sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Resenha: "Neoplasia - O Homem e o peso de sua sombra" (Pio Furtado)

Por Sheila: Oi pessoas! Resenha nova de autor brasileiro! Esta é a segunda resenha da nossa nova parceria com a editora Alcance. Pio Furtado, o autor, é um conterrâneo meu, gaúcho de Porto Alegre e é Médico e Cirurgião Oncológico, o que parece tê-lo inspirado para a escrita deste livro.

Afinal, neste livro de estréia, iremos ser apresentados a Santino Santim, um contador perto da aposentadoria, que descobre-se com câncer. Num primeiro momento, seremos apresentado a Santino, e uma tosse que o acompanha desde tempos idos, e que começa a preocupá-lo.
Já me consideravam um tossidor crônico, produto de infinitas inalações do cigarro, pois durante meus quase sessenta anos consumira-os, desde muito cedo, com este hábito maldito. Fumava na ventura e na desventura, na saúde e na doença, por ódio e por amor. Fumava até que incorporara o vício de tal sorte que já não o sentia como malévolo, mas sim como um companheiro de todas as horas, que insistia em comigo estar, mesmo sem a minha vontade, como um automatismo.
Em busca de um parecer médico, Santino descobre que está com câncer, diagnóstico que recebe de maneira atônita e chocada, juntamente com sua companheira Valderez. A difícil tarefa de comunicar-lhe a “sentença” coube ao Dr Marcondes, que tenta acalmá-lo e elucida-lo sobre a doença ao mesmo tempo.
O câncer é uma doença crônica, genética que, diversamente do que pensam os leigos, tem crescimento extremamente lento, na celeridade das lesmas. Uma apendicite, uma pneumonia ou qualquer outra infecção, por exemplo, se estabelece em horas, um infarto do miocárdio ou um acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico em poucos segundos. Nestes últimos episódios, caracterizados como emergências médicas,às vezes os pacientes não tem a mínima possibilidade de lutar e defender suas vidas. Já a carcinogêneses pode levar anos até o aparecimento do tumor como um nódulo definido e ainda pode passar mais tempo para que este produza sintomas. Portanto, seu Santino – continuou o oncologista – o senhor tem as melhores condições e bastante tempo para enfrentar este câncer.
Depois disso, acompanharemos Santino em duas epopeias distintas: a primeira delas, acontecendo no agora. Primeiro as quimioterapias, cirurgias, radioterapias, sua luta contra a doença ao lado de seus familiares, e a convivência estreita com outros pacientes vítimas deste mesmo mal – alguns se recuperando, outros não.

Por outro lado, vemos um retorno de Santino à suas origens, sua história, alegrias e tristezas, bons momentos e arrependimentos, numa retrospectiva proporcionada pela possibilidade, sempre dramática, de um desenlace pela doença, bem como pela própria fragilidade provinda do fato de adoecer.

O livro é narrado em primeira pessoa, e possui uma narrativa bastante descritiva tanto das cenas e situações, como dos pensamentos e emoções vividos pelo protagonista. Aliado a isso, o autor vai nos informando a respeito do câncer, como se comporta, mitos e tabus relacionados, esclarecendo dúvidas e informando ao longo da trama.

Só tive alguma dificuldade em acompanhar alguns dos termos médicos, que foram utilizados em quantidade, mas nos momentos corretos e com grande propriedade – o que já era de se esperar, tendo em vista o grande currículo nesta área de nosso autor. É um temática com a qual nunca havia entrado em contato, e que recomendo a você conferir. Abraços e até a próxima.

0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris