quarta-feira, 9 de março de 2016

Resenha: "Sonho Febril" (George R. R. Martin)

Tradução Luis Reyes Gil
Sinopse: Uma reinvenção original e fascinante das histórias de vampiros pelas mãos do mestre da fantasia moderna George R.R. Martin.Quando o falido capitão Abner Marsh recebe uma oferta de sociedade de um rico e sinistro aristocrata chamado Joshua York, ele até chega a desconfiar que algo está errado. Mas nada que a possibilidade de receber milhares de dólares em ouro e construir o barco dos seus sonhos não possa fazê-lo mudar de ideia.Assim surge o Sonho do Fevre, o melhor e mais potente barco de todo o Mississipi. Uma embarcação magnífica que, ao navegar pelo rio, vai deixando pelo caminho uma coleção de histórias sombrias. Movido pela força do vapor, o Sonho do capitão pode se transformar no maior pesadelo da humanidade.Fonte: Skoob

Por Eliel: Já conhecemos o tio Martin pela incrível Crônicas do Gelo e do Fogo (Guerra dos Tronos), mas já pensou se ele resolve escrever sobre vampiros? Ele fez isso mesmo, vampiros nas hábeis mãos do mestre assumiram uma roupagem inimaginável. Se você achava que ele era bom apenas em matar protagonistas, vai se surpreender quando ele reinventar os tão polêmicos vampiros da literatura.

O bem e o mal são mentiras, tolices, bobagens criadas para perturbar homens sensíveis e honestos.

A história se passa no auge das navegações à vapor no Rio Mississipi, por volta dos anos 1850. Abner Mash, é um velho capitão que sonha em possuir o barco mais veloz e mais belo que já se ouviu falar, porém sua companhia anda meio ruim das pernas. Eis que surge um jovem e misterioso, Joshua York, que lhe oferece sociedade e dinheiro suficiente para realizar o sonho de Mash. Em troca de tamanha generosidade ele só pede que não haja perguntas sobre suas excentricidades e de seus convidados.


Mash aceita os termos e logo já está com seu navio dos sonhos, o Fevre Dream, pronto para iniciar sua aventuras pelo rio. Mas os mistérios já começam na primeira noite de viagem. As perguntas serão inevitáveis, mas Mash é um homem discreto. Mesmo que os hábitos noturnos de York e seus convidados e as notícias estranhas que chegam à seus ouvidos o incomodem, ele permanece leal ao seu sócio. Pelo menos por enquanto.

Abner Mash tinha a intenção de recusar a oferta de York. Precisava muito do dinheiro, mas a era um homem desconfiado, não habituado a mistérios, e York estava pedindo para ele deixar muita coisa por conta da fé. A oferta lhe parecia boa demais. Marsh tinha a certeza de que algum perigo estava à espreita em algum lugar, e que ele só pioraria as coisas se aceitasse. Mas agora, depois de ver a cor da riqueza de York, sentiu que sua resolução vacilava.

O Fevre Dream (Sonho Febril) navegará por águas turbulentas de dúvidas e em meio à uma guerra mais antiga que o próprio Mash. Temas históricos são abordados como pano de fundo para essa ficção, por exemplo: as navegações à vapor, questões raciais e escravagistas, além dos próprios mitos relacionados aos vampiros.

O mundo era um lugar terrivelmente estranho, pensou, onde tantas coisas podiam mudar no intervalo de um dia.

Você vai perceber que as personagens são construídos com muitas camadas de profundidade na sua personalidade que já são características conhecidas de Martin. Ele criou uma nova origem para esse tema tão recorrente nos livros depois de Bram Stoker. Digamos que é uma volta às origens do horror.

Curta o Dear Book no Facebook
Siga o @dear_book no Twitter e o @dearbookbr no Insta

Um comentário :

  1. Aguardo o lançamento do livro. Acompanho atualmente as séries Games of Thrones e Wild Cards.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris