segunda-feira, 1 de agosto de 2011

[Gastronomia & Literatura] Maria Antonieta - A Última Rainha da França

Minhas aventuras dentro da cozinha e da biblioteca me levaram bem longe nessa semana. Revirando algumas páginas de livros aleatórios encontrei um que rapidamente me fez lembrar daquelas aulas de História quando o professor discorria sobre a Revolução Francesa.

O assunto de hoje é Maria Antonieta. O livro é baseado em diários, cartas e documentos de arquivos austríacos e suecos, este livro deixa para trás a imagem caricata com que a história costuma retratar Maria Antonieta, e proporciona vívidas descrições da rainha, de seu círculo íntimo e da extravagante corte de Versalhes – um retrato psicológico que não deixa espaço para ambigüidade.

Com uma narrativa envolvente, a historiadora francesa Evelyne Lever conduz o leitor pela conturbada e sanguinária trajetória de Maria Antonieta – a vida junto à família em Viena, o casamento precoce por interesses políticos em Versalhes, a corte francesa, o tédio, a hipocrisia, a solidão.

Os grandes aliados e os inimigos implacáveis. Divertimentos extravagantes, escândalos, intrigas, paixões. As rebeliões camponesas, a queda da Bastilha, o ataque a Versalhes, a reclusão nas Tulherias, a multidão enfurecida em Paris, o encarceramento e a guilhotina.

Foi exatamente esta biografia que inspirou o filme Maria Antonieta, dirigido por Sofia Coppola e interpretado por Kristen Dunst. A cineasta se baseou na obra de Evelyne Lever por achar que a historiadora deu um caráter mais humano à rainha em sua biografia e ainda contou com a sua consultoria técnica de Lever, durante a produção do filme.



Confesso que tanto o livro como o filme são excepcionais. Atribui-se, a Maria Antonieta, a famosa frase: "Se não têm pão, que comam brioches", que teria sido proferida a uma de suas camareiras certa vez que um grupo de pobres foi ao palácio pedir pão para comer, que acabou sendo usada contra ela durante a Revolução Francesa (1789-1799). Por isso, revirei os meus livros de receitas para trazer para vocês esse clássico da cozinha francesa: Brioches!

Você vai precisar:
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 60 g de fermento fresco (biológico)
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 kg de farinha de trigo
  • 200 g de manteiga
  • 6 ovos
  • 2 gemas para pincelar
Prepararo:

Coloque o leite condensado dentro da lata na panela de pressão, cubra com água e cozinhe por 45 minutos.

Deixe esfriar antes de abrir. Reserve.

Dissolva no leite o fermento e o açúcar. Acrescente um pouco de farinha para obter uma massa bem mole.

Deixe crescer até dobrar de volume.

Junte à essa massa fermentada, o restante da farinha, a manteiga e os ovos.

Sove bem, divida a massa em duas partes, formando dois rolos compridos.

Corte cada rolo em 20 pedaços. Com cada pedaço, faça uma bola maior e outra menor.

Coloque a maior em uma forma de empada (lisa ou franzida) untada e faça uma depressão.

Coloque aí uma colher (chá) do leite condensado cozido. Pincele a borda com gema e coloque a bola menor cobrindo o recheio.

Ao terminar de montar os brioches, pincele todos com gema.

Deixe-os crescer por 20 minutos .

Leve ao forno 200°, por 30 minutos aproximadamente.

Então pessoal? Faltou pão... façam brioches haha até a semana que vem... Não deixem de enviar suas opiniões e...
Boa Leitura e Bon Apetit

12 comentários

  1. Adorei a resenha! Esses livros sobre personagens históricos são muito interessantes. E o brioche então? Deu até água na boca...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, muito criativo!! :D
    E ótima dica de livro, lerei um dia.

    ResponderExcluir
  3. Sabe que eu pensei em cupcake vendo isso aí? XD

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o post!!!!!
    Não sou muito ligada a história, principalmente por ter sempre dormido nas aulas...kkk (sou mais exatas e biológicas).
    Adorei a parte dos brioches...deu ateh fome!!!!!

    ResponderExcluir
  5. bem bacana esse livro deu muita vontade de ler ^^ e claro comendo brioches

    ResponderExcluir
  6. Eta, essa mulher era da pá virada,hem? Se bem que nada como um briochizinho para o cafe da tarde.rsrs.Nem me fala em revolução francesa.Gostei muito do post pena q sempre q leio me da uma fome...

    ResponderExcluir
  7. e é bonito alem de tudo hahaha, me da fome so de ler!

    ResponderExcluir
  8. Hmm... que delícia de dica! *-* Fiquei até com fome agora... kkkk
    Adoroo a culinária francesa. Embora tenha alguns pratos bem diferenciados, a maioria dos sabores que eles criam são bem únicos e característicos da cultura. Quando eu tiver a oportunidade, irei provar um desses! ~

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie..Que legal esse livro!! Gosto de livros que retratam coisas , fatos reais.. :)

    ResponderExcluir
  10. Eu conheço o filme, mas não sabia que é baseado em um livro. Eu adoro História, muito mesmo, tenho até pesquisado uns livros para comprar, e Maria Antonieta - A Última Rainha da França já entrou na minha lista. Minhas aulas favoritas na escola sempre foram História e Matemática, uma nada a ver com a outra néh? Adorei a receita do brioche, eu gosto muito. Acho que vou parar de olhar esse post, ficar falando de comida, dá uma fome, falando nisso estou com fome, rs.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o filme, o livro tem a capa lindaaaaaaaaa, mas infelizmente ainda não li.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato