sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Resenha: "Alma Celta" (Marmor)

Sinopse: Alma Celta é parte de um projeto multimídia único no Brasil, composto por um seleto grupo de artistas. Idealizado pelo renomado compositor e baterista Marcelo Moreira (Almah), a obra completa se estende através de literatura, música, quadrinhos, RPG, shows e demais plataformas, costurando um intricado universo fantástico a ser explorado.Partindo de um episódio histórico real (a invasão dos milesianos na Irlanda), Alma Celta cria uma trama de ficção profundamente embasada na mitologia céltica. O mago Amergin, um milesiano, está disposto a volta com um exército à terra verde (atual Irlanda) para vingar a morte do tio. E terá de enfrentar os habitantes Tuatha Dé Dannan, uma sociedade formada por druidas. O único jeito de dominar a Irlanda será ir atrás de três objetos mágicos: A Lança da Realeza, o Caldeirão da Abundância e a Espada da Luz. E, durante essa jornada, terá de passar por guerras, deuses e feiticeiros para provar seu verdadeiro valor.
Fonte: Skoob

Por Eliel: MARMOR é um projeto cultural que envolve mais de 20 artistas de várias partes do mundo. É mais do que uma banda, é um projeto transmídia que combina diferentes áreas como literatura fantástica, música, RPG, HQ, animação 3D, entre outras. E Alma Celta é o reflexo desse projeto na literatura fantástica, uma verdadeira jornada fantasy rock.



O livro começa com uma pincelada pela cultura celta, o que nos coloca bem a par do contexto histórico em que a aventura se passará. Pode parecer um pouco confuso com aquele monte de nomes complicados e tudo o mais, porém é necessário para que aventura não se torne um tanto confusa.


Nessa faceta literária do projeto, Eduardo Amaro, apresenta uma parte desse gigantesco mundo celta. O romance contido nessas páginas é sobre como os milesianos, povo descendente Mil Espaine, tentam se vingar da morte do seu líder, Ith. Ele foi fazer uma visita à tribo Tuatha Dé Danann - conhecidos pelo seus poderes druidas, capazes de profetizar o futuro -, para consultar um dos quatro tesouros desse povo, que era composto por: a Pedra da Soberania, que profetizava quem seria o próximo governante da Ilha Verde; a Lança da Realeza, que era invencível; a Espada da Vitória, que tornava o portador invencível; e o Caldeirão da Abundância, que possuía alimento infindável. Ith foi morto por engano e sob a liderança do druida Amergin os milesianos entram em guerra com a tribo de Dana.

Um tributo à riqueza dos velhos mitos que formam uma parte fundamental - embora negligenciada - da herança da cultura ocidental.

Por conhecer um pouco mais da cultura celta é possível perceber a sua presença em diversos livros, filmes e séries que abordam o tema medieval. Eu como um apaixonado pelo mito arthuriano fiquei feliz de ver esse projeto tão grandioso ser idealizado em terras tupiniquins, provando assim que a nova geração de artistas (afinal, são escritores, músicos, ilustradores etc. envolvidos nisso tudo) está cada vez mais preparada para satisfazer os mais exigentes consumidores de cultura.


E para deixar vocês com vontade de correr adquirir esse livro aqui vai uma amostra das ilustrações de Gabriel Fox (que na minha opinião são um complemento excepcional ao romance), juntamente com a música composta para esse projeto. Aproveitem:



E não deixem de curtir a página do projeto MARMOR no Facebook para saber de mais novidades, afinal a Alma Celta continua viva.




Um comentário :

  1. Que demais! Amo a cultura celta (como dá para ver pelo "morringhan" rs). Muito obrigada por divulgar esse trabalho que vou querer conferir com certeza!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris