quinta-feira, 10 de julho de 2014

Resenha: "O Instinto de morte" (Jed Rubenfeld)

Por Sheila: Oi pessoas! Fiquei um tempo sem escrever e deu saudades de vocês ... também andei enrolando um pouquinho nas leituras, principalmente por que as últimas não vinham chamando muito a minha atenção.

Assim, foi com surpresa - e alegria - que terminei a leitura de "O Instinto de morte". Afinal, preciso confessar que ainda não conhecia o autor, e saber que ele também havia escrito o Best Seller "A interpretação do assassinato" não ajudou - por que eu também não conhecia esse.

Outro fator que fez com que eu ficasse com um pouquinho de "má vontade" em lê-lo, foi o fato deste ser um romance histórico, que tem como pano de fundo um acontecimento real - o atentado à bolsa de Wall Street que aconteceu em 1920 (vocês sabiam disso? eu não fazia idéia!).

É que as vezes tenho dificuldade em acompanhar os nomes de lugares e os acontecimentos quando sei que tudo aconteceu "de verdade", fora que alguns autores tentam explicar o que de fato teria acontecido, criando as situações mais mirabolantes e se utilizando de personagens históricos de forma algumas vezes pouco lisonjeira.

Mas já vou me retratando: realmente gostei muito do livro, denso, tenso e bem escrito. Tanto que resumi-lo ficou um tanto quanto difícil ... e vou "roubar" a sinopse do skoob para passar para vocês.
Sinopse - O Instinto de Morte - Jed Rubenfeld
Tendo como pano de fundo um dos grandes mistérios da história americana - o atentado à bomba que pôs abaixo Wall Street, em 1920 -, O Instinto de Morte é a volta de Jed Rubenfeld ao universo literário de A Interpretação de um assassinato, romance que o consagrou mundialmente. O Instinto de Morte contém todos os elementos do melhor thriller policial, mas também a recriação histórica acurada e a percepção sombria e densa da mente humana, que fizeram de seu livro anterior um best-seller internacional. Costurando ficção e realidade, psicanálise e suspense, o autor coloca Sigmund Freud e Marie Curie no cerne de uma trama de consequências devastadoras, conforme um quarteto de heróis tão improváveis quanto ambíguos tenta resolver seus conflitos pessoais e desvendar um dos maiores e mais incompreensíveis ataques terroristas já vividos em solo americano.
E aí se empolgaram? Eu fiquei um tanto cética a princípio - sou psicóloga por formação, com ênfase psicanalítica, e fiquei com um "pé atrás" pelo envolvimento de Freud na trama do livro - mas a forma como o autor constrói sua narrativa é tão elaborada e envolvente, que não há como não se empolgar com  a história.

Teremos ação, aventura, suspense, romance, tramas diabólicas, vilões improváveis, mocinhos nem sempre politicamente corretos e personagens secundários que - confesso! - me encantaram por completo, fiquei com muita vontade de ler o livro anterior deste autor, "A interpretação de um assassinato".

Além disso, a narrativa é cheia de reviravoltas, becos sem saída, idas e vindas, e um final totalmente imprevisto e surpreendente! Também gostei bastante das explicações psicanalíticas - um pouquinho "resumidas" e distorcidas à favor da história, mas mesmo assim estas partes da narrativa demonstram uma apropriação por parte do autor do tema. Enfim... recomendo!

3 comentários :

  1. Me identifiquei muito com a sua resenha haha Pq também não conhecia o autor, nem o bestseller que ele ja ahavia publicado. Também nao gosto quando um livro trata de questões historicas e recria os eventos com explicações mirabolantes e etc, simplesmente detesto. Mas sua resenha me fez ficar com vontade de ler e mais ainda o "A Interpretação do assassinato". Mas se tem a Marie Curie no meio já tem muitos pontos de vantagem <3

    encantosparalelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sheila!

    Eu gostei bastante da capa do livro... E adorei sua resenha! Eu, ao contrário, gosto bastante quando colocam esses pedaços de realidade e de acontecimentos no livro... Pra mim, parece que fica até mais fácil de mergulhar naquele mundo.
    Ainda não tinha ouvido falar do livro, nenhum dos dois do autor, no caso hahaha mas muito me interessou e com certeza foi pra listinha!

    Beijos,
    Leeh - Caverna Literária

    ResponderExcluir
  3. oi Giovanna e Leeh! Muito obrigada pelos comentários! abraços

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris