quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Resenha: "A Cidade Sombria" (Catherine Fisher)

Por Sheila: Oi genteinn, como é que vocês estão? Todo mundo bem? Eu estou super empolgada com os livros que ando lendo! Confesso que passei por uma faze de literatura bem “mediana”. Eram livros bons; mas não eram daqueles em que você terminar de ler e pensa: OH MEU DEUS, como eu pude viver sobre esse mundo sem ter lido esse livro?!?! Bom, eu já meio que entreguei que gostei muito do livro não é mesmo? 

Mas... vamos à resenha! O livro é a “Cidade Sombria” de Catherine Fisher, que já havia publicado pela Editora Bertrand “Círculo Negro” – que eu ainda não li, mas que já entrou para minha lista de “top” desejados.

Além disso, foi considerada uma das melhores escritoras de fantasia da contemporaneidade pelo The Independent. Ok, eu não sabia quem era a autora, não conhecia a saga, nem o livro anterior, esse é meu primeiro contato com a autora - mas eu com certeza virei fã! 

Bom, essa é uma tetralogia, ou seja, são quatro livros, da série intitulada “O Mestre das Relíquias”. Através do relato de Fisher, seremos apresentados ao mundo mágico de Anara, e acompanhamos o Guardião Galen Harn e seu pupilo, o jovem Raffi, em sua fuga dos impiedosos Vigias – apesar de que Galen parece não estar muito preocupado com isso. 

De repente parou. Em algum lugar às suas costas, bem longe, algo ativara uma das linhas de proteção (...) Desceu a encosta correndo, deixando parte da lenha cair. - O que houve? – Galen estava descuidadamente sentado, encostado a uma das pedras da tumba, o casaco apertado em volta do corpo. – Está com medo de mariposas agora, é? Raffi soltou a madeira; uma poeira rosa elevou-se dela. - Uma das linhas de proteção acabou de arrebentar! O guardião observou-o por alguns instantes. Em seguida, virou-se para o fogo e começou a alimentá-lo com os galhos. - Não diga. - Não faça isso! Alguém pode estar vindo! Galen deu de ombros. - Deixe que venha. 

Acontece que houve um tempo em que a Ordem dos Guardiões era ouvida e respeitada por todo o reino de Anara; eram eles que detinham o conhecimento sobre a forma como lidar com as Relíquias, objetos misteriosos e de grande poder deixados no mundo pelos Criadores, seres há muito tempo desaparecidos de Anara, mas nunca esquecidos pelos Guardiões.
E foi assim que eles criaram o mundo.
Os Criadores desceram dos céus por uma escada
de gelo. Flain abriu as mãos e fez surgir a terra
e o mar, e o sol, e o sal. Ele incitou-os um contra
o outro, num eterno conflito erosivo.
Da calmaria surgiu o movimento
Da paz surgiu a gurrerra.
No entanto, surgiram os Vigias, que perseguem os Guardiões da Ordem e os tacham de charlatães, que se utilizam da credulidade do povo para enganá-los e roubá-los. Com a cabeça à prêmio, Galen é um Guardião sem esperança; em contato com uma das relíquias, acabou perdendo seus poderes – o pior que poderia acontecer a um Guardião. 

Assim, quando Alberic o chama para ajudá-lo com uma Relíquia, por mais que Raffi tente alertar seu mestre da possibilidade de uma emboscada – afinal, a recompensa por sua captura é grande – Galen dirige-se ao local indicado, correndo o risco de estar caminhando para uma armadilha. 

Os piores temores de Raffi se confirmam: Alberic é um ladrão e quer a ajuda de Galen para capturar um Sekoi, uma criatura parecida com um gato mas meio humanóide, que tem a capacidade de contar histórias de maneira quase hipnótica, momento no qual aproveitou-se para roubar o ouro dos cofres de Alberic, deixando-o desesperado por vingança. Para obrigar o Guardião a ajudá-lo, rouba deste uma de suas relíquias mais poderosas: uma caixa azul que tem o poder de tirar a vida.

A luz os cegou. Quando conseguiram enxergar de novo, a vela borbulhava numa poça sibilante de cera e metal derretidos sobre o chão chamuscado. Um silêncio de choque tomou conta da sala, e então o anãozinho caiu na gargalhada (...) - Ah, isso é maravilhoso! - exclamou. - Surpreendente. Inacreditável! Roubar um Mestre da Relíquias!.

Agora, sem sua Relíquia, Galen sem seus poderes, e sendo caçados por Carys Arrin, uma garota criada e treinada pelos Vigias, os dois irão empreender uma busca à antiga Cidade da Ordem dos  Guardiões, tomada de sombras desde a grande guerra e invasão pelos Vigias.

"A Cidade Sombria" é uma trama cheia de aventura, mistérios e surpresas escondidas por todas as partes. A história dá inúmeras voltas, e é difícil saber quem é quem nesta trama, quais objetivos movem as ações, e o final me deixou D-E-S-E-S-P-E-R-A-D-A pela continuação. Em resumo: leiam! Abraços!






0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris