domingo, 2 de dezembro de 2012

Resenha: “Adormecida” (Anna Sheehan)

Por Juny: Pelo nome e pela capa, imaginei um romance bem água com açúcar, uma releitura distópica de “A bela adormecida”, como muitas outras que tem aparecido sobre outros contos de fada.

Grande engano! Um livro cheio de ficção cientifica! É sério! Com isso, fiquei com um pé atrás no começo, achei tudo muito estranho, toda a tecnologia futurista, poucas semelhanças com o conto... Mas passados os preconceitos, contarei um pouco de como esse livro me conquistou.

Rose é herdeira de uma empresa muito poderosa que controla diversos produtos e serviços na Terra e em outros planetas. O livro começa quando um garoto, Brendan, a acha adormecida em um “tubo de estase” (pense em uma maquina com agua dentro, que conserva uma pessoa, e ela fica sonhando belos sonhos enquanto fica lá e nunca envelhece). Ele fica desesperado quando a retira do tubo, faz respiração boca-a-boca para reanima-la e a leva para um hospital. Lá descobrem que ela é Rose Fitzroy, tecnicamente tem 16 anos e que ficou adormecida por mais de 60 anos!

Rose fica chocada com tudo isso. Ela sofre com os efeitos da estase prolongada e tem dificuldades para comer e precisa fazer fisioterapia. Rose não consegue aceitar que todos que conhecia já morreram (principalmente seu amado Xavier) e que o mundo mudou completamente. Sr. Guillory, atual presidente da Unicorp, dá toda assistência a ela e a acompanha numa coletiva com a imprensa. É tudo muito estranho para ela.
Tudo era tão perfeito com Xavier. A amizade se transformou em amor tão rapidamente que mal sabíamos dizer qual a diferença entre as duas coisas.

Até ai o livro ainda é comum e confuso, mas a autora consegue se sair muito bem no desenvolvimento. Conhecemos mais do passado de Rose, sua paixão por Xavier e seu relacionamento conflituoso com seus pais, os quais em qualquer briga ou momento que precisassem se livrar da filha (uma viagem longa, uma reunião, etc), a colocavam em estase por meses. Eles a controlavam e a mantinham como uma criança obediente, que envelhecia muito devagar.
Rose tenta se adaptar a época em que acordou e conta com a ajuda de Bren na escola. Com isso surge um romance platônico. Bren a apresenta a seus amigos e tenta integra-la na turma. É nesse momento que conhecemos o personagem mais fascinante do livro, Otto, uma espécie de alienígena azul, desenvolvido em laboratório a partir de uma bactéria encontrada na Europa. Ele não fala, mas quando ele toca a pessoa ele consegue entrar em sua cabeça, ver seus sentimentos, suas lembranças e conversar, do seu modo. Quando ele faz isso com Rose fica muito assustado, pois ela tem diversos pontos obscuros, que ele nunca viu.

E para completar essa aventura, além de um pouco de romance, temos muita ação, pois Rose está sendo perseguida por um Plastine, um robô programado para mata-lá. E muita gente tem interesse em mata-la, por isso é difícil saber em quem confiar.
“Contra todas as possibilidades eu ainda estava viva. (...) Eu era a rosa. Eu era a roseira selvagem.”
Rose apesar de muitos momentos de confusão, é uma boa protagonista que amadurece muito durante o decorrer do livro. Bren é aquele cara legal que todo mundo gostaria de ter como amigo. E Otto, é um alien extremamente sensível, misterioso, cativante e apaixonante, meu xodó desse livro.
“Você poderia ser meu.” – escrevi. E tive de escrever rápido, pois sabia que, do contrário, não iria conseguir. – “Eu poderia lhe dar amor. Sou tão anormal quanto você, e não pareço pertencer a ninguém. Você é o único que parece combinar comigo. Podemos ser uma família”.
No final, a autora surpreende com o desfecho e deixa um gancho que pode gerar uma continuação! Esqueça o conto de fadas e entre sem preconceitos nessa aventura cheia de ação e reviravoltas, tenho certeza que você vai se surpreender tanto quanto eu com essa leitura!

20 comentários :

  1. Bme interessante *-*
    Parece uma boa história!

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi dizer que o Otto é maravilhoso mesmo rs E, com certeza, com essa capa e esse título, passa uma impressão preconceituosa haha Mas me parece muito bom, cheio de criatividade.
    Muito boa a resenha!
    Beijos,
    Mell Ferraz - blog Croissant Parisiense

    ResponderExcluir
  3. Yes! Pensei na Bela Adormecida!!
    Tenho preconceitos com ficção científica, mas sua resenha me interessou bastante!!!

    http://lendoebebendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. comecei julgando o livro pelo título e pensei que era chato, mas ao ler a resenha fiquei com muita vontade de ler

    ResponderExcluir
  5. Me interessei! Fiquei com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  6. Também jurava que era apenas mais um livro de conto de fadas.rs
    Me surpreendi muito com o que li, tanto em sinopse, quanto em resenha.
    Gostei da parte da perseguição de um robô..rs
    Romance,ação, mistério..Combinações perfeitas :)
    Dica anotada :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho um receio enoooorme em ler livros de distopia, mas quando me envolvo, acabo me apaixonando. O enredo da história me interessou!
    Ótima resenha.

    Beijos,
    http://secretsofbook.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. A capa é bem isso que você falou mesmo, eu nunca, NUNCA, iria imaginar ter relação com ficção científica. Não sei se me agrado por isso, ou não. Já que não gosto de contos de fadas e nem ficção científica.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  9. Gizeli Regina Meisterterça-feira, dezembro 04, 2012

    Mais uma série pra fazer nosso bolso sofrer drasticamente. Confesso que não fiquei muito animado quando o vi, mas depois dessa sua resenha fiquei curiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  10. Eu digo de boca cheia que foi o melhor livro que eu li esse ano, suspirei chorei, me emocionei de verdade com a cena do beijo de Rose com Xavier, muito linda! Espero mesmo que tenha continuação e que seja logo.

    ResponderExcluir
  11. Acho que todo mundo pensou que se tratava de uma releitura do conto de fadas, mas parece interessante.

    ResponderExcluir
  12. Oh, isso despertou minha curiosidade! Também achava que era uma história de contos de fada bem Once upon a time, mas vejo que me enganei. Estou morrendo de vontade agora de lê-lo!

    ResponderExcluir
  13. Achei o máximo a descrição da capa. A história parece bem interessante. Pretendo lê-lo. As resenhas como sempre muito boas.

    ResponderExcluir
  14. Eu também tenho um certo preconceito com ficção cientifica. Mas eu também li o livro e achei ótimo. Só achei um pouco bizarro a parte do robô destruir tudo, será que tem continuação?.

    ResponderExcluir
  15. Confesso que está em dúvida de ler esse livro, achei que iria ser alguma coisa boba quando vi a capa. Mas eu realmente achei interessante depois da resenha e ver que era mais ou menos a ver com a bela adormecida! Pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  16. Ao ler o título do livro achei que se tratava de mais uma releitura de contos de fadas (o que não seria nada mal, pois adoro). Não sou muito fã de distopias, mas essa resenha me deixou curiosa...

    ResponderExcluir
  17. Muiito boom essee liivro adoreei jáá lii elle conceerteza deeve teer oo fiinal sãão muiitas surpreesas adoreei!!!

    ResponderExcluir
  18. Muito interessante! Quando cliquei nessa resenha pensei que fosse ler sobre um livro tipo Cinder, uma Cinderella do futuro. Mas não! E me interessei muito, mesmo assim :D

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha,e a capa muito criativa,super curiosa para ler,acompanhar a história e descobrir o que acontecerá!
    Nossas as capas pelo mundo são muito chamativas.
    Nossa amiga você comprou pensando que era algo sobre a Bela Adormecida?
    Hum com inspiração nos irmãos Grimm com certeza tem mistério e pelo meio da história, olha aqui pessoal: http://portugues.free-ebooks.net/ebook/Adormecida-2

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris