domingo, 15 de janeiro de 2012

Resenha: “A Canção do Sucubo” (Richelle Mead)

A Canção do Súcubo
Autor: Mead, Richelle
Editora: Essência
Número de Paginas : 304
Onde Comprar: Aqui
 

Por Juny: Gostei tanto desse livro que simplesmente não conseguia escrever uma resenha, sabe quando algo é tão bom que você não consegue achar palavras para expressar?

Amo a série “Vampire Academy” também escrita pela autora Richelle Mead, é a primeira vez que me aventuro em uma de suas séries voltadas a um publico mais adulto (a próxima que lerei é “Filha da Tempestade” – Dark Swan #1). A narrativa da autora em “A canção do sucubo” (Georgina Kincaid #1) também é cativante, fluída e bem humorada.
[Texto da Contracapa]
Súcubo (s.m.) – Fascinante criatura do mal, do sexo feminino. Capaz de mudar de forma, seduz e dá prazer a homens mortais.
Patética (adj. F.) – Um súcubo com sapatos fantásticos e sem nenhuma vida social. Ver: Georgina Kincaid
 Ao saber que o livro era sobre um Súcubo achei que seria uma história “pesada” e extremamente hot. Mas me surpreendi demais, pois Georgina apesar de ser um Súcubo, é muito humana, só pega a energia vital de caras que não prestam (eles sofrem menos danos) e faz isso o mínimo possível. Há cenas hot, afinal é a função dela fazer isso para sobreviver, mas são poucas e estão muito longe do foco principal da série.
Aconcheguei-me, com o sorvete e o livro, relembrando uma vez mais que finalmente conheceria meu escritor favorito na sessão de autógrafos no dia seguinte. As histórias de Seth Mortensen sempre me diziam muito, despertando dentro de mim algo que nem eu sabia que estava adormecido. (...) Assombrava-me que os mortais, com suas vidas tão curtas, pudessem criar coisas tão belas.
E tem mais, ela é sub-gerente de uma grande livraria e é apaixonada por livros, especialmente a série escrita pelo autor Seth Mortensen. Quando descobre que Seth virá fazer uma sessão de autógrafos em sua livraria fica eufórica, pois quer muito conhecê-lo. Ela acaba conhecendo-o antes da sessão sem saber de sua identidade e morre de vergonha quando descobre isso. E com isso eles vão se aproximando aos poucos, mesmo com Georgina fazendo de tudo para tentar evitar isso, pois ela sabe que não pode se envolver com um cara assim, pois só faria mal a ele.

Também há um grande mistério entre as criaturas sobrenaturais (anjos, demônios, duendes, vampiros e etc) da região, alguém está os caçando e fazendo algumas vítimas. Jerome (demônio “chefe” da região e a quem Georgina é subordinada) e Carter (anjo da região) estão trabalhando em conjunto para tentar solucionar o caso. Coisas muito estranhas acontecem e Georgina está cada vez mais envolvida nisso.

Tentando se livrar de um “encontro” com seu chefe ela acaba se envolvendo com o um estranho, chamado Roman, a quem ela diz que está saindo. Depois dessa situação eles passam realmente a se encontrar algumas vezes e ela se vê com um grande problema, pois esta gostando dele, mas não quer machucá-lo.

E a trama vai indo, com um romance platônico com Seth (o escritor), um romance quase real com Roman (o bonitão) e ela e seus amigos da comunidade sobrenatural investigando o mistério das mortes na região. Falando assim o livro parece bem previsível e sem grandes acontecimentos, mas não é. Confesso que na metade do livro já suspeitei de uma pessoa e acertei, mas o melhor do livro não esta nesse mistério e sim na relação Georgina x Seth.

Ele se inclinou para mim, deixando-me puxá-lo mais e mais para perto, e enquanto o céu e o inferno se digladiavam a nossa volta, eu o beijei.
Seth é incrível, no inicio parece apenas um escritor tímido, e seu personagem cresce muito durante o livro, tem uma amor incondicional e inspirador. Um personagem secundário, que para mim roubou a cena, é o anjo, Carter! Ele começa como um insolente e irônico, e acaba sendo muito importante para Georgina. Queria ler mais sobre ele e espero que ele participe mais dos próximos livros. Eles e a nossa protagonista, que é um súcubo-que-não-quer-ser-súcubo são minha motivação para ler essa série e o motivo de eu ter gostado tanto.
– Sempre há uma esperança – ele repetiu com mais firmeza, com uma nota autoritária na voz que me surpreendeu. – Ninguém está além da esperança.

(...) Ele me envolveu em seus braços de novo, e mais uma vez dei vazão ao pranto, uma alma amaldiçoada tendo um instante de alívio no braço de uma criatura celestial.
“A cancão do Súcubo” é um livro divertido, com mistério e romance, que é só o começo de uma série que promete! Recomendo muito!

18 comentários :

  1. Depois de ler e me apaixonar por Vampire Academy, eu fiquei com muitas vontade de ler os outros livros da autora e este esta no topo da lista.

    ResponderExcluir
  2. Terminei de ler O Poder do Súcubo essa madrugada e só posso dizer q a Richelle é uma Diva!!!
    Infinitamente melhor que A Canção do Súcubo!!!

    Bjokas!!

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    Eu sou apaixonada pela a coleção Academia de Vampiros, já tinha ouvido falar da Filha da Tempestade mas ainda não tive oportunidade de ler...mas essa eu não conhecia, parece ser muito bom, pelo menos pela resenha né...
    Vou procurar por essa coleção e ler, quem sabe eu gosto...

    Parabéns pela resenha, foi contagiante.
    Abraços
    devoradoreshistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ah, Juny! Agora me arrependi de não ter comprado na Bienal. Era o último que tinha e acabei deixando pra lá. Mas sabe como é, né, com tanto livro que eu trouxe pra cá, seria impossível escolher qual ler. Mas adorei a resenha!
    Beijão

    ResponderExcluir
  5. AH AMO AMO ESSE LIVRO *O*
    Eu já li todos dessa série e só posso dizer que é fantástico e perfeito!
    Richelle é DIVA
    Apesar de ser um livro mais adulto, e o tema um pouco forte, inclusive por ser "hot", a narração não é tão pesada.
    Os personagens são ótimos e encantadores <3
    Amo o Anjo Carter, depois de Georgina, ele é meu personagem favorito.
    Seth pode parecer tímido, mas ao longo dos outros livros ele é bem trabalhado.
    Enfim. É lindo esse livro e os outros e outros <3
    Ótima resenha ^^

    ResponderExcluir
  6. Gente, será que eu sou a única que acha essa capa medonha? auhsuasu Pelo jeito o livro deve ser muito bom, admito que sempre tive um pé atrás, mas creio que não custa nada dar uma chance e ver se gosto!

    bjks
    @BEmpoeirada

    ResponderExcluir
  7. ah, eu não acho a capa medonha.
    Faz parte do tema, apesar de Georgina ser mais humana do que Sucubo, ela é retratada como a "filha de lilith", acho perfeita a capa ^^
    E é sexy, como vejo Georgina <3

    ResponderExcluir
  8. Nunca dei muita atenção a esse livro, até começarem a surgir as resenhas! E a partir daí, toda vez que o vejo em alguma livraria fico horas namorando, rsrs
    A única coisa que não me agrada nele é a capa. Tanto que se não fossem pelas resenhas, eu nunca teria esse interesse todo no livro!

    Amei a resenha :D

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  9. Queria ler esta série, mas a fila de espera está enorme... :(

    ResponderExcluir
  10. Interessante! Senti um ar sinistro e ao mesmo tempo apaixonante!Bem diferente este livro.

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nenhum livro dessa série, apesar que sempre tem resenhas muito boas e sempre positivas. Gosto muito desse tipo de tema ! *-*
    Livro vai pra wishlist
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  12. Ah, só li um livro da Richelle, o primeiro de Vampire Academy e adorei. Quero muito ler outros livros dela, e esse é um dos que quero mais. Acho que deve ser um pouco pesadinho pra minha idade, mas nem ligo, rs.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake

    ResponderExcluir
  13. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro!! =O
    Gostei da resenha, o livro parece ser diferente dos sobrenaturais clichês que vemos por aí...
    Vou adicionar à minha lista, e já!! rsrs

    Parabéns pela resenha, Juny! =D

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Uall... Já percebi que Richelle parece ser uma ótima autora, ainda não li nenhum livro dela, uma pena,porem os livros dessa série nunca me chamaram a atenção, afinal eu acho essas capas Horríveis...kkkkkkk
    Mais sua resenha despertou em mim a curiosidade, que devera ser sanada! kkk

    Adorei a Resenha, Parabéns !

    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Já tinha ouvido falar que essa série era legal, mas não tanto. rs
    Não gostei tanto de “Vampire Academy”, mas é uma série muito boa.

    Ótima resenha. Gostei bastante da estória. Gosto de sobrenatural, misturado com 'fantasia'.

    Quero ler esse livro.

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Richelle Mead é DIVA s2
    Eu simplesmente adorei esse livro. Como sou fã de VA, quando vi que tinha essa outra série dela fui correndo ler.. E com certeza vale a pena!
    Eu simplesmente ADORO as personagens femininas delas, a única excessão talvez seja a Lissa HAHA ;)

    Bjs! =*

    ResponderExcluir
  17. AInda não li nada dessa série, mas lerei, futuramente, espero =)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris