sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Happy Hour #28 - História dos e-Books

Oii gente!! Como vão vocês? Acho que a maioria deve estar de férias, né?! (inveja branca) Sim, eu sei. Passei mais de quinze dias sem ver vocês. Saudades da Gabi? (sei que sim, confessem -rsrs) E aí, vocês gostaram do Miniaturismo? Foi o assunto da Happy Hour #27, corre lá depois se ainda não tiver visto! ;D E obrigada pelos comentários e elogios, vocês sabem que eu amo! *-*



Mas vamos parar de blá-blá-blá e ir ao nosso tema de hoje? Bem, como eu conto aqui, às vezes, minhas 'inspirações' para os nossos assuntos surgem de maneiras bem inusitadas. Outro dia, voltando para casa, no ônibus, me peguei pensando em uma das pausas da leitura, "Como será que surgiram os e-Books?" e fiquei intrigada com aquilo... Então pensei, isso daria uma Happy Hour beem bacana,   Pois cá estamos, meus caros!! E a bola da vez é a História dos e-Books!! Preparados?






A história...
Ao contrário do que imaginamos (ou pelo menos eu pensava), os eBooks deram seus primeiros passos há muito tempo, lá nos anos 70! O mais antigo produtor de livros eletrônicos foi desenvolvido por Michael S. Hart, em um projeto chamado "Projeto Gutenberg"*, em 1971. No entanto, apenas em 1993 surgiu o primeiro software para a leitura de livros digitais. No mesmo ano, o primeiro eBook foi publicado: "On Murder Considered as one of the Fine Arts", ensaio de Thomas de Quincey.




Inicialmente, os eBooks eram escritos para áreas específicas e para um público muito limitado, abordando assuntos como manuais técnicos de hardware e técnicas de fabricação.



Numerosos formatos de eBooks foram surgindo e se proliferando, alguns já compatíveis com formatos como o PDF, da Adobe, por exemplo.


Devido à exclusividade, ao público bastante restrito e ao mercado fragmentado, não se chegou a um consenso sobre um padrão para os eBooks. Apesar disso, a cada dia a novidade ganhava mais espaço no mercado underground. Muitos editores começaram a distribuir livros de domínio público, enquanto autores com livros que não haviam sido aceitos por editora alguma também começavam a buscar a ferramenta como forma de poder divulgar seu trabalho.

Os catálogos extraoficiais (e muitas vezes desautorizados) dos livros começaram a tornar-se disponíveis na internet, e sites dedicados aos eBooks começaram a divulgar a novidade para o grande público.

Atualmente, dois aparelhos eletrônicos leitores de eBook dominam o mercado: o Kindle, da Amazon, e o PRS-500, da Sony. Ah, gente, rolou uma review do kindle aqui no Dear há um tempo, feita pelo Leo Rios, confiram.


Preto ou branco, fique a vontade
na escolha do seu Kindle!! =D
Sony Reader, também com
opções de cores! =D







Michael Hart

O "Projeto Gutenberg" citado mais acima, é a mais antiga biblioteca digital do mundo! Foi um esforço que partiu de um aluno da Universidade de Illinois, nos EUA e que tinha como objetivo digitalizar, arquivar e distribuir obras culturais para quem quisesse ter acesso

O acervo deles é enorme e conta com obras diversificadas, como romances, poesia, contos e teatro, o Projecto Gutenberg também tem livros de culinária, obra de referência e partes de periódicos. O acervo também tem alguns itens não-textuais tais como ficheiros de áudio e partituras musicais. Isso tudo em várias línguas, das quais predominam, além do inglês, o francês, o alemão, o espanhol, finlandês e o português.


"Quebrar as barreiras da ignorância e da iliteracia", um dos principais lemas do projeto.

                                 
                                ~//~





CURIOSIDADES
Em 1981, surge no mercado o primeiro livro eletrônico com objetivos comerciais: um dicionário editado pela Random House.

Em 2001 Stephen King disponibiliza uma das suas obras – RidingBullet apenas em formato digital: vendeu meio milhão de exemplares em 2 dias, a 2,25 dólares.

Em 2007 a Amazon lança o Kindle, com 6 polegadas e memória interna de 250 MB. Em 2008, a Sony lança o Sony Reader PRS-505.

Surge a BooksOnBoard, em 2008, a primeira empresa a vender eBooks para iPhones. 

O myebook é uma plataforma onde é possível criar, compartilhar e até mesmo vender eBooks. Começou suas atividades em 2009. 

bookboon é um site que disponibiliza milhares de livros para download gratuitamente!! Não há, porém, em português, mas já é uma oportunidade de treinar outras línguas!!=D Já são mais de 10 milhões de downloads gratuitos por ano!! 



                                                 ~//~


Galera, antes de despedir, não poderia deixar de compartilhar com vocês essa notícia fresquinha e um tanto perigosa para nós, bookaholics! rsrs

Na madrugada dessa quinta feira, a Amazon anunciou oficialmente o início de suas operações no Brasil!!! (uhuuuuul!!!) O site oficial já conta com mais de 1,4 milhões de eBooks e a expectativa é que a empresa comercialize também outros produtos, assim como na loja norte americana. Nas próximas semanas estará a venda o Kindle, por R$299,00. 




~ Um tempinho (mais que justo) para vocês se recuperarem e tentarem esconder os cartões de crédito -rsrsrs. [...]  ~


Mas deixa eu parar de bobeira. '-'  Recebi essa dica de uma prima e não podia deixar de compartilhar com vocês! Acessando aqui vocês podem baixar gratuitamente, é claro, 13 obras do grande Fernando Pessoa! Perde tempo não!! =D

Achei dicas de sites onde podemos fazer downloads gratuitos de eBooks!! E o Fala Cultura ainda comentou prós e contras de cada portal. Aí vão os sites (só clicar no nome para ser direcionado!  :)







Ah, e por último, não podia deixar de falar da Biblioteca Digital Mundial. Se não me engano, já até comentei a respeito dela em uma Happy Hour anterior, mas enfim. Há obras diversificadas, de milhares de artistas em 7 línguas, inclusive o português. Acesse por aqui. '-'


                               ~//~

Por hoje é tudo, lindos!! O que acharam do nosso assunto de hoje? Eu confesso que não sou fã número um dos eBooks. rsrs Eles são muito práticos, o que nos permite ter milhares de livros ao nosso toque até mesmo pelo celular, mas para mim nada se compara a um livro físico: sentir as páginas, ver os detalhes da capa, da diagramação, ler as orelhas do livro, enfim... tudo! *-*


E para vocês quem ganharia uma disputa: eBook X livro físico

Mas é bem interessante a história dos eBooks, como foram surgindo de mansinho e hoje em dia já conquistaram milhões de pessoas. Eu acredito (e torço) para que, apesar dessa nova tecnologia, os livros físicos não serão extintos, como muitos cogitam. Eles são uma ferramente útil, prática e a um preço acessível.

E vocês, o que acham? Não deixem de comentar!!

Até o nosso próximo encontro! (se o mundo não acabar dia 21, é claro!) rsrsrs Desculpem, mas não resisti a piada infeliz. =P

Beijos, pessoal!!

Fontes: Universitário, S. ShareVeja


ONDE COMPRAR

eBooks
eReaders

19 comentários :

  1. Livro físico é meu amor eterno e não o troco por ninguém, mas ebook é coisa prática, né? Um dia acho que tudo será por base de ebook e tal, mas quem não gosta de sentir o livro, de cheirar? É muito amor!
    Muito, muito interessante o post!

    E que as árvores me perdoem, mas... nada como um bom livro físico!

    Beijos,
    Hannah - Secrets of Book.

    ResponderExcluir
  2. Juro que não consigo entender toda essa modernidade..rs(podem me chamar de antiquada e tals)
    Mas não abro mão dos meus livros de maneira alguma.
    Tá, as arvores precisam ser preservadas,mas um ebook não tem cheiro, não tem emoção, não tem aquela delicadeza no passar das páginas.
    Não vou afirmar que eu nunca vá ler um ebook,mas o quanto puder evitar, isso eu vou fazer..rs

    Beijo e parabens pelo post, foi muito bom entender como tudo começou :)

    ResponderExcluir
  3. eu prefiro o livro físico, mas meu bolso prefere os ebooks =/

    ResponderExcluir
  4. nao gosto de ebooks os fisicos é mil vezes melhor

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante a história dos e-books... pensei que eles fossem mais novinhos... kkkk...
    Ainda prefiro os livros físicos, mas tem outras que ter um e-book seria interessante...
    parabéns por mais um excelente post!
    Até o pós-fim do mundo! :P

    ResponderExcluir
  6. Nossa, nunca tinha parado pra pensar como tinham surgidos os ebooks, obrigada pela informação.
    Eu gosto do livro físico e do ebook, porém entre os dois prefiro o físico.
    Mil bjs

    ResponderExcluir
  7. Post sensacional!!! Não conhecia nada sobre a origem dos ebooks, e to doida por um Kindle, ainda mais agora com a Amazon no Brasil!

    ResponderExcluir
  8. Gostei da ideia de falar sobre os e-books porque a maioria dos livros que eu leio são digitais (é muito ruim ser pobre sabia?). Foi muito bom saber como eles surgiram mas ainda assim prefiro sentir o livro nas minhas mãos hahaha

    ResponderExcluir
  9. Acho besteira achar que o formato afeta o conteúdo.
    It's evolution, baby.
    Coleciono, amo livros físicos, cheiro, textura, mas á entre nós, é uma maneira viável e ecológica de ter aquela porção de coisas legais num só lugar.
    Só falta um pouco de bom senso das editoras, pois pelo preço normal, ainda fico com o físico.
    A matéria ficou interessantíssima e bem estruturada.
    :)

    ResponderExcluir
  10. Não sabia que existiam bibliotecas digitais. Que burrice, né? A ideia faz bastante sentido.

    Bom, respondendo a sua pergunta no fim do post: pra mim, não tem porquê criar uma espécie de batalha entre e-books e livros impressos. Isso depende da realidade de cada um. Eu, por exemplo, quero aderir ao mundo digital porque ando de transporte público na hora do rush, então já viu, né? Carregar muito peso acaba comigo no fim do dia! Apesar disso, é uma realidade difícil de adotar num país como o Brasil, onde os e-books ainda são tão caros =/

    To doida por um Kobo azul! <3

    E não se esqueçam que dia 14 tem bate-papo sobre o tema com os editoras do ramo da Intrínseca.

    Beijos e adorei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre aprendendo não é, Natália? =DD

      Eu também enfrento transporte público nesses horários mais legais e os eBooks são uma mão na roda mesmo. Porque a gente já gosta de carregar tudo na mochila, né? rsrs

      Não sabia desse bate-papo dia 14!! =O Como vai ser?

      Obrigada por comentar. Volte sempre!! '-'

      Excluir
  11. Obrigada a todos pelos comentários!! Não só eu como toda a equipe do blog ficamos muito felizes com o carinho de vocês. *-*

    Procurei a respeito da informação que a Natália deixou aqui (nesse comentário de cima) e segue para vocês o link direto do site da Intrínseca informando detalhes do chat exclusivo deles sobre eBooks:

    http://www.intrinseca.com.br/site/ebooks/

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  12. Essas são informações da qual eu nunca imaginaria, eu mesmo usei muito os e-books e são maravilhosos para o transporte, mas não posso negar que ainda sinto que os livros impressos são melhores...
    O post foi de muito interessante, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Eu só leio ebooks quando não outro jeito mesmo, pois eles cansam demais a minha vista. Gostei muito do post.

    ResponderExcluir
  14. Até queria comprar e-Books, mas comprar pelo tablet nem sempre é bom... E, aliás, gosto de livros que posso tocá-los :P

    ResponderExcluir
  15. Prefiro livro físico. Já li alguns no pc, e demoro muito pra terminar a leitura.
    Achei muito legal o post, pois eu jurava que essa onda de e-books surgiu com os tablets haha =P

    ResponderExcluir
  16. me surpreendi em ver como surgiram e-books, muito legal este post .. mas não consigo me acostumar, tem que ser o livro físico mesmo, pra pegar, sentir o cheirinho, admirar, colocar na estante , tudo u.u *-* kk

    ResponderExcluir
  17. Muito, muito interessante! É muito legal a gente conhecer a origem! Mas assim como você, também torço para que os livros físicos não se extinguem. Aliás, nem podem, acho que tem muita gente que não troca livro físico por nada (tipo eu! rs). Eu até leio livros digitais, mas cansa muito minha vista, por isso a leitura tem que ser muito interessante pra me prender por um bom tempo. Faço o possível para encontrar o livro que quero em forma física, que é, na minha opinião, incomparavelmente melhor! :D

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris