amo esta série, e essas capas então, me deixam louca, uma mais linda que a outra. E acho que o mundo inteiro deve pensar do mesmo jeito que eu. Esta história é com certeza da realeza. Fantástica que tem um brilho próprio, a escrita incrível compreensão, cada personagem com suas personalidades fortes, muito bem descritos e que a história vai se transformando em cada livro, vai se tornando madura, sem perder a inocência e o amor de família. É uma incrível história, super indico a todos.

Espero que gostem! Até em breve!
Aqui deixo os links das resenhas dos livros anteriores :)

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no insta :)

Continue Lendo

quarta-feira, 16 de março de 2016

Resenha: "A Odisseia de Tibor Lobato: O Oitavo Vilarejo" (Gustavo Rosseb)

Por Marianne: Quando tive a oportunidade de receber A Odisseia de Tibor Lobato pra leitura dei pulinhos de alegria. Sou apaixonada pelas histórias do Sítio do Pica Pau Amarelo, é óbvio que fiquei curiosa pra conhecer essa versão inspirada na obra de Monteiro Lobato.


   Tibor Lobato e sua irmã Sátir viveram num orfanato por quase dois anos após perderem os pais num incêndio.
   Tibor tem treze anos e é um menino ingênuo e curioso que busca em sua irmã Sátir o suporte que perdeu com a morte dos pais. Sátir é uma menina esperta de quatorze anos, cética e difícil de enganar.
Tibor deitou-se em sua cama logo depois que a avó se despediu com um beijo de boa-noite. Passou a prestar atenção no som da chuva, que começava a cair devagar do lado de fora.

   Quando Dona Gailde, a avó paterna, os encontra e decide levá-los levar para viver com ela no sítio onde
mora o mundo de Tibor e Sátir se abre pra um milhão de novas descobertas.
   A empatia entre netos e avó é instantânea, Tibor e Sátir ficam encantados pelo sítio e suas novidades e logo se juntam a seu novo amigo Rurique, um vizinho ali do sítio, nas descobertas e brincadeiras pelas redondezas. E Dona Gailde se sente completa por finalmente ter os netos tão perto depois de tanto procura-los.
Rurique explicou aos dois sobre a região, contando que antigamente tudo era apenas uma cidade só e que um prefeito maluco, um belo dia, resolveu dividir a cidade em sete vilas. Ninguém entendeu nada, mas a vontade dele foi feita e a cidade foi dividida.
   Mas a quaresma se aproxima e, como todos por ali sabem, coisas muito estranhas e sobrenaturais acontecem na região nessa época. Dona Gailde, prevendo pior, deixa os netos avisados para que não se afastem do sítio enquanto durar a quaresma.
   Mas quem é que obedece a avó quando existe um vilarejo cheio de segredos e aventuras escondidos pra ser descoberto?
   Minha relação com a história foi de amor à primeira vista. Absolutamente tudo na narrativa do autor Gustavo Rosseb me cativou. Tendo vivido parte da minha infância em cidadezinha do interior (na casa da vó, lógico rs) me identifiquei muito com as brincadeiras e travessuras dos personagens. Bateu até aquela nostalgia boa... Quem viveu a infância em fazenda/sítio com certeza vai se identificar.
Tibor fez um pedido antes de soprar a vela do bolo, desejando que o sítio fosse sempre assim, que não mudasse em nada. Daquele jeito tudo era perfeito. E que, se algo de ruim estivesse para acontecer, que ele tivesse forçar para proteger o lugar da melhor maneira possível.
   A história de aventura fantástica passeia pelas mais diversas lendas e personagens do folclore brasileiro, desvendando e brincando com suas origens, introduzindo-os aos leitores mais jovens. A trajetória segue a velha e conhecida (e amada <3) jornada do herói e nos deixa algumas lacunas para continuação (queremos!!!).
   No final o livro ainda apresenta um bônus: Contos de Dona Mirta. Três contos curtinhos contados por Dona Mirta à sua neta que não quer dormir de jeito nenhum. Todos ligados às lendas de nossa cultura folclórica.
   A odisseia de Tibor Lobato: o oitavo vilarejo é o livro de estreia do autor Gustavo Rosseb e já tem promessa de adaptação para o cinema vindo por ai.
   Mesmo voltada para o público jovem, é fácil deixar a imaginação viajar junto da história até pra quem acha que já passou da idade de curtir uma aventura fantástica. Amo descobrir novos autores daqui do Brasil oferecendo obras tão boas pra literatura nacional.
   Espero que tenham gostado da resenha e até aproxima!

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta



Continue Lendo

segunda-feira, 14 de março de 2016

Resenha: "História Bizarra da 2ª Guerra Mundial" (Otavio Cohen)

Sinopse: Adolf Hitler era um tirano com mania de grandeza, Winston Churchill era um grande estrategista, Franklin D. Roosevelt era um presidente bastante popular. Disso, todos sabem. Mas talvez você não tenha ouvido falar que Hitler adorava tanto o filme E o vento levou que até tentou copiá-lo. Ou que Churchill, em pleno racionamento de comida, comeu de uma só vez uma porção de carne que deveria durar uma semana. Ou ainda que o filho de Roosevelt chegou a tirar soldados americanos de um avião de guerra para transportar seu cachorro em segurança. A Segunda Guerra Mundial deixou o mundo em pedaços. Mas, debaixo dos escombros, há grandes histórias inusitadas, personagens incríveis e feitos absurdos. E foi a partir dessas partes mais bizarras do conflito mais importante da história que Otavio Cohen elaborou esse livro. Diversão e conhecimento “junto e misturado”!Fonte: Skoob

Por Eliel: Na escola aprendemos sobre os conflitos políticos que culminaram nos eventos da Segunda Guerra Mundial, aprendemos sobre Adolf Hitler e suas atrocidades contra as minorias, e sobre as duas bombas nucleares no Japão que deram fim à essa era. Porém, muita coisa aconteceu nos bastidores, muitos detalhes e curiosidades não são ensinados nas aulas de história. O período de 1939 e 1945 está repleto de fatos que você não poderia nem desconfiar.

Agora, esqueça tudo que já foi escrito e reportado sobre o conflito porque chegou a vez de você conhecer os relatos mais fora do comum já reunidos sobre o tema.

Otavio Cohen é o jornalista responsável por reunir todos os fatos mais bizarros e curiosos desse período tão trágico. Mas não se trata apenas de uma coletânea de fatos engraçados, e sim de fatos que nos ajudam a compreender as intenções e motivações por trás dos atos tão bem conhecidos.

A solução era transformar a Inglaterra numa grande fazenda, estimulando o cultivo de subsistência. Os cidadãos eram encorajados a plantar batatas, que logo viraram mania nacional (meio que por falta de opção).

Com uma linguagem clara e objetiva pode ser de ajuda para os estudantes compreender o que aconteceu em um dos mais importantes eventos da história mundial. O objetivo não é ser um livro didático, isso pode ser visto claramente pelo humor característico que os fãs da revista Superinteressante (Otavio Cohen escreve lá ^^). Na minha opinião de educador, essa é uma das melhores formas de ter a atenção e consequentemente o aprendizado das pessoas.

Se a Segunda Guerra Mundial fosse um tabuleiro do War, você conseguiria ver nitidamente que os nazistas estavam ganhando.

Os fatos são apresentados de uma forma lúdica, temos relatos da vida das peças mais importantes desse conflito e também de anônimos que sem querer estavam envolvidos nisso tudo, enfim, para os fãs do tema vão se deliciar com essas mais de 50 histórias. Tomo a liberdade de dizer que esse livro acaba se tornando indispensável para todos que queiram entender as nuances da Segunda Guerra.


Me diverti bastante, apesar do tema não ser engraçado, em perceber do que as pessoas eram capazes em tempos de guerra. Além disso, nos lembrarmos do que aconteceu nos impedirá de repetir erros tão catastróficos.

Vida de nazista megalomaníaco não é fácil.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

sexta-feira, 11 de março de 2016

Resenha: "A Garota na Teia de Aranha - Millenium - Vol 04" (David Lagercrantz)

A Garota na Teia de Aranha - Millenium - Vol. 4
Por Sheila: Olá pessoas! Vocês notaram que eu sumi? Infelizmente esta que vos fala esta se despedindo da equipe do Dear Book em função de diversas situações pessoais e redefinições de vida que se impuseram em meu caminho neste ano.

No entanto, como já havia começado a ler algumas séries como resenhista, assumi o compromisso de continua-las, motivo pelo qual talvez vocês ainda me encontrem aqui por algum tempo!

Pois bem, este é o quarto livro da série Millenium que começou a ser escrita por Stieg Larsson e continuará sendo escrita por David Lagercrantz. O problema é que Larsson faleceu em 2004, tendo sua obra lançada postumamente - e vendendo milhões de cópias. Assim, alguém (não pesquisei) achou que seria interessante continuar a saga mas com outro autor. E vamos ao resultado.

Logo de inicio, somos apresentados a Frans Balder, um intelectual brilhante que, não se sabe por que acidente de percurso, acabou brevemente casado com uma artista de cinema americana e pai de um filho autista, que ele havia negligenciado completamente. Ate agora.


Frans Balder sempre se considerou um mau pai.
August já tinha oito anos e Frans nunca havia se esforçado muito para exercer as funções de pai e nem podia dizer que agora já se sentisse confortável nesse papel. Mas o dever o chamava, e era assim que ele estava encarando. O menino andava passando por maus bocados com a mãe, ex-mulher dele, e com Lasse Westman, o desgraçado com quem ela tinha se casado
.

Assim, num ímpeto muito pouco esperado, Balder leva o filho embora com ele, para morarem na Suécia. Acontece que ha mais coisas acontecendo na vida de Frans Balder alem das questões de guarda e tutela envolvendo o filho. Ha algum tempo, ele vinha trabalhando numa nova tecnologia de inteligencia virtual que prometia revolucionar o campo do conhecimento humano, mas acontece que dados de seu projeto foram roubados.

Acaso ou não, vamos descobrir que uma misteriosa e sisuda hacker estava ajudando Balder a descobrir como estes dados chegaram ate uma empresa concorrente, que patenteou alguns dados antes que Balder pudesse faze-lo. Mas por que Lisbeth estaria ajudando Balder? E de que forma isso se relaciona com seu passado, a ponto de interessa-la?

Neste ínterim, descobriremos que Mikael Blomkvist vem enfrentando dificuldades em sua revista, a Millenium. O grupo Vanger, que  a principio os estavam apoiando financeiramente, perderam interesse na linha editorial da revista, a brindo espaço para que um antigo e hoje mais bem sucedido colega de Mikael fizesse uma proposta que, se a principio pareceu salvar a revista, por alguns reveses da vida fez com que a Millenium ficasse a merce de modificacoes estruturais que ameaçam faze-la perder sua identidade.

É então que aparece um novo "furo" para Mikael e a Millenium: um antigo estagiário de Frans Balder resolve procurá-lo, falando sobre uma invasão aos dados de uma pesquisa e uma misteriosa hacker, o que imediatamente chama a atenção de Bolmkvist e o faz, mais uma vez, entrar junto com Lisbeth em uma caçada sobre a qual você só vai saber mais lendo o livro.

Agora vamos a parte difícil: conseguir expressar o que achei da leitura da obra. Desde o instante em que abri o livro repeti para mim mesma: "Este não é Larsson" e "Não tente comparar as obras", mas a comparação é inevitável.

O que mais nos cativa na escrita de Larsson é a profunda e fundamentada crítica realizada ao machismo e misoginia existente em seu pais, trazendo Lisbeth como a vítima que não se deixa abater, se sobressai e enfrenta todos os obstáculos em prol do que acredita ser certo. Sua dificuldade em interações sociais só a faz um personagem mais profundo, enigmático, e - por que não? - com um carisma que desperta a empatia do leitor a cada frase.

A narrativa de Lagercrantz assemelhasse mais a um romance policial cheio de aventura, socos, tiroteios, mas sem a mesma profundidade. Além disso, o resgate a questões da infância de Lisbeth simplesmente não me convenceram.

A leitura do livro só não foi uma decepção completa por que nos possibilita entrarmos novamente em contato com personagens icônicos como a Lisbeth Salander (como não amar)e o próprio Mikael, apesar de ser claramente ela nossa estrela principal.

Li algumas outras resenhas a respeito do livro, até para saber como o mundo literário vinha recebendo essa pseudo continuação e vi que as opiniões também se encontravam bastante divididas.

Acredito que um dos pontos positivos da escrita de Lagercrantz é que seu texto é muito mais fluido do que o de Larsson que, particularmente no volume 3, trazia um cabedal de informações históricas junto com a história ficcional em si, o que por vezes achei um pouquinhos maçante. Lagercrantz não fará isso mas, em compensação, parece ter criado uma história com diálogos rasos e, algumas vezes desnecessários.

Como explicar? Larsson conseguia me fazer, em sua narrativa, sentir a tensão, o medo, o asco pelo desprezível, a dor das vítimas de um sistema falho e dos ataques por personagens obscuros com claras inclinações sádicas. Já o sadismo que aparece na narrativa de Lagercrantz parece um tanto quanto estereotipado, forçado e clichê.

Enfim, continuarei lendo pela curiosidade sobre qual rumo tomarão os personagens queridos que aprendemos a amar, mas não consegui não fazer uma comparação LarssonXLagercrantz e me decepcionar um pouco com os rumos que a história tomou. Adoraria que vocês comentassem e me dissessem o que acharam. Abraços.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

quarta-feira, 9 de março de 2016

Resenha: "Sonho Febril" (George R. R. Martin)

Tradução Luis Reyes Gil
Sinopse: Uma reinvenção original e fascinante das histórias de vampiros pelas mãos do mestre da fantasia moderna George R.R. Martin.Quando o falido capitão Abner Marsh recebe uma oferta de sociedade de um rico e sinistro aristocrata chamado Joshua York, ele até chega a desconfiar que algo está errado. Mas nada que a possibilidade de receber milhares de dólares em ouro e construir o barco dos seus sonhos não possa fazê-lo mudar de ideia.Assim surge o Sonho do Fevre, o melhor e mais potente barco de todo o Mississipi. Uma embarcação magnífica que, ao navegar pelo rio, vai deixando pelo caminho uma coleção de histórias sombrias. Movido pela força do vapor, o Sonho do capitão pode se transformar no maior pesadelo da humanidade.Fonte: Skoob

Por Eliel: Já conhecemos o tio Martin pela incrível Crônicas do Gelo e do Fogo (Guerra dos Tronos), mas já pensou se ele resolve escrever sobre vampiros? Ele fez isso mesmo, vampiros nas hábeis mãos do mestre assumiram uma roupagem inimaginável. Se você achava que ele era bom apenas em matar protagonistas, vai se surpreender quando ele reinventar os tão polêmicos vampiros da literatura.

O bem e o mal são mentiras, tolices, bobagens criadas para perturbar homens sensíveis e honestos.

A história se passa no auge das navegações à vapor no Rio Mississipi, por volta dos anos 1850. Abner Mash, é um velho capitão que sonha em possuir o barco mais veloz e mais belo que já se ouviu falar, porém sua companhia anda meio ruim das pernas. Eis que surge um jovem e misterioso, Joshua York, que lhe oferece sociedade e dinheiro suficiente para realizar o sonho de Mash. Em troca de tamanha generosidade ele só pede que não haja perguntas sobre suas excentricidades e de seus convidados.


Mash aceita os termos e logo já está com seu navio dos sonhos, o Fevre Dream, pronto para iniciar sua aventuras pelo rio. Mas os mistérios já começam na primeira noite de viagem. As perguntas serão inevitáveis, mas Mash é um homem discreto. Mesmo que os hábitos noturnos de York e seus convidados e as notícias estranhas que chegam à seus ouvidos o incomodem, ele permanece leal ao seu sócio. Pelo menos por enquanto.

Abner Mash tinha a intenção de recusar a oferta de York. Precisava muito do dinheiro, mas a era um homem desconfiado, não habituado a mistérios, e York estava pedindo para ele deixar muita coisa por conta da fé. A oferta lhe parecia boa demais. Marsh tinha a certeza de que algum perigo estava à espreita em algum lugar, e que ele só pioraria as coisas se aceitasse. Mas agora, depois de ver a cor da riqueza de York, sentiu que sua resolução vacilava.

O Fevre Dream (Sonho Febril) navegará por águas turbulentas de dúvidas e em meio à uma guerra mais antiga que o próprio Mash. Temas históricos são abordados como pano de fundo para essa ficção, por exemplo: as navegações à vapor, questões raciais e escravagistas, além dos próprios mitos relacionados aos vampiros.

O mundo era um lugar terrivelmente estranho, pensou, onde tantas coisas podiam mudar no intervalo de um dia.

Você vai perceber que as personagens são construídos com muitas camadas de profundidade na sua personalidade que já são características conhecidas de Martin. Ele criou uma nova origem para esse tema tão recorrente nos livros depois de Bram Stoker. Digamos que é uma volta às origens do horror.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Continue Lendo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris