sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Resenha: "A Convenção das Aves" (Ransom Riggs)

 

Tradução: Giu Alonso e Rayssa Galvão

Sinopse: A série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares é sucesso no Brasil e no mundo, tendo figurado na lista de mais vendidos e alcançado a marca de meio milhão de exemplares. Na aguardada continuação da história, vamos acompanhar os perigos que cercam o futuro do universo peculiar.

Em A Convenção das Aves, novo capítulo da série criada por Ransom Riggs, a jornada de Jacob pelo perigoso e surpreendente mundo peculiar dos Estados Unidos se transforma numa corrida contra o tempo. Ao lado dos amigos, ele se envolve em uma misteriosa missão: precisa salvar a jovem Noor Pradesh e levá-la até uma mulher poderosa e enigmática conhecida apenas como V.

Noor parece ser a chave de uma profecia antiga que prevê um apocalipse que destruirá tudo e todos. Em seu leito de morte, H. confessa a Jacob que ela será “uma dos sete que emanciparão os peculiares”. Mas quem são os sete? E do que — ou de quem — eles serão emancipados? Os questionamentos são muitos, mas a mensagem é clara: Salve Noor, salve os peculiares.

Mais do que nunca, eles precisarão se unir, embrenhando-se por mundos desconhecidos enquanto tentam decifrar a profecia e descobrir os planos malignos dos etéreos. Enquanto isso, a srta. Peregrine e as outras ymbrynes se veem em meio a negociações de paz com os clãs norte-americanos, buscando a todo custo evitar que uma guerra seja deflagrada e que o mundo peculiar sofra as consequências irreversíveis desse conflito. Eles só não contavam que um de seus maiores inimigos talvez esteja se preparando para um retorno triunfal. E aterrorizante.

Numa edição em capa dura com sobrecapa, ilustrada com as fotos mais sombrias do acervo pessoal do autor, A Convenção das Aves vai conquistar novos leitores e encantar os fãs, preparando-os para o emocionante desfecho da saga, que está cada vez mais próximo.

Por Jayne Cordeiro: Eu gosto muito da série "O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", por vários motivos. Gosto do uso de fotografias originais  para compor a história, do universo novo criado pelo autor, a dinâmica dos livros deles e, principalmente, da relação entre os jovens peculiares. E neste livro, o autor continua trazendo tudo aquilo que fez com que eu me encantasse pela série. "A Convenção das Aves" é uma continuação exata do livro anterior. Jacob precisa proteger Noor e apresentá-la ao mundo dos Peculiares, enquanto tenta desvendar a mensagem de H. e outros mistérios e situações que acabam surgindo no decorrer do livro.

A história funciona bem, de forma ágil, mas sem ser corrido. Na verdade, apenas o primeiro livro da série foi mais devagar. Todos os outros funcionam de forma mais dinâmica. O que deixa a história interessante de acompanhar e nem um pouco monótona. É interessante ver o Jacob agora, como o conhecedor do mundo peculiar, e Noor como a novata. Sendo que os dois tem muita coisa em comum, já queos dois vieram do presente, diferente dos outros garotos. A Noor é uma personagem ótima, com um poder bem interessante. Simpatizei logo com as interações dela com o Jacob e com os outros jovens.

O enredo é bom, com uma nova busca pela resolução de um mistério e com a tentativa de evitar que uma situação aconteça. Não posso entrar em muitos detalhes, mas para mim, o livro foge um pouco do que a sinopse apresenta. Ou posso dizer que ele vai mais além. De qualquer forma, foi um livro que li muito rápido, as imagens ainda acrescentam bastante. Não são mais tão "peculiares" quanto as dos primeiros livros, mas ainda criam um bo ambiente a história. O livro tem aventuras, drama, romance, e vários momentos divertidos. Bem a cara desse grupo de Peculiares que já nos conquistou. E uma novidade é que as ymbrynes aparecem bem mais dessa vez. Gostei mais desse livro do que do anterior, e acredito que ela vai conseguir trazer um ápice no mesmo patamar da trilogia original. Se você está pensando se vale a pena ler essa segunda etapa da série, eu digo que vale sim a pena. Se você nunca leu nada da série (e ignorem aquele filme terrível, por favor), espero que deem uma chance a essa série, que começa mais devagar, mas deslancha cheia de energia e aventuras.



Curta o Dear Book no Facebook

Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta



comentários

  1. The machines were an enormous hit on the Jersey 우리카지노 Shore and the remaining unconverted Bally machines were destroyed as they'd become instantly out of date. A scatter is a pay mixture primarily based on occurrences of a delegated image landing anywhere on the reels, rather than falling in sequence on the same payline. A scatter pay usually requires a minimal of three symbols to land, and the machine could provide increased prizes or jackpots relying on the number that land. Scatters are incessantly used to trigger bonus video games, similar to free spins . The scatter image usually cannot be matched using wilds, and some video games could require the scatter symbols to seem on consecutive reels in order to to} pay. On some multiway video games, scatter symbols still pay in unused areas.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato