segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Resenha: "Pax" - Sarah Pennypacker

Tradução: Regiane Winarski

Sinopse: Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.
Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.
Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.
Fonte: Skoob

Por Eliel: Uma emocionante narrativa sobre a amizade de Peter e Pax, um garoto e sua raposa. Uma história de confiança, lealdade e principalmente superação de limites. Prepare seu coração, pois ele será arrebatado por Pax.

Após uma dura separação, o pai de Peter o deixa para morar com o avô. Porém, não há espaço para uma raposa adulta e Peter é obrigado à deixar Pax na beira da floresta contra sua vontade. Não demora muito para Peter perceber o tamanho do erro que cometeu ao abandonar seu melhor amigo.

Separações nunca são fáceis, por isso Peter começa uma jornada para reencontrar Pax. No começo da estrada Pax também começa uma jornada para voltar aos braços de Peter. Ambas jornadas serão muito mais significativas do que se pode imaginar. Os capítulos são divididos entre o ponto de vista de Peter e de Pax, é como entrar na mente de cada um.

Disfarçado de fábula infantil esse livro é uma reflexão sobre as consequências da guerra, seus prejuízos e suas dores. Leia essa aventura como uma jornada de autoconhecimento. Depois quero saber com que vocês se identificam mais.

As pessoas deveriam falar a verdade sobre as consequências da guerra.

Preciso falar das ilustrações de Jon Klassen, são uma poesia visual. A edição da Intrínseca por si só é uma obra de arte. Vale muito a pena apreciar essa fábula moderna de Sarah Pennypacker.

P.s.: o final é surpreendente, acreditem.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris