quinta-feira, 14 de junho de 2018

[Cineclube]: Sense8 - Episódio Final





Cineclube é uma coluna semanal que tem como objetivo trazer para os leitores do Dear Book, críticas sobre filmes (do retrô até os últimos lançamentos), além de alguns especiais sobre temas do universo cinematográfico, passando eventualmente pelas séries que tocam nossos corações (seja por amor ou total aversão mesmo). Qualquer assunto da sétima arte que mereça ser discutido você vai ver por aqui, no Cineclube.





Titulo: Sense8 -  Episódio Final
Data de lançamento (Brasil): 08 de junho de 2018
Diretor: Lana Wachowski
Elenco principal: Jamie Clayton, Max Riemelt, Miguel Ángel Sulvestre, Brian J. Smith, Bae Doona, Tina Desai, Tuppence Middleton, Toby Onwumere.
Gênero: Drama, ficção-cientifica.


Finalmente o grupo está reunido em um mesmo lugar, com exceção de Wolfgang que está preso nas instalações da OPB. Will e os outros precisam elaborar um plano audacioso para resgatar seu amigo e ao mesmo tempo impedir que os planos de Sussurros e da OPB sigam em frente, e destruam a eles e aos outros de sua espécie. É preciso então buscar a ajuda de aliados inesperados, antes que seja tarde demais.


Finalmente aconteceu o lançamento do episódio final da série Sense8 que conquistou milhares de fãs em todo mundo. Fui uma das muita pessoas arrasadas quando a série foi cancelada em 2017, após um final de temporada bombástico. Para muitos era inadmissível ficar sem um final para essa história que encantou a tantos, então uma campanha enorme nas redes sociais foi feitas e a Netflix decidiu lançar um último episódio dando as telespectadores a chance de ver mais um pouquinho do grupo que gostamos tanto e ter algumas respostas para questões que martelavam nossas cabeças: Será que Wolfgang vai sobreviver a OPB? Com quem Kala irá ficar no final? O que aconteceria com Sussurros e a OPB? Essas e outras questões foram realmente respondidas nesse episódio de 2:30 hs, que podia parecer longo, mas passou bem rápido.



Este episódio começou praticamente de onde a temporada acabou no ano passado. Com Wolfgang preso na OPB e resto do grupo conseguindo pegar Sussurros e Jonas. E com a missão de resgatar o amigo e de lidar com a OPB de uma vez por todas, acabando com a perseguição contra a especie dos homo sensorium. Com o tempo disponível, conseguiram criar um enredo interessante e completo, sem dar aquela sensação de correria, que muitas vezes acontece quando uma série deixa muita coisa pra última hora.

É claro que se houvesse uma terceira temporada completa como era idealizado, muito mais coisa teria sido explorado, principalmente em relação a história secundárias e outros personagens. Mas acredito que souberam dosar bem o que era importante ser colocado nesse episódio final. Alguns finais ficaram bem claros e em outros casos ficaram bem encaminhados, ou realmente abertos, mas nada que tenha deixado o telespectador preocupado. 


Um dos pontos altos da série sempre foi o elenco e a forma como as relações deles eram exploradas. E esse último episódio conseguiu manter isso. Há muitas cenas divertidas e aquelas que você logo pensa que só poderia acontecer em Sense8, onde não existem regras ou medo de fazer algo diferente. As cenas de luta estão ótimas, e a forma como a edição é feita, trocando os personagens,  continua espetacular. Já vi quem reclamasse da forma como os episódios são conduzidos,  em relação as tomadas longas, mostrando o grupo junto em cenas que podem não parecer tão necessárias. Mas talvez sejam as minhas cenas favoritas, porque são as que aproximam mais o telespectador dos personagens, e também são os momentos mais descontraídos e divertidos, e muitas vezes com uma alta carga emocional.




Quando me falaram que esse episódio final estava bem fan service, eu já imagina como tudo seria, mas mesmo tendo certeza de que ele vai agradar a esmagadora maioria dos fãs da série, ele também vai surpreender muita gente. Do jeito certo que uma despedida deveria ser. Você vai se emocionar, dar risadas, ficar ansioso e tudo mais que se espera em um desfecho. E passando a mensagem que sempre foi destacada na série: que todos são diferentes e que devemos aceitar as pessoas como elas são ou como nós realmente somos. E como já falei anteriormente, o episódio vai passar tão rápido que vocês nem vão sentir, aproveitem!







Jayne Cordeiro é de Salvador-Bahia, e tem 26 anos. Enfermeira, com pós graduação em auditoria, sempre foi apaixonada por livros e filmes, e entrou no universo dos blogs em 2015, ao se tornar resenhista literária da página Maravilhosas Descobertas. Além disso, hoje ela também participa do blog O Clube da Meia Noite, como resenhista literária e esporadicamente na crítica de filmes. E agora faz parte do blog Dear Book com a nova coluna sobre filmes, Cineclube.



       Redes Sociais de Jayne:
                                                         SKOOB
                                                        FILMOW

                         E você, o que achou da coluna? Deixe seu comentário!


Até o próximo Cineclube!
#blogdearbook #dearbookbr
#cineclube


Curta o Dear Book no Facebook
Siga @dear_book no Twitter e @dearbookbr no Instagram.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato