segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Resenha: "O Livro do amanhã" (Cecelia Ahern)

Por Sheila: Oi pessoas! Como vocês estão? Já conhecem Cecelia Ahern, de P.S. Eu te amo? Eu ainda não conhecia, não li o livro nem vi o filme ainda ... e na verdade não tinha muita curiosidade a respeito. Pelo menos ao ler a sinopse do livro, não me senti muito empolgada não ... Aliás vou colocar aqui para vocês!
Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso. Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino.

Pois bem foi com muita má vontade que me aproximei deste livro de Cecelia ... e felizmente, tive uma agradável surpresa. Primeiro, por que Tamara não só perdeu seu pai abruptamente.  Na verdade, seu pai cometeu suicídio, pouco depois dos dois terem tido uma tremenda discussão. Para piorar, foi Tamara quem o encontrou em seu escritório, tendo de carregar também a culpa por não ter conseguido reanimá-lo.

Tamara não esta só solitária e entediada. Tamara levava uma vida totalmente fútil e sem objetivos, saindo com as amigas, viajando para Paris em compras, ganhando presentes caros, vivendo na casa dos sonhos. E, de um momento para o outro, seu pai vai à bancarrota financeira, comete suicídio, e deixa à ela e sua mãe na total falência financeira, tendo Tamara que abandonar tudo o que conhecia como certo em sua vida: as roupas de grife, as amigas, as festas regadas à álcool, as viagens exuberantes.

E então, Tamara encontra Marcus, um charmoso bibliotecário itinerante, que faz com que sua vida pareça ficar um pouco menos dura, enquanto perambulam pelo vilarejo em que agora vive, bem como em suas adjacências. Além de se perder dentro da história de alguns livros, e nos lábios de Marcus, é nessa biblioteca itinerante que Tamara acaba descobrindo o estranho livro que a faz capaz de saber a respeito de seu dia seguinte.

- O que você pegou ai?
- Não sei, não tem titulo na capa.
- Veja na lombada.
- Também não tem, já vi.
Ele pegou uma pasta ao lado e lambeu o dedo, antes de folhear alguma páginas.
- Qual o nome do autor?
- Não tem nome do autor.
Após franzir a testa, ergueu os olhos.
- Impossível. Abra-o e veja o que esta escrito na primeira pagina.
- Não posso. - Ri. - Está trancado.
O livro tinha as páginas fechadas com uma barrinha dourada, presa à qual se via um pequeno cadeado, também dourado.
Mas talvez seja ai que se encontra a grandiosidade do livro de Cecelia: o livro é apenas um dos elementos deste romance, e que no fim das contas, ao menos para mim, nem é o elemento principal. Acontece que Tamara foi morar com parentes que não conhecia muito bem. Seu tio, Arthur, é um homem que se comunica de forma extremamente econômica. Expressasse na maior parte do tempo por fungadelas, o que a exaspera enormemente.

Já sua esposa, Rosaleen bem, há alguma coisa acontecendo. Algo relacionado a um grande segredo do passado, e que parece envolver as ruínas de um velho castelo que parece assombrar as cercanias. Isso aliado ao alheamento de sua mãe, negada terminantemente por ..., sua mãe idosa que mora numa casa anexa, mas que vive com alguém que produz interessantes artesanatos de vidro, e um convento com uma irmã que parece errar constantemente sua idade ...

Acaba que "O Livro do Amanha", se transforma em um thriller psicológico eletrizante, que faz com que as páginas praticamente se virem sozinhas, com uma trama extremamente elaborada, e um final de tirar o fôlego. E, subentendido, uma lição mais profunda sobre a perenidade da vida, que se insinua pelas palavras sem fazer nenhum esforço. 

Virou, sem fazer nenhum esforço, um de meus livros favoritos! Um dos melhores que já li neste ano com certeza. Recomendadíssimo!




5 comentários :

  1. Eu também não li nem assisti PS. Eu te amo. AINDA rs. Isso porque a sinopse, as resenhas que li quando saiu o livro aqui no Barasil, não me envolveram muito também, sabe parecia ser um clichê bem vazio.
    O livro dela que li e me fez mudar de opinião foi o "A vez da minha vida". De fato tem vários clichês sim, mas a Cecelia escreve de maneira tão gostosa que tudo se encaixa tão bem que essas coisas "fantásticas" (livro que conta o amanhã, encontro com a sua vida, cartas de alguém que já morreu...) tornam-se parte da realidade facilmente.
    Esse 'O livro do amanhã' é um dos que tenho namorado muito ultimamente. A verdade é que quero todos os livros da Cecelia, falta adquirir esse e o "Simplesmente Acontece". Já tenho "O presente", "Ps eu te amo" e o único que li por hora "A vez da minha vida".



    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  2. Uau adorei a sinopse, e a propósito amei a resenha. Gosto deste tipo de livro e ele já esa na minha wishlist :)

    Vanessa
    Blog Closet de Livros

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris