sexta-feira, 30 de julho de 2010

Resenha "A beleza está nos olhos de quem vê" - Camila Cury


Definitivamente, eu tenho uma frase de peso para lhes dizer hoje: “A beleza está nos olhos de quem vê”! Sim, e ela está mesmo, nos meus olhos, no seus olhos e nos olhos das outras pessoas, mas ver nem sempre quer dizer, enxergar, não é? Muitas vezes, olhamos no espelho e vemos algo que não gostaríamos de ver, sempre surge um defeitinho (mulher nunca está satisfeita! rs), uma dobrinha, ou um culote, uma estria, enfim, mulher é assim e o natural é nunca se elogiar, mas depreciar-se sempre... Isso é errado! E sabe por quê?
No livro “A beleza está nos olhos de quem vê”, de Camila Cury, filha do autor Augusto Cury, lançado pela Editora Sextante, ela nos conta diversas histórias e fatores que nós desconhecemos e que acontecem em nossa cabeça. Se depreciar é algo totalmente ofensivo e perigoso a nós, é algo que nunca pode ser apagado de nossa mente e ela explica o fenômeno e o processo todo que se desenvolve, iniciando pelo Registro de Memória Automática, que depois se torna uma janela killer, ou seja, tudo o que nos faz temer, não gostar, depreciar, tudo mesmo, é guardado nessa janela killer e, uma vez guardado não pode ser apagado... Irá conviver conosco sempre, mas ele pode ser editado, questionado, e isso depende de nós!



No decorrer do livro, Camila, discute diversos fatores, personalidades (como Yoko Ono, Michael Jackson...) e histórias, inclusive a dela. E é fácil perceber o quanto, nós, dilaceramos com nosso corpo, mente e coração. É incrível e assustador o que a mente e simples comentários podem despertar em nós. Confesso que fiquei assustada e agora sei que não devo me prejudicar, mas sim me amar. Entrar em um eterno romance comigo, me conhecer, me adorar... Para depois, quem sabe, eu amar alguém. E isso não acontece só comigo, mas com muitas pessoas que pensam amar o relacionamento, ou alguém, antes mesmo de se amar e isso, como pude ver, é impossível.

Quando você deixa de se amar, ou nunca se amou, é impossível amar ao outro e fazer com que a relação seja benéfica e dê certo. Há muitos relacionamentos, por exemplo, que chegam ao seu fim por motivos banais e ela também cita isso, e eu vou citar apenas um exemplo: Você deve ter algo que não agrada, não tem? Barriga, seios, culote, celulite, coisas poucas, pequenas que não te fazem melhor e nem pior. E isso passa despercebido, sabe por quê? Porque a pessoa que a ama e está ao seu lado não percebe nada disso, pois você é um verdadeiro presente na vida dela, e ela sabe o quanto adora passar os momentos, e as finitas horas ao seu lado, porém, como tudo tem um porém e um mas, você acaba com essa sensação de frescor, alegria, romance e sex appeal quando insiste em plantar seus descontentamentos, não só em sua mente, mas na mente de seu parceiro. 

Aos poucos o que passava despercebido e ele até gostava, acaba se tornando impossível de suportar. E quem é o culpado disso? Não é o seu parceiro não, mas você, fora tu que procuraste... Pense nisso! Não faça um antimarketing de si, não perca horas e uma vida de alegria por algo que não é maior que você. Você é a maior beleza do mundo, é única... Sua forma já foi destruída, pois ninguém pode ser tão especial quanto você... Cada um tem a sua autoimagem, o seu biotipo e a sua mente.
"Sim, a partir de hoje eu me sentirei bela pelo que eu sou."
Cabe a nós, nos cuidarmos sim, e repito: Se cuidar, sim! Ferir o corpo, não!

"Sim, todas nós, mulheres – judias, muçulmanas, africanas, europeias, chinesas, americanas, brasileiras -, somos diferentes nas características, mas iguais na essência."
Por isso, de hoje em diante, caras amigas, passem mais horas diante do espelho, mas ADMIRANDO-SE, sorrindo, olhando para os seus traços marcantes, seus olhos bonitos e sonhadores, sua boca charmosa, seu sorriso... Encontre a sua essência e não perca-a, pois você é única!

"A beleza, da estética ao conteúdo, está nos olhos de quem interpreta, sente, vive."

17 comentários :

  1. Linda resenha, Paula! Quero muito ler esse livro! Parece mt bom!
    Td q vc disse ai é verdade, qd estamos insatisfeitos fazemos o "antimarketing" e as pessoas q ñ reparavam nossos defeitos começam a reparar... a beleza ñ tem um padrão unico, cada qual tem a sua de diversas formas! ^^

    ResponderExcluir
  2. curti muiiiiiito a sua resenha, mas tenho lá minhas dúvidas quanto a esse tipo de literatura meio auto-ajuda....

    ResponderExcluir
  3. Sabe que eu já passei por tudo isso que você disse... Nós nunca pensamos que pode acontecer co agente, até acontecer. Apesar de não curtir muito livros de auto-ajuda, eu vou ler! Você escreveu muito bem tudo isso.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto, queridas, vocês merecem todo o sucesso do blog! Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  5. Parece um excelente livro...
    Essa familia Cury escreve muitos bons livros... Adoro Augusto Cury, tem livros maravilhosos... esse eu acho que ia gostar tb!
    Bela resenha!!!

    ResponderExcluir
  6. Fernanda Giannellasexta-feira, julho 30, 2010

    Adorei a resenha, ficou ótima! Quando sobrar um dinheirinho compro o livro :D Paraben, ficou muito boa!

    ResponderExcluir
  7. Resenha linda! Tenho que ler e parar de cobrar tanto da minha aparecencia para agradar a sociedade!

    ResponderExcluir
  8. Nossa tu escreve muito bem! Não dava nada pra esse livro, mas depois de ler isso, acho que vai ser muito bom pra minha auto estima lê-lo e parar de querer esse padrão impossivel!

    ResponderExcluir
  9. Puxa!!! Me deu uma vontade enorme de ler esse livro: concordo com a Beli, essa familia Cury tem muito conteúdo para nos oferecer. Pesquisei o $$$ do livro e achei superacessível, vou comprar um amanhã. Obrigada pela resenha e por despertar nosso interesse Bjs linda

    ResponderExcluir
  10. Obrigada Paula pela resenha e pela dica. Li o livro e de fato é fabuloso nos faz pensar sobre nosso universo feminino e sobre o quanto nos deixamos levar pela opinião do mundo sem considerarmos em primeiro lugar o que somos. Para a Maria Antonia: indico esse livro também, custa R$ 17,00.Abços

    ResponderExcluir
  11. Linda resenha, o livro parece ser muito bom, obrigada!!!!

    ResponderExcluir
  12. Bom o livro é interessante partindo do ponto de vista de que concordo muito com que ela diz como por exemplo nós mulheres lutamos tanto por uma liberdade que ainda não temos, pois a sociedade impõe um padrao de beleza onde quem segue tudo bem é amada consegue tudo de seus parceiros, quem não segue é tratada com indiferença e consideram como se essa pessoa não tivesse direito ao amor, no fim todas temos a mesma essência e todas temos necessidades, uma mulher obesa tem tanta necessidade de encontrar alguém que a trate bem pelo o que ela é como uma modelo de passarela, mas eu não gostei da parte em que ela fala das celebridades, principalmente quando ela fala do Michael Jackson,pois nesse ponto ela é extremamente parcial, Michael teve problemas em sua infância teve sim,mas se ele fez.

    ResponderExcluir
  13. pois nesse ponto ela é extremamente parcial, Michael teve problemas em sua infância teve sim,mas se ele fez tratamento para clarear a pele, não foi por não se aceitar, mas sim porque realmente havia sido diagnosticado com um quadro super avançado de vitiligo emocional, onde não se da para corrigir as manchas ou reverte-las, falo isso com quase 100% de segurança, pois li sobre vitiligo em sites de dermatologia, o legista que fez a autopsia afirmou que Michael tinha mesmo vitiligo e a própria aparência do Michael, sabem certa vez tirei uma foto da foto do Michael na época do clipe Bilie Jean e ao aproximar muito essa foto em um efeito que tenho no meu celular dava para ver claramente as manchas no seu rosto, outro fator Michael começou a ficar mais claro após o acidente que sofreu no comercial da pepsi e nessa mesma pesquisa que eu fiz um dos sites fala claramente sobre o desencadeamento de vitiligo em pessoas que sofreram traumas na infância, principalmente quando no inicio da fase adulta essa pessoa sofre algum tipo de trauma físico em lugares sensíveis do corpo, como couro cabeludo, virilia e cotovelos.

    ResponderExcluir
  14. . Outra coisa que ela diz é sobre a questão das crianças, ela não entra muito em detalhes mas novamente é tendenciosa quando cita o pagamento de um dos casos de acusação contra o Michael no caso da pedofilia, primeiro não podemos afirmar com certeza absoluta nada, pois não conhecemos Michael pessoalmente para ter um impressão mais precisa, mas por tudo que Michael dizia e pelo seu comportamento como um todo, Michael era inteligentíssimo, para deixar primeiramente um caso como esses ir para a mídia e só depois fazer um acordo isso é apenas um sinal de que ele não queria pagar nada para o pai desse menino, outro fator importante de se perceber nessa história, é como esse menino falou o que falou sobre as circunstâncias que ele falou, simplesmente esse mesmo pai que se dizia preocupado com o bem estar do seu filho injetou no proprio filho uma quantidade significativa de uma droga alucinogena chamada Amital mais conhecida como droga da verdade, só que essa droga depois de vários estudos comprovaram se que dependo da forma como se questiona a pessoa que esta sobre efeito dessa droga ela acaba criando uma realidade dentro do seu inconsciente, como o próprio pai do garoto diz as perguntas foram objetivas e fechadas,então será que não teria esse garoto criado uma distorção dos fatos em sua mente sem que ele mesmo percebesse? A outra acusação então nem se fala, geralmente em casos de pedofilia é normal que a criança mude de discurso, mas nesse caso estamos falando da família inteira mudando de discurso, alegaram simplesmente que Michael havia sequestrado eles, Mas no próprio julgamento que inclusive foi televisionado o advogado do Michael consegue provar que nos dias em que a mãe do garoto disse estar em carcere privado na casa do M.J ela na verdade estava livre circulando por salões de beleza emfim e até então que surge a pergunta do próprio advogado do M.J "Quantas vezes meu cliente deixou você entrar e sair do lugar onde você disse ter ficado presa?". Bom tudo o que falaram de Michael nesses sentidos me irrita muito, não por eu ser fan dele, pois não me considero fan porque fanatismo me incomoda muito também, mas porque estamos falando de um cara que teve a sua infância tirada, a sua privacidade tirada, o seu orgulho ferido e e sua vida, as mesma pessoa que publicavam o que publicavam que derrubaram a carreira artística do Michael, foram as mesmas que mandaram aquele " médico " tirar a vida do Michael, outro fator Michael poucos dias antes de morrer falou sob efeito de morfina sobre a sua relação com crianças e até o ultimo momento ele repetiu oque sempre disse, "convivo com crianças pois não tive infância eles são como meus filhos". Levando em consideração que Michael estava sobre efeito de morfina, ou seja morfina como amital são drogas, porem morfina não é uma droga que cause os mesmos efeitos que droga da verdade e não se tratava de nenhum interrogatório Michael estava simplesmente divagando como Michael estava sem a presença do seu consciente naquele momento não havia preocupação com publico imagem etc, eu posso dizer ele foi sincero, agora falaram o que falaram dele pois Michael após uma aquisição que ele fez de diversos catálogos tornou -se concorrente de muitas gravadoras fortes no mercado, para quem entende de industria fonográfica sabe bem como a coisa funciona.Bom em resumo Michael era sim uma pessoa com muitos traumas e depressivo não gostava do seu nariz , mas não era louco, não era racista e após fazer uma pesquisa ampla verifiquei que existem muito mais evidencias de inocência do que culpa.Para mim livros que te condicionam a um raciocínio não são muito confiáveis.

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pela resenha, mas Augusto Cury não me interessa muito no momento, rs

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris