segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Resenha: “Quer Se Ver No Meu Olho?” (Rafael Vitti)

*Por Mary*: Hoje vos trago um livro cheio de poemas fofos e um autor iniciante que promete. Aliás, cadê o fandom do Rafa Vitti por aqui?

Para iniciar, folheando o livro antes de realmente começar a ler, me deparei com um poeminha lindo, fofíssimo e curtinho, que me ganhou de cara: 
Seja como for
Seja como flor
Fazer esta resenha é inovar, dado ao próprio livro, que segue uma linha diferenciada do tradicional – e muito criativa!

Dessa vez não posso simplesmente ler o livro e vir aqui contar o que achei, citando trechos e comentando alguns pontos que julgo relevantes, mesmo porque, aqui, os poemas vêm acompanhados de imagens e, juntos, compõem o resultado. Se, simplesmente transcrever o poema, vocês não entenderão - como acredito que ocorreu com a citação acima. Se, por outro lado, lhes mostro a seguinte imagem, vocês, com certeza, verão os versos com outros olhos:



As ilustrações nas páginas, além de extremamente criativas, também condizem muito com os próprios versos, dando um ar de musicalidade que estes em si já carregam por si só. Para as pessoas que colecionam livros, este é um excelente exemplar para a sua estante.

Além disso, em Quer Se Ver No Meu Olho? você encontrará poemas de variados temas e tamanhos, desde versos de apenas duas linhas, até poemas de três páginas, falando sobre amor, profissão, consumismo, sentimentos e comportamento.



Quer Se Ver No Meu Olho? Não é um livro apenas para fãs – ainda que os fãs com certeza deverão adquirir a obra – e nem apenas aos amantes de poesia, mas também um livro que faz os amantes da prosa – tipo eu – ficarem encantados com a sutileza das rimas e seus significados.



Neste livro encontramos apresentações tão belas quanto os próprios poemas. Léo Jaime assina a orelha do livro, enquanto Valéria Alencar – mãe do autor – traz um texto de apresentação tão doce quanto o próprio amor materno.



Até a minha mãe ficou encantada quando li o texto para ela. <3

E, ainda, o próprio Rafa faz uma espécie de apresentação – acho que “apresentação” não seria o termo correto. O que eu quero dizer é que o livro já é iniciado com uma mensagem do autor a seus leitores, em forma de poema. Devo ressaltar a delicadeza e otimismo do poema, capaz de conquistar até o leitor mais sem coração, arrebatando-o a seu séquito de seguidores.

Eu sei que já disse isso – e não quero ficar repetitiva – mas preciso destacar a maestria dos poemas do Rafael Vitti. Há muita musicalidade neles e, para conseguir isso, o Rafa usa e abusa dos trocadilhos. Mas, mais que isso, seus versos são muito delicados, sutis e tocantes. E, mais ainda, são divertidos. Nada de poemas melancólicos dos quais você não entende bulhufas. Pelo contrário, seus poemas são muito acessíveis e, justamente por sua simplicidade, tão magníficos.

A lógica seria indicar este livro apenas aos que apreciam poesia, mas não farei isso. Encerro esta resenha dizendo que, se você gosta de ler coisa boa, não tem medo de encarar experiências literárias novas, está disposto a conhecer um lado até então desconhecido desse ator revelação ou, ainda, se simplesmente ama uma boa poesia, leia Quer Se Ver No Meu Olho?

Eu aposto todas as minhas fichas que você não irá se arrepender.

E olha que não sou de apostar em algo que não seja garantido, hein?!
Amar é encontrar um lar no olhar.
Quer se ver no meu olho?


Curta o Dear Book no Facebook

Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta




0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris