terça-feira, 9 de outubro de 2012

Filme: "Maus Hábitos"


Hoje vou resenhar um filme que aborda um assunto mais do que sério, pessoal: distúrbios alimentares.

Este filme está recomendado no livo "Filmes Essenciais, Os Melhores Filme Novos". Bom, primeiramente eu gostei de saber que é um filme Espanhol. Para fugir do “estereótipo” americano.

A primeira cena já explica basicamente como as coisas se entrelaçarão ao longo da história: Ramon se afoga comendo e sua sobrinha reza enquanto todos tentam ajudá-lo. Tudo dá certo.
Só que eu achei os fatos um tanto quanto confusos. Principalmente no início. A freira, a mulher, Helena, a criança, Linda.


Por exemplo: em menos de um minuto, a mulher se casa, tem a filha e pronto, a menina já está maior, indo no médico para perder peso.

Achei, no inicio que ela tinha uma doença, mas pude perceber que a doente na história é a mãe, fazendo as maiores loucuras para ela perder peso.



Um ponto positivo do filme foi abordar o tema entrelaçando o distúrbio alimentar com duas coisas: a religião e o sexo.

A Freira faz um regime maluco, onde tudo que ela mais teme é uma tempestade. O marido de Helena e pai de Linda em uma cena de sexo com a mulher diz para ela que está completamente magra e ele não gosta disso.
Dias depois, ele conhece uma garota gordinha e vive mil e uma aventuras sexuais com ela, não deixando de lado a comida. (É, eles literalmente comem durante o sexo) hehehe

Piadas a parte, esse filme não tem nada de comédia. É um drama, sim e um tanto extremista. Achei um pouco exagerada algumas cenas da Helena e sua paranóia pelo emagrecimento dela mesma e da filha (por exemplo:a cena do bolo de aniversário. Ela come um mísero pedaço e vai ao banheiro. Fica sub entendido que ela foi vomitar).

Logicamente, o filme aborda esses fatos que, sabemos, estão presentes no dia a dia de muita gente. E o tal “extremismo” é justamente para alertar os espectadores, para mostrar todos os dois lados de uma mesma moeda.
Achei uma cena muito forte em termos de palavras e de muito efeito, sobre a loucura de Helena: um garotinho, amigo de Linda diz para ela que “Sua mãe prefere ver você morta do que gorda”. Aqui é, talvez, o maior exemplo do extremismo do filme.

Porém, o marido de Helena é gordinho e eu pensei ao final: “Se essa mulher odeia tanto as pessoas gordas, por que ela foi se casar com um?”
Enfim, um filme bacana na mensagem que quer mostrar, mas que ficou um tanto quanto preso a clichês.

Também não gostei muito do título. Ao lê-lo, você tem a impressão de se tratar de algum tema diferente do abordado. Fica "menos" estranho se você pensar na Freira, que usa o "hábito".  Mas não é um filme só sobre freira.Ele (o título) não revela sobre a história. O que, ás vezes, é melhor. Mas, se tratando de filmes, acho que a maioria dos expectadores preferem um título que seja mais nítido. Por exemplo, "Regimes?"... Mas, fica claro sobre a história ao ver o poster oficial do filme.


Gostei bastante da trilha sonora, ela combinou com as cenas, com a história e com as personagens (tão diferentes e tão iguais) e também do final.
"Maus Hábitos"(2007) 

ONDE ASSISTI PELA 1ª VEZ: No computador
QUANDO: em janeiro de 2012
PORQUE EU ESCOLHI ESSE FILME: Porque era um dos filmes queestavam indicados no livro "Filmes Essenciais" e em um sorteio, resenhei para o Cineclube
O QUE EU SABIA DE ANTE MÃO:
-Que era um filme espanhol
-Que estava indicado no livro
DIRETOR DO FILME:Simón Bros
QUEM SÃO OS ATORES PRINCIPAIS: Ximena Ayala, Alejandro Calva, Emilio Echevarría, Patricia Teyes Spíndola, Milagros Vidal, Héctor Téllez, Elis Vicedo, Aurora cano Marco Trevinõ, Elena de Haro
QUE TIPO DE FILME É: Drama
DURAÇÃO APROXIMADA:103 minutos
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 anos
COMO É A HISTÓRIA PINCIPAL: “Matilde é uma jovem freira convencida de que a fé move montanhas. Ela secretamente inicia um jejum místico para impedir uma inundação que ela acredita estar por vir. Elena é uma mulher linda e magra que tem vergonha do peso de sua filha, Linda, e pretende fazer de tudo para que ela esteja linda no dia de sua Primeira Comunhão. Enquanto isso, Linda está disposta a se defender até a morte para escapar do orgulho da mãe. Ao mesmo tempo, Gustavo, o pai de Linda, redescobre o amor nos braços de uma estudante cujo apelido é Gordinha e que está igualmente apaixonada por comida. MAUS HÁBITOS é a história de três mulheres cujos hábitos alimentares determinam e dominam suas vidas de formas muito extremas.” (Cinepop)
O FILME CORRESPONDEU OU NÃO ÀS MINHAS EXPECTATIVAS? Correspondeu pelo fato de abordar o tema polêmico de forma extremista, fazendo o telespectador se chocar. Porque, penso que, ás vezes, para lidar com esse tipo de problema, a melhor forma de mostrá-lo é assim, de forma chocante.
PONTO FRACO:O que eu falei acima. As primeiras cenas um tanto confusas e o título do filme.
UMA CENA: A cena em que o amigo de Linda diz para ela que a mãe dela quer vê-la morta ao ivés de gorda. UAU!
RECOMENDO ESTE FILME: Recomendo. Principalmente se você tem/teve esse tipo de distúrbio ou conhece alguem que tenha
DICAS PARA QUEM PRETENDE ASSISTI-LO:
-Faça pipoca;
-Aproveite o filme!
-Reflita sobre o assunto depois. É muito sério isso, pessoal! Principalmente nesses últimos anos.. Tomem cuidado e nem pensar em virar uma Helena da vida ok?

BOM FILME, 
KELL =)

8 comentários :

  1. Acho que não é um filme que eu iria gostar de assistir. Eu até poderia assistir, mas acabaria não me interessando muito.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  2. Já estive com esse filme na mão para assistir e não gostei do que li na contra-capa. Então desisti. Foi bom, porque eu certamente não iria gostar dele.

    ResponderExcluir
  3. Gizeli Regina Meisterquarta-feira, outubro 10, 2012

    Nada nesse filme chamou a minha atenção. Assistiria apenas se não tivesse nada a mais para ler.

    ResponderExcluir
  4. Não gostei muito do filme, já vi um com a mesma temática, mas era mais interessante.

    ResponderExcluir
  5. Assisti ao filme e gostei muito. Sim, ele é um pouco confuso e tudo mais, mas para mim ele conseguiu passar o que queria. Temas como a religião e padrões de beleza ideal, são um pouco complicados de abordar e a maneira como o filme chega a chocar, é interessante.
    Quanto ao título, acho que o hábito seria no sentido de cotidiano, do que se faz diariamente. Querendo dizer que o que a freira, a mãe e o resto dos personagens fazem coisas ruins diariamente, seja para si próprio ou seja com o próximo.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não assisti esse filme mas parece ser bom. O tema é bem interessante e requer um pouco da nossa atenção! Vou procurar baixar e assistir! Obrigada pela dica.


    Beijos

    Beatriz - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
  7. Não é um filme espanhol, mas sim mexicano.

    ResponderExcluir
  8. Não achei o filme exagerado. Quem conhece pessoas com transtorno alimentar sabe que elas podem sim querer vomitar por comer o que a gente considera um mísero pedaço de bolo. A anorexia é sim, na realidade, um transtorno alimentar bem extremista, a ponto de pessoas acabarem morrendo disso.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris