domingo, 5 de julho de 2015

Minhas Palavras: "O que eu quero deixar para o meu filho"

A coluna "Minhas Palavras" apresenta textos originais, de diversos temas, produzidos pela equipe do Dear Book.

POR: Raquel Morelli
Quando (ou "se") tiver um filho, gostaria de deixar para ele alguns pensamentos e valores que valem mais do que qualquer dinheiro.Vou ensinar a ele que a primeira palavra de seu vocabulário deverá ser o "RESPEITO". (Acredito que hoje em dia isso esteja em falta no mundo).RESPEITO é a palavra chave da vida, pois quem aprende a conjugar corretamente esse verbo no dia a dia vai longe (longe mesmo).Vou explicar que todos os seres humanos são iguais, independentemente de sexo, raça, idade, religião, satuts, orientação sexual ou qualquer outra coisa. Filho, você deve tratar todos da mesma forma. Sem preconceitos e sem o famoso "mi mi mi".E, o mais importante, meu filho deverá se respeitar.Ele deverá respeitar a mim e ao pai dele em primeiro lugar, assim como nós iremos respeitá-lo.Sim, vou respeitar meu filho e as decisões que caberão a ele. Sou a favor do diálogo em qualquer circunstância e acredito que educar não é fácil, mas, quando há o diálogo a chance de dar certo (qualquer coisa) é maior.Serei aberta a ouvir suas opiniões, seus medos, desejos e qualquer coisa, mas saiba que também estarei no meu direito de opinar e argumentar, isso é ser saudável.Sou mais velha que você, filho. Cabe a você me ouvir também.E aí entramos em uma outra parte importante: a escola.A educação que eu tive foi me dada em casa. À escola coube, obviamente, o papel de ensinar. Isso, para mim, é tão claro, mas para alguns pais parece que não.Com meu filho, vou passar exatamente isso: educação. Educação com amigos, professores, diretores, coordenadores e com qualquer outro funcionário da escola.Ei, filho, sua professora não é sua babá de luxo. É, talvez, tão importante quanto eu e seu pai.Lembra a primeira palavra que te ensinei? Respeito. Então...Vou ajudar meu filho a saber conhecer seus próprios limites e jamais fazer algo só porque outras pessoas fazem (errado ou não).Limites. Outra palavra importante que ele vai conhecer. Mas impor limites não é sinônimo de autoritarismo.Meu filho saberá bem a palavra "liberdade" e saberá que a sua liberdade não pode extrapolar a liberdade do outro.São palavrinhas simples, mas que para que se crie bem uma criança e faça dela um adulto responsável e integro, é necessário cultivar desde sempre.Agir com naturalidade perante as diferenças. Isso é redundância, voltemos no respeito.Sim, filho, as pessoas são diferentes e você deve respeitar.Amor aos animais. Incrível como as pessoas maltratam e judiam desses seres indefesos. Vou ensinar a ele que devemos amar e não maltratar, exatamente da mesma forma que fazemos com as pessoas: respeitando.Enfim, a herança maior que vou deixar ao meu filho possui um valor muito grande, o valor de muitas palavras e atitudes. Principalmente o valor do RESPEITO.
(Coloquei "filho" no texto, mas claro que poderá ser filha ou filhos).

0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris