sexta-feira, 10 de julho de 2015

Resenha: "Atrás do espelho" (A. G. Howard)



Por Marianne: Recebi Atrás do Espelho (continuação de O lado mais sombrio resenhado aqui) não muito animada. A primeira parte da saga de Alyssa no País das Maravilhas apesar de intrigante não me prendeu como eu gostaria. E lá fui eu entrar nesse mundo de fantasia na continuação que dessa vez trás Morfeu, o homem libélula, na capa (que como eu já falei na primeira resenha continua fraquíssima, com muito photoshop e sem muitos atrativos).

Mas vamos à história. Alyssa está seguindo sua vida após todos os acontecimentos no País das Maravilhas. Sua mãe saiu do hospício e voltou pra casa, seu relacionamento com Jeb corre muito bem e ela não precisa mais se preocupar com o que acontece ou deixa de acontecer no “outro mundo”. 

Mas as coisas não estão correndo tããão bem quanto parecem. Alyssa tem muito dificuldade em lidar com a mãe, já que as duas passaram tanto tempo separadas. Sua insegurança no seu relacionamento com Jeb a deixa com muito ciúme, fazendo a moça agir irracionalmente às vezes.

E, pra dar aquele toque especial, Alyssa vem percebendo que algo parece não estar normal no País das Maravilhas. Através de mosaicos que ela constrói nas aulas de artes usando seu próprio sangue Alyssa percebe mensagens de que o País das Maravilhas pode estar correndo perigo. A mensagem fica mais clara quando elementos do mundo de fantasia começam a invadir o mundo real e Alyssa descobre que inevitavelmente uma grande batalha está por vir.

Eu sempre desejei que ele conseguisse substituir todas essas lembranças ruins pelas boas que nós criamos juntos. Mas agora, mais do que nunca, eu percebo que cada lembrança é importante, seja ela boa ou ruim, porque são elas que compõem quem nos tornamos.

Atrás do espelho empolga muito mais que O lado mais sombrio. A perspectiva de uma batalha no mundo real que ninguém sabe quando começa, se já começou e quem está por trás de tudo da um ar meio “Lord Voldemort voltou”. Ou seja, é suspense bom.

Apesar do suspense bem construído e da autora conseguir passar muito bem o desespero da protagonista diante da perspectiva de enfrentar criaturas do País das Maravilhas no mundo real, o livro empaca. Morfeu aparece na escola de Alyssa fingindo ser um aluno de intercambio, mexendo com os sentimentos da moça e a fazendo duvidar da própria sanidade (como sempre). A autora perde muito tempo desenvolvendo a convivência de Morfeu com o mundo real de Alyssa, o que inclui inúmeros trechos onde Morfeu tenta seduzir Alyssa e deixa Jeb com ciúmes... ZZzzzZZZ. Já disse e repito: o romance juvenil nessa história só estraga o que ela tem a oferecer.

E meio perdida nesse roteiro de Malhação a tal batalha não acontece nunca e a continuidade do livro cansa.  Mas, se serve de consolo, Atrás do espelho surpreende muito com revelações da vida de Alisson, mãe de Alyssa, e como foi sua relação como País das maravilhas. Explicações da história que fazem total sentido e vão se encaixando ao roteiro nos fazem pensar que A. G. Howard tem sim muita capacidade de criar uma história fantástica.  E o final do livro é realmente surpreendente.  A autora não teve medo de ousar e me ganhou ali. Só fico no aguardo agora esperando que A. G. Howard mantenha essa coragem e ousadia na continuação de Atrás do espelho.

Se você gosta de fantasia e suspense, vai fundo. Não é a melhor série que já encontrei, mas vale a leitura.

Até a próxima resenha :)




0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris