quarta-feira, 11 de junho de 2014

Resenha: "Tormento" (John Boyne)



Por Marianne: John Boyne já é conhecido por O menino do pijama listrado, que virou até filme. Em Tormento, mais uma vez, ele nos mostra tudo a partir da visão de uma criança. O narrador de Tormento é Danny Delaney, uma criança de doze anos que vive com os pais e tem um irmão que faz faculdade e mora em outra cidade 
A rotina de Danny muda no dia em que sua mãe demora mais do que o normal pra chegar em casa. Danny absorve todo o clima de preocupação transparecido pelo comportamento do pai e começa a imaginar o que poderia ter acontecido com a mãe.
Até que finalmente a campainha toca e a mãe aparece escoltada por policiais, mostrando estar completamente em choque.
Depois de uma conversa nada esclarecedora com o pai, Danny descobre o que aconteceu com sua mãe que a deixou tão em choque: ela estava voltando pra casa quando um garotinho entrou na frente do carro e não houve meios de desviar, e agora ele está em coma no hospital.
É óbvio que pra Danny o comportamento da mãe não faz muito sentido, afinal o garotinho nem morreu, está no hospital sendo cuidado por médicos, então por que a mãe se comporta como se nada mais importasse e Danny nem mais existisse
No meio de toda essa confusão de informações — ou falta delas — Danny percebe uma garotinha que desde o acidente parece estar espionando sua casa. E acaba surgindo uma amizade bastante inusitada entre os dois.
— Ele vai acordar.
— Como é que você sabe?
— Eu sei, só isso — eu disse. Ela não pareceu muito feliz com resposta. Na verdade estava até com cara de brava, então mordi o lábio e resolvi que no futuro era melhor refletir antes de sair dizendo coisas por ai.
O livro mostra muito bem uma situação que todo mundo já viveu nessa fase de “preciso me comportar como um adulto mas não tenho maturidade suficiente pros adultos discutirem os problemas comigo”. É nessa circunstância que Danny está dentro de casa. O pai não explica completamente a situação pro garoto e ao mesmo tempo espera que ele entenda o momento difícil pelo qual a mãe está passando. Porém, esquecendo, diante de todos os problemas, que Danny ainda é uma criança amadurecendo ainda seu lado mais emocional (se a mãe está triste por que ele tem que deixá-la em paz ao invés de ir lá abraçá-la e tentar consolá-la dizendo que tudo vai ficar bem?).
Olhando pelo lado do “adulto responsável” que é o pai nós entendemos que afinal o “ser adulto” não existe e na verdade ninguém nunca está preparado pra lidar com o infinito mar de situações que a vida nos coloca. E por isso talvez a dificuldade em explicar pra Danny claramente quais são as consequências do acidente sobre sua mãe (a possibilidade do garotinho em coma morrer, por exemplo).
A imaturidade de Danny vai ficando mais evidente no desenvolver da história, e apesar de na descrição ele ter doze anos, eu achei que o comportamente condiz mais com uma criança de uns dez anos.
Mais tarde fiquei com fome de novo. Fui atrás de outro hambúrguer com fritas, mas dessa vez tomei um sorvete também, e como o sorvete estava muito bom, pedi outro. Só me restavam três libras agora, mas resolvi que ia me esforçar para fazer com que durassem.
Diferente de O menino do pijama listrado que é narrado por uma criança mas não é um livro voltado para o público infantil, Tormento parece ter sido escrito para esse público com suas poucas páginas, fácil leitura e uma identificação sem tamanho com esse universo de criança no lento processo de virar adolescente.
O livro é bem curtinho, aquele tipo perfeito de livro pra carregar numa viagem de algumas horas. John Boyne nos mostra mais uma vez sua capacidade absurda de descrever o mundo pelos olhos de uma criança de um modo que cativa pessoas de todas as idades. Leitura mais que recomendada!

2 comentários :

  1. Olá!
    Gostei da resenha, eu conheci o livro em um evento da editora e pretendo lê-lo assim que possível. Mas antes quero ler O Menino do Pijama Listrado, todo mundo fala que é incrível e eu quero ver se realmente é verdade.
    http://refugiorustico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já li o Menino do Pijama Listrado é recomendo demais Maria, você vai adorar. Achei Tormento é um livro que pode facilmente ser lido por uma criança, já o Menino do Pijama Listrado pode causar um pouco de confusão nos pequenos por conta dos fatos históricos que eles podem acabar não entendo.
      Mas nesse segundo livro do John Boyne posso dizer que o cara sabe muito bem o que está fazendo!

      Excluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris