domingo, 14 de fevereiro de 2016

Resenha: "Cartas de amor aos mortos" (Ava Dellaira)



Por Marianne: Bloqueei bonito na hora de escrever essa resenha e isso geralmente acontece com livros que me cativam muito falar mal é sempre mais fácil né gente risos.

Em Carta de amor aos mortos conhecemos o mundo de Laurel, uma adolescente que perdeu recentemente sua irmã, May. Laurel tinha aquela típica inspiração e adoração pela irmã mais velha. A diferença de idade entre elas era pouca e isso fazia com que a proximidade entre as irmãs fosse bem intensa, Laurel entrando na adolescência e May já vivendo essa fase aparentemente com tanto domínio. 
 
O livro é narrado em primeira pessoa, acompanhamos a história lendo as cartas que Laurel escreve pra seus ídolos que já morreram. A ideia de escrever cartas para alguém que já morreu foi da professora de inglês da escola, que pediu a tarefa como lição de casa.

A morte de May é um mistério, sabemos através das cartas de Laurel que May caiu de uma ponte, mas o que a levou a cair (ou pular?) é um mistério pro leitor.

Além de ter de lidar com a culpa que sente pela morte da irmã (Laurel acobertava as constantes fugas de May na madrugada) a vida e a família de Laurel sofreram grandes mudanças depois que May se foi. Sua mãe, vítima de uma crise de depressão, sai de casa e muda de cidade deixando Laurel e seu pai pra trás. Sua tia Amy, mulher conservadora e bastante religiosa, numa tentativa de ajudar Laurel e o pai convida a menina para morar algumas semanas em sua casa. E pra completar toda a bagunça, Laurel decide começar o ensino médio em uma nova escola para não precisar conviver com as lembranças de May na escola antiga.

Mas a questão é que May era linda; tinha aquele tipo de beleza que marca as pessoas. Seu cabelo era sedoso e ela parecia pertencer a um mundo melhor, então a roupa fazia sentido. Eu a vesti e fiquei me olhando no espelho dela, tentando sentir que pertencia a algum mundo, mas, na verdade, parecia que eu estava fantasiada. Então pus minha roupa preferida do fundamental, um macacão jeans com uma camiseta de manga comprida e brincos de argola. Quando pisei no corredor do colégio West Mesa, senti imediatamente que tinha sido um erro.

A história aborda temas bem tabus no universo adolescente como suicídio, depressão, homossexualidade, violência doméstica e abuso sexual UFA.  Apesar de toda essa carga emocional num livro onde a protagonista (e grande parte dos personagens) é adolescente, Ava Dellaira não caiu no clichê megadramático que geralmente essas histórias acabam se rendendo e respeitou e traduziu com coerência o drama de cada personagem sem estereotipá-los.

E o que mais me encantou no livro: como Ava Dellaira explorou os relacionamentos entre mulheres na história. A relação de Laurel com May, com sua tia Amy e com suas amigas não fica apenas como pano de fundo na história quando surge um romance entre Laurel e um colega da escola, o que geralmente acontece em muitos roteiros que vemos por ai. Quantos filmes/livros você já viu onde as amigas da protagonista~~~~somem~~~~~depois que a mocinha engata um romance?

May parou de cantar e virou para mim.

— Laurel, nunca deixe nada de ruim acontecer com você, tá? — Ela olhou para trás, para a rua, e disse: — Não seja como eu. Quero que você seja melhor.

O livro é delicado, intenso e cativante. Conquistou meu coração e está guardado num cantinho especial da minha estante (até rimou).
Espero que tenham gostado da resenha, deixem nos comentários suas opiniões.
Até a próxima!

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

4 comentários

  1. Esse livro é um amorzinho mesmo!

    Já escolheu o curso para o qual prestará vestibular?
    Dicas de quem passou em MEDICINA numa federal!
    http://zip.net/bwsSwh

    Beijão da Babi

    ResponderExcluir
  2. Comprei por saber que a personagem escrevia para vários ídolos, achei muito legal e diferente a proposta. Realmente, o livro é cativante!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Raquel, é um dos meus referidos!
      :D

      Excluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato