sexta-feira, 14 de junho de 2013

Happy Hour #41 - O amor nas artes

Oi gente! Como vão vocês? Eu estou soterrada de coisas da universidade, mas vamo que vamo! Ah, digam que sentiram minha falta semana passada... Curtiram a Happy Hour #40  e  bombaram o blog de visitas (amei! *-*). Mas a questão é que eu fiz uma confusão enorme de datas e acabaram ficando sem Happy Hour semana passada. Mas não briguem comigo porque eu preparei uma coluna master especial para hoje!

Como essa semana é comemorado o dia dos namorados no dia 12, hoje vamos falar de declarações de amor nas artes. E não há melhor forma de um artista declarar seu amor, que compor uma música, uma poesia, ou até mesmo uma pintura.  Vamos conhecer algumas musas inspiradoras agora?



Helô Pinheiro   [Tom Jobim e Vinícius de Moraes]
Helô Pinheiro, a grande
inspiração
Essa não poderia faltar aqui. A famosíssima Garota de Ipanema! Tom Jobim e Vinicius de Moraes escreveram a canção para a moça quando tinha 15 anos e frequentava a praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. Quem primeiro a notou foi Tom, que costumava observar escondido "a garça que é uma graça", como dizia. O maestro contou a Vinicius sobre a namorada platônica e fez o amigo esperar três dias sentado em um bar para ver a menina passar. 

Impressionados com sua beleza, os dois decidiram compor a melodia, que se tornou uma das canções brasileiras mais executadas no mundo.





Cássia Eller [Nando Reis]
Este aqui eu não sabia. Juro! Mas uma dupla que deu tão certo, poderia imaginar que o grande compositor Nando imortalizasse Cássia em alguma cação. E esta não é nada menos que "All Star".

Eles eram muito próximos e Nando frequentava muito a casa da amiga, que ficava no 12º andar de um prédio no bairro das Laranjeiras no Rio de Janeiro. 








Pattie Boyd - Musa do rock
Muitos a consideram a grande musa do nosso bom e velho rock'n roll. Além de ter sido cantada pelos Beatles nas faixas compostas por George Harrison “I Need You” e “For You Blue”, foi também pensando nela que Eric Clapton compôs um de seus maiores sucessos, “Layla”, de 1971.







Gala Éluard  [ Salvador Dalí ]
Os dois tiveram vários empecilhos para conseguir viver seu amor. Ela era casa, dez anos mais velha que Dalí e ainda havia seu pai que era contra o relacionamento. Mesmo assim, contra tudo e contra todos, eles se casaram em 1934 e tiveram uma filha.


Gala foi personagem de várias telas do artista, como “Galatea das Esferas”, “O descobrimento da América por Cristovão Colombo” e “O Grande Masturbador”.

Galatea das Esferas

O Grande Masturbador

















Sandra Gadelha [Gilberto Gil]
Gil, Sandra (Drão) e a
pequena Preta Gil
Para quem não sabe, esta é a a famosa Drão, da música homônima. Acho essa canção lindíssima!! O apelido foi dado por Maria Bethânia e vem do aumentativo de Sandra. Mas o nome se popularizou na música que Gilberto Gil fez para ela, que acabou virando um dos maiores sucessos de sua carreira.


Os dois foram casados por 17 anos. O compositor escreveu a música em 1981, poucos dias depois da separação. A letra é uma parábola sobre o amor, que não morre – e sim, se transforma. Assim como o trigo, ele nasce, vive e renasce de outra forma. O curioso é que o próprio Gil era um dos poucos da roda de amigos que não chamava a mulher de Drão. Ele e Caetano a chamavam de “Drinha”. 





~//~

Aaah gente, quanta coisa fofa aqui hoje, né?! Poderia ficar horas falando de lindas canções de amor. "My Valentine" do Paul, "Your Body is a Wonderland" ou Daughter do lindo John Mayer, "I Don't Wanna Miss a Thing" do Aerosmith, os belos sonetos de Vinicius(que eu amo) e por aí vai...

Espero que tenham gostado da seleção de hoje. E, convenhamos, não precisa de estar apaixonado para apreciar belas celebrações ao amor. 


Ah! Não deixem de comentar suas críticas e opiniões. Quais autores e/ou obras não podem faltar na celebração do Dia dos Namorados? '-'

Beijos beijos e até a próxima!!



Fontes: Guia dos Curiosos, Rolling Stone Brasil, Sala de Artes

12 comentários :

  1. Ahhh! gostei TANTO desse post!
    A música All Star fiquei impressionada!

    Me lembrou um livro que vi na Saraiva e fiquei louca pra comprar: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/3736070

    =*

    ResponderExcluir
  2. Amo esse tipo de música, essas de agora estão cada vez piores, amei sua seleção.

    ResponderExcluir
  3. Eu realmente tenho que concordar com as suas escolhas!
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aii que LINDO esse post!
    Confesso que tinha algumas histórias que nunca tinha ouvido falar. A da Garota de Ipanema sempre me comove. Adorei MESMO suas escolhas <3
    E realmente poderia passar o dia todo aqui falando sobre canções de amor.

    ResponderExcluir
  5. Adoro algumas musiquinhas ali de cima, gostei do post ;]

    ResponderExcluir
  6. Gostei das musicas, boa escolha nelas =)

    ResponderExcluir
  7. Muitas músicas boas, amei o post.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Muito instrutivo esse post, quantas peculiaridades sobre a vida dessas musas que eu não conhecia, foi bom ter compartilhado.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, só música boa. Simplesmente adoro Nanado Reis e Gilberto Gil. Uma voz mais bela que a outra.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris