sexta-feira, 15 de maio de 2015

Resenha: "A Primeira Noite" (Marc Levy)

Por Sheila: Oi pessoas? Como vão vocês todos? Tudo tranquilo? Trago a vocês hoje a continuação de um livro de Marc Levy, já resenhado no blog aqui. O livro Primeiro Dia - e, sim, neste caso você terá de ler o primeiro livro para poder entender o segundo - virou um best-seller sem esforço, e terminou de um jeito AH MEU DEUS EU NÃO ACREDITO NISSO.

Aos que tiveram que esperar pelo lançamento da continuação, muito dó. Mas como eu recebi os dois livros juntos, ao terminar o primeiro pulei direto para este. Para quem ainda não leu o primeiro e não gosta de estragar as surpresas, recomendo parar a leitura por aqui, pois no próximo parágrafo vou falar um pouquinho sobre como o primeiro terminou.

Bom o primeiro terminou numa grande expectativa. Afinal, Keira e Adrian estavam na China, foram perseguidos, jogados em um rio, e Keira ... morreu. Como a moda de matar personagens anda muito em voga, e eu me recuso a ler a parte de trás dos livros, por que muitos já me "entregaram" a história, eu fiquei numa dúvida tremennnnnnnnnnndda sem saber se, de fato, ela havia morrido.

Mas enfim, Adrian volta para casa, viajando logo em seguida para a Grécia, com o coração desolado pela perda. Tão desolado, que ele até mesmo abandona a grande busca pelos artefatos que ele e Keira vinham realizando juntos.

Aliás, o grande mistério do primeiro livro eram estes artefatos. E que, vamos descobrir, parecem revelar os segredos sobre a criação do nosso mundo. Só que há uma espécie de grupo, ainda não nominado, que é contra esta busca, preferindo que esta verdade mantenha-se escondida. Tudo leva a crer que tenha sido este grupo, inclusive, que cometeu o atentado contra a vida de Adrian e Keira.

Mas a dor para Adrian, que encontrara uma antiga namorada - que, na verdade, nunca tinha esquecido - e agora perdia a pessoa que acreditava ser o grande amor de sua vida, é imensa. Até que uma misteriosa foto, faz com que Adrian acredite que nem tudo estava perdido.

O livro começa  a ser narrado por Walter, Administrador da faculdade de Adrian e seu amigo, que faz um pequeno resumo dos acontecimentos acontecidos até então. E é na voz dele que ficamos sabendo da possível sobrevivência de Keira, através de um pacote enviado anonimamente da China.

Dentro havia alguns pertences que Keira e ele tinham deixado num monastério e uma série de fotografias, nas quais imediatamente reconheci Keira. Havia em seu rosto uma estranha cicatriz. Uma cicatriz que eu nunca havia visto ate então. Informei Ivory, que acabou me convencendo de que aquilo era uma prova de Keira ter sobrevivido.

Walter simplesmente não consegue se conter, contando a Adrian sua descoberta. Este, se lança em uma viagem que tem muito de onírica pela China, a fim de descobrir o paradeiro de Keira e resgata-la onde quer que estivesse sendo mantida.

Com isso, a procura dos outros artefatos parece se perder um pouco, ficando o início do livro focado nas buscas por Keira e no romance entre os dois. Mas quando os dois retomam a busca, ela continua tão tensa e alucinante quanto no primeiro livro.

Eu só queria chegar ao final deste livro para saber, afinal de contas, qual o segredo da criação do mundo. Realmente não esperava pelo que foi revelado. Achei o final surpreendente e muito bem elaborado e escrito, assim como toda a trama.

Mas não concordo com o final. Não concordo MESMO! O que não quer dizer que ele não foi brilhantemente escrito, e entrou para a minha lista de favoritos - mesmo não concordando (em parte) com o desfecho. Se alguém também já leu, comente aí o que acharam! Abraços e até a próxim@.





2 comentários :

  1. Ok, só li o início da resenha (parei porque ainda não li o 1º livro).
    Só to passando mesmo pra dizer que Amo o Marc Levy e olha que só li 2 livros dele, mas esses citados aí na resenha estão na minha lista de próximas leituras.



    Beeijos

    ResponderExcluir
  2. Parei nos primeiro parágrafos igualmente seguindo seu aviso kkk. Porém conheço o autor de nome pelo filme baseado em seu romance, o E Se Fosse Verdade.

    Gosto de livros com histórias assim, com mistérios e continuidade. Parece que enquanto nós lemos, um filme ou série se passa em nossa mente.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris