quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Interrogação #8 – A voz na escrita e a voz na leitura

Com Karen Alvares, autora parceira da casa


Interrogação é uma coluna do Dear Book que recebe convidados para refletir o nosso momento enquanto ideias, hábitos, panoramas e manifestos culturais. A cada post, uma pergunta e uma opinião. Todo o conteúdo de resposta é de responsabilidade dos convidados. Sem periodicidade fixa, a coluna é organizada pela dear boss, Kleris Ribeiro.


O que é pra você a voz na escrita e/ou na leitura de um livro?

K: A Kleris me deu esse tema espinhoso para a coluna Interrogação (isso porque ela diz que gosta de mim!). Mas tudo bem, só porque eu gosto dela também, fiquei pensando na pergunta por dias e (acho) que cheguei a uma conclusão.

Assim como cada pessoa tem uma interpretação própria do mundo, cada escritor e cada leitor tem uma visão muito pessoal dos livros. Posso falar de ambas as situações, pois além de leitora, também sou escritora; é possível ser leitor sem ser escritor, mas jamais existirá um bom escritor que também não seja um ávido leitor.

Como escritora, é impossível escrever uma história sem colocar nela um pouco de si. Isso não quer dizer que os personagens sempre sejam pessoas reais, mas costumo dizer que todos eles possuem pitadas aqui e acolá de pessoas que realmente existem ou existiram. Mas, além disso, há a voz do escritor; não é bem o estilo dele, mas sim o que diz e como diz. O estilo é uma roupa que se veste, mas a voz é algo que vem de dentro e às vezes nem o próprio escritor percebe; é seu cheiro, seus trejeitos, sua entonação ao falar, a curva de seu sorriso. E todas essas sutilezas estão presentes em suas palavras, na maneira como as arranja, torce, espreme, cospe, vomita, dá significado e, finalmente, apresenta-as ao leitor.


Mas e o leitor? Bem, eu também leio muito – mais leio que escrevo, aliás –, e quando paro para pensar, a voz na leitura não é tão diferente assim da voz na escrita. Tudo bem que um leitor não está criando uma história do zero, como o escritor, apenas com a assustadora página em branco à sua frente, mas assim como ele, a imaginação também é sua arma e pode usá-la como quiser, mesmo que a história tenha sido criada por outrem.

Prova disso é que cada leitor interpreta um livro de uma maneira única, nunca uma leitura será a mesma para duas pessoas, e mais ainda, um livro não é o mesmo em diferentes fases da vida, ainda que o leitor seja o mesmo. Isso acontece porque, assim como quando se escreve, a voz vem de seu íntimo, e quando lemos, interpretamos e sentimos o texto à nossa maneira, com nossa visão, nossa voz. Jamais poderei ler um texto da mesma maneira que você, aí do outro lado, lê; somos pessoas diferentes, com diferentes experiências e vivências, e que bom que as coisas são assim, do contrário o mundo seria muito chato.

Assim como acontece com nossa voz que vem da garganta, não acredito que um dia um escritor ou um leitor vá saber exatamente como sua voz na escrita ou na leitura soa aos outros. Nós a ouvimos de uma maneira, mas nunca saberemos como uma pessoa de fora a interpreta, nem mesmo com um gravador.

Isso só mostra como somos únicos e especiais. Bem como os livros.



KAREN ALVARES conta histórias para o papel há tanto tempo que nem lembra quando começou. Autora da duologia Inverso (Draco, 2015) e Reverso (Draco, 2016), Jornada para Far Lands – uma aventura não oficial de Minecraft (Draco, 2016), Horror em Gotas (Independente, 2013), Alameda dos Pesadelos (Cata-vento, 2014) e Dois Lados, Duas Vidas (Cata-vento, 2015), também organizou a antologia Piratas (Cata-vento, 2015) e foi publicada em várias antologias de contos da Editora Andross, Draco e Buriti, além de publicações independentes e revistas. É colunista no blog literário Por Essas Páginas e foi premiada em diversos concursos nacionais. Em 2016, na Bienal do Livro de São Paulo, foi premiada pela Amazon com o 3º lugar no destaque como autora de ficção no evento “Celebrando Autores Independentes”. Apaixonada por mundos fantásticos, chocolate e gatinhos, vive em Santos/SP com o marido e cria histórias enquanto pedala sua bicicleta pela cidade.

Redes sociais de Karen
Twitter @karen_alvares
Instagram @karen_alvares
Facebook @autorakarenalvares
Blog Papel e Palavras

Veja todas as resenhas dos contos e livros de Karen
daqui do blog


E VOCÊ, o que acha deste tópico? Comente abaixo o/
Veja outras interrogações aqui


Até a próxima interrogação!
#blogdearbook #dearbookbr #interrogação

Curta o Dear Book no Facebook
Siga @dear_book no Twitter e @dearbookbr no Instagram

0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris