sexta-feira, 23 de maio de 2014

Resenha: "O segredo e Ella & Micha" (Jessica Sorensen)


Por Marianne: O segredo de Ella e Micha é o primeiro livro de uma série que já foi lançada no exterior e está chegando pra gente agora no Brasil. O livro conta a história dos protagonistas que dão nome ao título: Ella e Micha. Amigos e vizinhos desde sempre, os dois são aquele típico casal que crescem juntos, não se largam nunca e quando atingem uma certa maturidade todo mundo espera que fiquem juntos. 
Pelo que acompanhei da história é bem notável que os dois construíram essa amizade tão forte pelo fato de suas famílias serem bem bagunçadas. A mãe de Ella era bipolar e cometeu suicídio, o pai é alcoólatra e o irmão ficou totalmente ausente depois do suicídio da mãe. Já Micha foi abandonado pelo pai quando era criança e mora com a mãe, que trabalha em vários empregos pra sustentá-los. Tudo isso junto ao o gosto por festas, bandas de rock e atividades cheias de adrenalina (como tirar rachas, por exemplo) faz com que os dois sejam quase dependentes da amizade um do outro.

Até que um dia um acontecimento na ponte da cidade muda a percepção de Ella e no modo como vê sua vida na pequena cidade onde mora. É ai que Ella resolve pegar as malas e se mandar pra uma universidade de artes em Las Vegas sem avisar ninguém, nem mesmo seu querido amigo Micha. 

Quando a história do livro começa tudo isso que eu contei ai em cima já aconteceu e Ella está voltando pra casa para as férias de verão depois de oito meses sem contato com ninguém. Decidida a deixar o passado pra trás ela assume uma nova “identidade”. A garota que curtia festas, rachas e rock deu lugar a patricinha vazia e despreocupada (clichê pra que). Enquanto isso, na narrativa que nos conta o que se passa na vida de Micha, ficamos sabendo que desde que sua amiga se foi ele, já assumidamente apaixonado, dedicou todo seu tempo a procurá-la.
— Você sempre teve uma boa percepção de certo e errado. Só tem dificuldade de admitir que, às vezes, escolhe o errado.
— Sei disso — aponto para mesma. — É por isso que me transformei em uma Ella que não faz nada errado e que consegue manter a vida sob controle.
—Não é verdade. Isso é você fugindo da vida, e não pode controlar tudo. Mesmo querendo.
O encontro entre os dois é inevitável assim que Ella chega a cidade, afinal, eles são vizinhos. Micha fica desesperado pra saber por que a amiga sumiu sem dizer pra onde ia, por que ficou oito meses sem contato e por que ela está tão diferente da Ella que costumava ser. Já Ella tenta a todo custo ficar longe do amigo pra não “perder o controle” e não cair em tentação já que, esqueci de mencionar, Micha é o cara: lindo, músico, sedutor, sexy; praticamente o Adan Levine da cidade.

Apesar de ter passado os últimos meses fugindo do passado que tanto a atormenta, Ella tem que lidar com tudo de novo logo que volta pra casa. A culpa que sente pelo suicídio da mãe, a situação em que vive seu pai, sempre bêbado pelos bares, e seus sentimentos por Micha.

A história toda gira em torno dessa aceitação de Ella e o modo como ela administra seus conflitos. Apesar de em alguns momentos achar a personagem muito cheia das crises, aos poucos vamos descobrindo tudo o que aconteceu (o tal episódio da ponte, o que aconteceu na noite do suicídio da mãe) e vamos entendendo melhor o porque dessa vontade de fugir de tudo.

Ao mesmo tempo, no decorrer da história, vamos percebendo que os sentimento de Ella em relação a Micha já estão mais do que definidos, e essa resistência dela em relação as investidas dele não vão durar muito.
Micha tem os olhos mais penetrantes do mundo, azuis intensos como o mar. Ele está flertando comigo; costumava fazer isso o tempo todo de brincadeira, e eu entrava no jogo.
No fim das contas vamos descobrindo que não existe um segredo muuuuito secreto assim. Acredito que o segredo esteja mais relacionado ao fato de os personagem manterem seus problemas bem trancados a sete chaves dentro de suas cabeças É mais um segredo entre eles, pra nós leitores não há muito o que revelar já que vamos acompanhando a história ora pela narrativa de Ella, ora pela narrativa de Micha.

Os protagonistas são insuportáveis, já vou logo avisando. A “rebeldia” deles é muito de fachada, tomam umas cervejas e ficam bêbados de vez em quando, curtem rachas e são os “garotos inconsequentes” da cidade, não me convenceu. Por ser um new adult eu esperava mais ousadia da autora nesse quesito, que, aliás, ousa na medida certa na questão “sensualidade” no livro, considerando o público alvo, Jessica Sorensen acerta em cheio nas cenas mais calientes.

Outro ponto que eu considerei meio preocupante é a naturalidade e romantismo com que a autora mostra as invasões e abusos de Micha em relação a Ella. Por exemplo, num trecho da noite em que volta pra casa, Ella deixa bem claro que não quer nenhum tipo de aproximação em relação a Micha. E o rapaz faz o que? Pula a janela da moça —bêbado— e dorme abraçadinho com ela (que tá num sono tão profundo que não percebe nada). Lindo né, suspiros... Só que não! Imagine um cara ou moça qualquer pra quem você disse não pulando sua janela pra dormir abraçadinho(a) porque estava muito bêbado(a) e sentiu sua falta, não tão lindo né? Então... Esses abusos e violações de espaço sendo mostrados de forma mais romantizada são comuns em livros voltados pro público jovem e new adult, porém devemos sempre olhar de modo mais crítico esse tipo de situação, nem tudo que está no livro deve ser aceito de bom grado na nossa realidade meus queridos leitores (muuuita gente tem dificuldade de discernir isso e sonha com um Micha pulando sua janela).

Eu gostei bastante do livro, a história é muito bem escrita, cativa e é fácil de ler (eu li em alguns poucos dias). Confesso que sou fã de um romance meio teen (no caso aqui, um new adult), seja em livro ou em seriado, parei no tempo pra essas coisas hahahaha.

E é isso ai amigos, comentem, compartilhem, deixem suas opiniões, tudo é sempre muito bem vindo :) Abraço e até a próxima!

Um comentário :

  1. Quero muito descobrir o segredo de Ella e Micha, acho incrível todas as resenhas que já li as sinopses são sempre impecáveis, a capa cativante e atraente, isso sem mencionar O Pra sempre de Ella e Micha que também parece ser surpreendente. O livro é fantástico e os medos de Ella ao se aproximar de Micha são os mesmos que os jovens temem atualmente, o medo de se envolver, de se tornar dependente do outro, com certeza esses livros são uma leitura incrível.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris