segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Resenha: "Órfão X" (Gregg Hurwitz)

Por Sheila: Oi pesso@s! Como estão? Trago a vocês hoje  resenha de um livro que, num primeiro momento não me pareceu que fosse lá grande coisa não... ah! como eu adoro estar errada quando o assunto é leitura!

Pela sinopse, a trama do livro parecia ser um tanto quanto clichê holliwoodiano: matador de elite que se arrepende por ter sido usado pelo governo americano e resolve usar suas habilidades mortais para defender os pobres, fracos e oprimidos desse mundo.

Bom, essa é a descrição de Evan, nosso órfão X, que foi recrutado por um programa ultrassecreto do governo, assim como diversos outros órfãos, sendo que os mesmos passaram a ser chamados por letras, em ordem alfabética.

Logo no início do livro somos apresentados a Evan e sua rotina rígida e espartana: sua dieta frugal e sua rotina paranoica em relação aos vizinhos de seu prédio, câmeras, alarmes, rotas de fuga, celulares com redirecionamentos impossíveis de rastrear, cofres, armas, mandamentos.

Evan tinha muita afeição pelo mundo que havia criado atras da porta do apartamento, mas, mesmo assim, estava preparado para abandonar aquele mundo de uma hora para outra.
Ele foi à cozinha, avançando pelo piso de concreto polido. O único toque de capricho e de cor era uma suposta parede viva instalada ao lado do fogão ...
De vez em quando, Evan notava que a única coisa viva com quem compartilhava sua vida era uma parede.
Mas ele tinha os mandamentos, e os mandamentos eram tudo.

Evan se intitula o "Homem de lugar nenhum" e, sempre que seu telefone toca, ele tem uma nova missão: ajudar alguém que esteja com problemas muito sérios. Como ele faz isso? Instrui a última pessoa que ajudou a passar seu numero adiante, somente uma vez e somente para uma pessoa que acredite estar precisando muito de ajuda.

- Precisa da minha ajuda?
A voz respondeu com um pequeno atraso:
- Você é... Isso é uma brincadeira?
- Não.
- Espere. É que... Espere. - Era uma mulher jovem, pouco menos de 20 anos. Sotaque hispânico, talvez salvadorenha. - Você é real? Pensei que fosse... uma lenda urbana. Um mito.
- Eu sou.
Ele esperou. Ouvia a respiração da mulher, mais rápida que o habitual. Isso era comum (...)
- Qual seu nome?
- Morena Aguilar.

No entanto, o trabalho com Morena vai ser o início de um período atípico para o solitário "Homem de lugar nenhum". Na verdade, será o início de uma caçada alucinante, onde ora Evan será o caçador, ora percebera que está sendo implacavelmente caçado. Todos são suspeitos até que se prove o contrário, até mesmo aqueles que Evan jurou proteger. 

Apesar das várias cenas de ação, adrenalina, que são narradas tão perfeitamente que se é capaz de imaginar a cena toda acontecendo, acredito que as descrições psicológicas dos personagens é o que deixa a narrativa mais interessante. principalmente o entrar progressivo dentro do mundo de Evan, que explicam de forma pormenorizada o por que de suas escolhas.

Além disso, a vida comum e pacata dos moradores do prédio de Evan, cada um com seus problemas e dramas particulares, que volta e meia colidem com o mundo quase inumano de Evan fazem com que a história tenha um algo a mais, um olhar mais profundo diante da situação explícita de violência e morte que são a premissa inicial.

Gostei muito! Espero ler outros livros de Gregg. E vocês já leram? O que acharam? Comentem ai! Bjos e até a próxima.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta


4 comentários :

  1. Cury, tuas palavras são remédio para a minha alma. Parabéns. Augusto Tyikusu

    ResponderExcluir
  2. A trama tem tudo que me deixa em expectativa em um livro!! Gosto desse lado de suspense e adrenalina que o livro parece conter!! Também acho que o Evan tem motivos pelos quais ele, age, ás vezes, ou na maioria, como uma pessoa má, uma vez que ele não teve uma infância comum!! De não querer se apegar a ninguém!! Acho que não vou conseguir parar de ler o livro antes do final!! Parece ser muito bom!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris