sexta-feira, 8 de abril de 2016

Resenha: "Star Wars: Uma Nova Esperança - A Princesa, o Cafajeste e o Garoto da Fazenda" (Alexandra Bracken)

Tradução por Álvaro Hattnher

Sinopse: Ainda que a Aliança Rebelde tenha ganhado algumas batalhas contra o Império, a esperança está se esgotando. O Império está prestes a revelar a Estrela da Morte, uma estação bélica capaz de destruir planetas inteiros num piscar de olhos. Agora, o destino da galáxia está nas mãos de uma princesa,um cafajeste e um garoto da fazenda... Esta é uma versão de Star Wars: Uma nova esperança (episódio IV) como você nunca viu. A edição vem acompanhada de ilustrações incríveis e apresenta a história original a uma nova geração de leitores, assim como fornece uma perspectiva inédita para os fiéis fãs da saga. Cada parte da narrativa é contada pelo ponto de vista de um dos três protagonistas, se aprofundando nos conflitos desses heróis que se unem para combater o mal que ameaça toda a galáxia.
Fonte: Skoob

Por Eliel: Há muito, muito tempo atrás surgia uma nova esperança para a galáxia. A história de Luke, Leia e Han se tornou uma mitologia e praticamente obrigatória para qualquer nerd, geek e qualquer outra denominação existente nesse Universo.

Muitos fãs cresceram se imaginando em naves, em duelos de sabres de luz e outras situações icônicas. Quem não queria ser treinado pelo Mestre Yoda, ou duelar contra Darth Vader ou até mesmo vencer o Imperador ao lado da Aliança Rebelde?

O ponto inicial de tudo isso foi o Episódio IV - Uma Nova Esperança com George Lucas, agora se prepare para ver Uma Nova Esperança como você nunca imaginou pelas mãos de Alexandra Bracken.

A proposta não é reinventar a roda e sim trazer uma nova roupagem para uma história que já tem muitos fãs e ainda trazer os mais jovens para fazer parte desa legião.

A autora pegou tudo o que já era bom em Uma Nova Esperança e deu um ponto de vista novo para toda essa aventura. É como se pegássemos nossa nave e fôssemos observar a grande batalha na Estrela da Morte de outro ponto, já conhecemos bem os acontecimentos Aqui vemos o ponto de vista das personagens, pois o livro é dividido em três partes:

  • A Princesa - Leia Organa, tenta desfazer o rótulo de princesa frágil e que precisa ser protegida. Ela quer se firmar como uma senadora que fará a diferença. Além disso, ela se aliou a Aliança Rebelde e provará seu valor como uma verdadeira combatente e estrategista e não apenas um rosto bonito. Alguns pontos de vista de Leia são adicionados para trazer ainda mais riqueza de de detalhes à narrativa.
Então Leia decidiu, sabiamente, não desafiá-lo, já que Vader provavelmente poderia lentá-la usando apenas seu dedo mindinho - ou a Força, como ela supunha. As narinas dela se dilataram de frustração ao pensar que poderia ser levada de um lado para o outro, como Vader tinha feito com sua arma. A capa preta de Vader voava atrás dele, quase tocando o chão, e a garota ficou tentada a pisar nela só para vê-lo tropeçar.
  • O Cafajeste - Na verdade, esse livro todo é uma desconstrução de rótulos pré-concebidos. A autora faz uso desses rótulos para brincar e fomentar uma mudança no pensamento. Han, juntamente com Chewbacca, são contrabandistas, foras da lei e no fim acabam se tornando heróis e sua nave, a Millenium Falcon, se tornam importantes armas para a Aliança Rebelde contra o Império. Mesmo que eles não se percebam disso.
Desde cedo tinha aprendido a confiar em si mesmo para decidir o futuro, e nada nem ninguém mudaria isso agora.[...] Han tinha visto o suficiente na vida para ter plena consciência disso.[...] Esperava lágrimas, beijos de agradecimento, talvez. Não uma garota baixinha e agressiva como um acklay. Ela devia ter feito Vader se encolher de medo.
  • O Garoto da Fazenda - Que diria que Luke Skywalker seria um Jedi? Tudo bem ele ainda não é, mas para que trabalhava em uma fazenda de umidade em Tatooine e agora pilota X-Wings ao lado de heróis contra a opressão do Império já é um grande avanço. Ele tem muito ainda que evoluir. Mas ele é a esperança que todos esperavam. Só mais uma coisa, um herói pode ser frágil? Claro que pode, isso o torna humano.
- Você acabou de perder todo o seu planeta.- Toda a perda é ruim - disse Leia, a voz embargada. Ela desviou o olhar. - Só não podemos deixar isso nos abalar. Temos coisas a fazer.[...] - Porque você precisava de ajuda. Não é preciso um motivo para ajudar as pessoas.

C3-PO e R2-D2 têm papéis importantes nessa grande aventura também, além de nos garantir boas risadas.

Apesar do público-alvo ser as crianças e os jovens, a linguagem não é infantil e não deixa o grande fã na mão. Tudo o que é importante (e mais) estão lá. Com certeza isso irá agradar aos recém chegados e ao velhos de casa.

As ilustrações presentes nesse volume são incríveis e um espetáculo à parte, tanto as coloridas de duas páginas presentes nas quebras de sessões quanto as preta e brancas espalhadas ao longo da narrativa. Os responsáveis por isso são Ralph McQuarrie e Joe Johnston.

Quando encontrar um outro fã de Star Wars não deixe de perguntar "Quando foi a primeira vez que você assistiu aos filmes?", garanto que vocês vão conversar por horas e relembrar momentos marcantes. E depois de ler essa trilogia ainda mais assunto terão.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta


0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris