quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Resenha: "Mate Minha Mãe" (Jules Feiffer)

Tradução por Érico Assis

Sinopse: Somando-se a uma carreira lendária que inclui um Pulitzer, um Oscar, um Obie e outras homenagens da National Cartoonist Society e do Writers Guild of America, Jules Feiffer apresenta agora sua primeira graphic novel
Mate minha mãe é uma vibrante celebração do cinema noir e dos quadrinhos que embalaram sua juventude. Bebendo deSpirit - HQ em que Will Eisner trabalhou nos anos 1940 -, nas obras de Hammett, Chandler, Cain, John Huston e Billy Wilder, e ainda repleto do humor rápido de Feiffer, o livro conta a história de cinco mulheres formidáveis ligadas fatalmente por um detetive decadente e beberrão. Nesta sua primeira graphic novel, Feiffer injeta energia e vitalidade no gênero.Fonte: Quadrinhos na Cia.

Por Eliel: Titulo sombrio, ilustrações no melhor estilo do cinema noir dos anos 40 e 50, um roteiro intrigante e surpreendente. Receita certa para uma graphic novel digna de leituras e releituras.

Um diferencial desse título é que ele é uma espécie de musical. Uma coisa inimaginável para uma história em quadrinhos, mas (juro!!!) dá para ouvir as músicas e ver as coreografias diante dos seus olhos. 

A história em si é bem dramática e sombria. Carregada de emoção do começo ao fim, achei incrível como uma história em quadrinhos pudesse ter tamanha carga de realismo em relação aos sentimentos atribuídos aos personagens tão bem idealizados!

E não posso deixar de falar das ilustrações tão fiéis aos estilos dos anos 40 e 50, detalhes dos objetos, roupas é simplesmente impressionante. Ler Mate Minha Mãe é como assistir um filme cult em preto e branco.

Em uma palavra posso resumir muitas coisas nessas páginas: POLÊMICO.

“O multitalentoso Jules Feiffer fez de tudo. Vencedor de um Pulitzer, um Oscar e um Obie Award, entre muitos outros, ele agora usa seu talento extraordinário em uma graphic novel. Ninguém escreve como Jules! Ninguém desenha como Jules! Ninguém em sã consciência deve perder este marco monumental desta carreira incrível.” - Stan Lee

O Stan Lee (Lendário!!) falou isso do Jules, o que esperar então dessas páginas?

Descubra ao ver como a história de cinco mulheres se interligam em Mate Minha Mãe;.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta



0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris