sábado, 9 de maio de 2015

[Entrevista] Adorbs Produções e Dona Moça: uma websérie transmídia brasileira (Parte 2)


Olá, pessoal!

Quem perdeu a primeira parte desta entrevista, pode ler aqui. Em uma breve recapitulação, apresentamos a equipe Adorbs Produções, uma produtora de séries exclusivas para a internet, estas inspiradas em grandes clássicos literários brasileiros. A primeira aposta, Dona Moça, é uma adaptação de Senhora (José de Alencar) realizada em conteúdo original que segue a linha transmídia, ou seja, multiplataformas para melhor nos ambientar dessa história. 

Nessa imersão, como bem vimos, os personagens já despontaram nas redes sociais. No twitter, Aurélia Camargo, fundadora da empresa Dona Moça Eventos, comanda junto da sócia e fiel escudeira Fifi as badalações dos eventos paulistanos que realizam. A família Seixas também já deu as caras: Fernando e suas viagens, sua irmã Nic, super fã de GoT, The 100 e Harry Potter, e Mari Seixas, quem trabalha como cozinheira na Dona Moça Eventos.

Essa semana a equipe revelou mais um perfil para acompanharmos: J. Alencar, jornalista e colunista que vai cobrir algumas notícias.  


Agora que estamos bem apresentados, acompanhem comigo mais bastidores de produção com a equipe Adorbs. Para esse papo, conversei com a Jacque (J) e a Maynnara (M); meus breves comentários estão em itálico (K).


~~~//~~~
  

Como foi o processo de seleção de elenco? Pelo que vi recentemente, a Jacqueline anunciou estar definido ^.^

M - Nós dividimos o casting em 3 etapas. Primeiro pedimos que o pessoal enviasse os currículos pro nosso e-mail, daí selecionamos o que mais gostamos e pedimos pra que enviassem um vídeo se candidatando pra trabalhar na Dona Moça, assumindo o papel do personagem e, por ultimo, nós fizemos um teste presencial pra ver a química dos atores juntos. Ficamos bem surpresas, porque na fase inicial recebemos muitos currículos, não só pelo o nosso e-mail, mas também pelo banco de atores. Acho que chegamos a receber mais de 200 cvs nessa história.
Acho que o mais difícil mesmo foi a nossa ultima etapa, porque os atores eram muito bons e queríamos ter vaga para todos eles. Ainda temos planos para o futuro com outras produções e esperamos vê-los de novo. O que nos deixou surpresas é que eles trouxeram visões diferentes dos nossos personagens e ainda assim trouxeram algo que nos agradou.
J - A gente não esperava essa procura toda por parte dos atores. A May falou uma coisa importante: tínhamos atores muito, mas muito bons na etapa final. Acho que o mais difícil foi escolher a Fifi. Três atrizes incríveis e cada uma com uma visão diferente da personagem. Diferente, mas ao mesmo tempo igual (rs).

K – Hahahah e como desempataram?
M - Acho que o que contou mais para o desempate foi a química que os personagens passaram entre si. Como falamos, todos eles eram muito bons, mas os nossos personagens são amigos de anos e seria importante que eles conseguissem passar isso para os espectadores.
J - Tinha que ter aquela intimidade toda. Não queríamos atores e atrizes fingindo ser amigos. Queríamos que eles parecessem amigos MESMO.
K - Uma coisa que achei legal da parte de vocês foi ter iniciado os personagens nas redes antes mesmo da escolha dos atores. Geralmente a gente vê, nas outras webséries semelhantes, que os perfis surgem com as fotos dos seus respectivos atores. E aí surgiu essas figuras de Dona Moça com avatares e ainda assim pareceu uma coisa natural.
M - O que queríamos na verdade era aproveitar o período antes do lançamento pra testar de fato a nossa transmídia, ver o que daria certo e o que poderíamos evitar quando já estivéssemos com tudo pronto.
J - Sem contar que o comportamento deles nas redes sociais serviu de guia para os atores estudarem os personagens.
K - Verdade! Foi então um experimento com muitos ganhos já de entrada.

  
Para uma dedicação a esse projeto, vocês têm planos para crowdfunding* (financiamento coletivo)?

M - Temos planos de fazer um crowdfunding ao fim da primeira leva de episódios (os 10 primeiros).
J - Aguardem que teremos perks (recompensas) muito legais para quem ajudar a financiar o restante dos episódios.
K - \o/ Esses episódios vão ao ar antes de lançar o financiamento, ao longo ou depois?
M - A ideia é que quando começarmos a campanha nós ainda tenhamos alguns episódios dessa primeira leva para serem exibidos durante. E como o processo de financiamento e entrega do dinheiro demora um tempo, temos também alguns projetos da Adorbs para entrarem no ar enquanto a segunda parte da série não volta.
J - Podemos dizer que vocês não terão apenas uma websérie. Vem mais coisa por aí. Mas se eu contar mais vamos estragar a surpresa.
K – Huuuuuuuuum *olhinhos de curiosidade*


Afinal, é preciso ler/ter lido Senhora para acompanhar Dona Moça?

(sneak peek do primeiro episódio)
J - Eu acho que não.
M - Assim como nas outras webseries, é possível entender a Dona Moça sem ler o livro.
J - Da mesma forma que outras webséries e quaisquer outras adaptações, elas contam uma história solo. Claro que ler o livro pode ajudar a entender referências escondidas, piadinhas e outras coisitas. Mas não é estritamente necessário.
K - E assim vocês abrem a série para mais público, além do próprio convite a ler José de Alencar.
J - Exatamente.
M - O que queremos na verdade é aproximar mais os nossos clássicos do público final, trazendo uma linguagem mais próxima do que vivemos hoje.
J - Nossa meta é popularizar a literatura brasileira entre a geração que já nasce usando internet. Dona Moça é o primeiro projeto, mas sonhamos em fazer mais – não necessariamente no formato de websérie – mas definitivamente com a mesma temática.

[Mais informações sobre as adaptações de Senhora, 
a Adorbs preparou um material aqui]


Para quando está programado o início do vlog oficial da série?



M - Estreamos na quarta-feira, dia 27 de maio, e esse vai ser sempre o dia das nossas postagens.
K - Uia! Tá tão perto!
J – AHAM! Mais do que você imagina :)
M - Muuito, por isso estamos ficando cada vez mais ansiosas hahahaha Estamos com o cronograma pronto para todo o período da serie, tivemos algumas mudanças na parte de produção, mas a data de estreia se manteve a mesma.
  

Bônus: Podem revelar alguma trilha sonora da série? ^.^


J - Não temos dinheiro para pagar uma trilha sonora hahahahha Referências musicais vocês terão o tempo todo. Os títulos dos episódios são letras de músicas. Mas certos personagens também terão contas no 8tracks, que é um site e aplicativo para criar mixtapes. A gente pode sentir um pouco do humor deles através da criação dessas playlists.


~~~//~~~



Espero que nossos leitores (e agora espectadores) tenham gostado. Agradeço às garotas da equipe Adorbs pelo papo, curti demais! Desejo MUITO SUCESSO e que espalhem BASTANTE AMOR nesse projeto super bacana <3

Daqui já faço uma chamada de Entrevista de Leitura para a coluna Littera Feelings àqueles que estiverem se aventurando pela primeira vez em Senhora (ou outro livro, sem problema). Para mais informações sobre os requisitos dessa entrevista, vejam as edições anteriores aqui.

[A Adorbs indicou onde encontrar Senhora – os livros]


Até a próxima empreitada!


Kleris Ribeiro.


Observação:

Crowdfunding* - Financiamento coletivo que arrecada capital para uma dada iniciativa.

Um comentário :

  1. Nossa, quanto tempo eu não ouço falar desse livro!! Na verdade, lembro de poucas coisas, porque na época eu tive que ler por obrigação.. rsrs Mas, vou querer acompanhar os primeiros vídeos... tomara que a webserie faça sucesso! =)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris