domingo, 22 de abril de 2012

Resenha: "A Mulher de Preto" (Susan Hill)

Por Sheila: Buscando na vasta biblioteca mental de palavras adjetivas, acredito que apenas uma é capaz de descrever perfeitamente este livro: intenso. Comecei a lê-lo às 10 da manhã de uma terça-feira cinzenta e terminei às 13:50 do mesmo dia, indo direto para a frente do computador resenhá-lo. Ainda me encontro sob o profundo efeito que a leitura me causou - e que momento melhor que este para tentar traduzir em palavras as sensações despertadas pela leitura de tal obra?

Pois bem, vamos a um pequeno resumo do que trata a estória. O livro nada mais é do que o relato escrito de Arthur Kipps, um advogado aposentado que se vê atormentado, às vésperas dos festejos natalinos, pela rememoração involuntária de fatos angustiantes que o perseguem, por mais que passem-se os anos. Os netos, ao redor da lareira, brincam à meia luz, contam estórias de fantasmas. Como explicar-lhes o indescritível pavor que lhe assoma essa brincadeira, aparentemente inocente?

Atemorizado, mas resoluto em exorcizar estes velhos fantasmas de uma vez por todas, Arthur resolve escrever sobre o que lhe acontecera à tempos idos, quando ainda era um jovem aspirante na carreira e foi mandado por seu chefe à Casa do Brejo da Enguia, para comparecer ao enterro e tratar de alguns documentos da Sra Drablow, uma antiga e importante cliente.

Já no enterro desta senhora, percebe o ar lúgubre que rodeia tanto o acontecimento em si – a morte, apesar de nunca ser bela, as vezes recobre-se de mantos sinistros quando não há quem pranteie quem se vai – quanto o lugarejo onde os trabalhos fúnebres se passam. Mais perturbador ainda, é a presença de uma estranha mulher de preto, que apenas ele parece poder ver.
- Diga-me, aquela outra mulher ... – eu disse ao alcançá-lo – Espero que consiga chegar bem e casa ... ela parecia incrivelmente doente. Quem era ela?

Ele franziu a testa (...)

- Eu não vi nenhuma jovem.


- Mas, certamente ... – E olhei para trás, para o cemitério da igreja, e lá estava ela novamente. Consegui ver de relance seu vestido preto e o contorno de sua touca.
Mas ninguém mais daquele lugar vê – ou admite ver – o mesmo que Arthur, que começa a perceber que há algo relacionado à Sra Drablow e o lugar onde residia, pois as posturas sempre se tornavam rígidas e as conversas eram abruptamente interrompidas quando o motivo de sua estada na região era evocado.

Arthur parte então para a Casa da Enguia onde se depara com névoas densas que o fazem perder-se, gritos de pessoas se afogando nos brejos traiçoeiros da estrada que leva à antiga morada da Sra Drablow, além de um melhor vislumbre da que passa a ser nomeada A mulher de Preto, visão aterradora que o faz acreditar que há mais que rumores de camponeses sem instrução rondando a velha casa.
Mas quando me virei, meu olhar percorreu mais uma vez o cemitério e então vi novamente a mulher com o rosto abatido que havia comparecido ao funeral da Sra Drablow (...) Mais cedo, quando olhei para ela, embora não tenha passado de uma rápida olhadela por vez, não havia notado nenhuma expressão específica em seu rosto arruinado, mas ficara extremamente impressionado com a aparência de sua grave doença. Nesse momento, vi que em seu rosto havia uma expressão. E era uma que só posso descrever – e as palavras parecem irremediavelmente inadequadas para exprimir o que vi – como uma maldade desesperada e nostálgica.
Apesar de a escrita ser bem estruturada e fluir com facilidade, para quem não gosta de textos muito descritivos o livro pode se tornar um pouco cansativo em alguns pontos. O princípio – até mais ou menos a página 80 – é francamente desanimador. Mas do meio para o fim, o relato vai ganhando uma cadência acentuada, a ponto de criar uma crescente expectativa pelo que estará por vir. Chega um momento em que parece-se embarcar junto com Arthur nesta luta contra os clamores da racionalidade, e ir em busca de respostas a este grande mistério. Afinal, qual a verdadeira história por trás dos gritos? Pelo que anseia tão desesperadamente a Mulher de Preto?

Recentemente adaptado para o cinema, o filme baseado no livro conta com a atuação de Daniel Radcliffe - que para quem não sabe é o ator que interpretou o famoso Harry Potter de J. K. Rowlling - e vem recebendo uma boa atenção da mídia, mas ainda não o vi para conferir e comparar com a obra escrita.

A contracapa anuncia “um livro para quem gosta de sentir frio na espinha”. Não senti, nem o achei assustador. Mas, com toda certeza, trata-se de uma estória surpreendente, com um final perturbador. Correndo o risco de ser melodramática direi: aos que tiverem coragem, aventurem-se a lê-lo, pois certamente não se arrependerão.

38 comentários :

  1. *-* estou louca para ler esse livro, parece que finalmente encontrei o desafio que estava procurando! Espero que seja bom mesmo, vi na livraria e me interessei pela sinopse, mas como você falou que não dá muito medo vou tentar não criar expectativas.
    ;*

    ResponderExcluir
  2. Eu ja assisti o filme, mais nao sabia que tinha o livro! Mais agora que eu sei haha vou ler pq o se o filme é tao bom assim o livro deve ser demaaais kk bjs

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro muito bom tinha ouvido falar do filme não sabia que era inspirado em um livro. Fiquei com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  4. Eu quero ler esse livro também *-* fiquei doida nele. E também queria ver o filme mas nem consegui =/ Gostei muito da história, queria conferir.

    ResponderExcluir
  5. jah ouvi bastante falar sobre o filme, mas não sabia direito do que a história se tratava, ambos parecem ser muito bons, filme e livro! jah qro muito ler e assistir! *-*

    Você já viu a Gincana de Revitalização que estamos fazendo? As inscrições vão somente até 25/04, corre lá e participe dos desafios, concorrendo a vários prêmios! http://hangoverat16.blogspot.com.br/2012/04/gincana-de-revitalizacao-001.html

    ResponderExcluir
  6. Gosto de livros de suspense, parece ser uma boa pedida pra dar um tempo nas sagas! gostei bastante!

    ResponderExcluir
  7. Eu assisti o filme e amei, achei o final bem fúnebre e tals mas amei mesmo, adoro o Daniel e a história me deu uns bons sustos! Quero muito ler o livro e acho a capa maravilhosa *-*

    ResponderExcluir
  8. Realmente parece ser um livro muito bom depois de ler a resenha, que está fantástica. Confesso que nunca li um livro do mesmo gênero que esse! Mas ler A Mulher de Preto pode ser uma excelente inciativa!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu peguei esse livro na biblioteca da minha escola de inglês.. Estou muito ansioso para ler! Depois dessa resenha então! asuashu..

    ResponderExcluir
  10. Vi esse livro hj na livraria, passeou em minhas mãos e o devolvi para a estante.
    E pior que não quero assistir o filme antes de ler o livro, vai estragar o final da estória. =X
    Quera saber o mistério da mulher de preto.

    ResponderExcluir
  11. Amei o post! Ainda não acredito que não vi esse filme (bom, na verdade acredito, já que só havia versão dublada em francês, odeio dublagem!), e estou com uma vontade louuuuca de ler o livro. Aliás, nem ligaria para a ordem das coisas, não importa se eu acabar vendo o filme antes, mesmo sendo um suspense, isso não tiraria minha curiosidade em relação ao livro: sempre acho que livros e filmes são coisas bem diferentes!

    bjão
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Primeira resenha que leio do livro e adorei!
    Vai já pra wishlist :)

    bjss

    ResponderExcluir
  13. É aprimeira resenha que leio do livro também.
    Eu não vi o filme e nem tinha me interessado em procurar saber sobre o livro, mas gostei da resenha.
    O ponto negativo é a narrativa descritiva, que eu não gosto muito. Mas agora, se eu tiver a oportunidade vou ler.
    Bjo

    ResponderExcluir
  14. Posso não ter visto o filme ainda, mas o livro é necessidade! Ainda mais com a capa maravilhosa do meu Dani, awn. ♥

    ResponderExcluir
  15. Gosto de suspense. O ambiente sombrio me deixou com vontade de ler.
    Pena que não é tão assustador. =/
    Alguns livros tendem a ficar cansativo em algumas partes, mas vale a pena insistir um pouco mais na leitura.
    A trama se desenrola e o final pode fazer valer a pena. ^^

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Gosto de livros de suspense e mistério, pena que você achou o começo meio arrastado, mas acho que eu vou gostar de ler mesmo assim, afinal se a partir de certo momento ele engrena, deve valer a pena.

    ResponderExcluir
  17. eu vi o filme e adorei! o livro parece ser bem interessante, mas não sei se leria por não ser o tipo de livro que eu curto... mas quem sabe né!? haha eu posso me surpreender k

    a capa é muito foda, e a resenha ficou ótima!!

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Se for suspense acho que vou gostar, já se for pro sobrenatural não gosto.

    ResponderExcluir
  19. parece ser muito bom esse livro,que história bem interessante!

    ResponderExcluir
  20. Eu vi o filme, estou doida pra ler esse livroo *-*

    ResponderExcluir
  21. Adoraria ler o livro,cara ! Vou ver se baixo aqui,realmente parece ser muito bom,vou ver o filme essa semana ainda *-* Enfim,amei !

    ResponderExcluir
  22. Adoro suspenses! faz tempo que to na dúvida de ler, a resenha me deixou com uma vontade...

    ResponderExcluir
  23. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas vi o filme recentemente..e adorei!
    Um suspense de encher os olhos de lágrimas, de dar frio sim na espinha e tbém altos pulos do sofá..rs
    O final é surpreendente..e vc torce o filme todo, mesmo sentindo tanto medo.
    Quero muito ler esse livro :)

    Bjs bjs

    ResponderExcluir
  24. Assisti o filme e devo confessar... 90% do filme pensei que a qualquer momento ele poderia sacar a varinha e dizer "Lumus!". Quer dizer, assisto Hp desde criança e então o Daniel vem com um filme de suspense e que, devo dizer, achei o final meio sem graça e... revoltante! Não foi como eu tinha imaginado U.U Até o meio do filme deu pra aguentar bacana, porém, o filme começa a ficar apelativo e sustos vão aparecendo toda hora. Talvez as pessoas gostem de ver o Daniel em outro filme ou até de algum susto, mas é bom preparar o ouvido, pq a assombração grita, e muito! (era isso ou então o volume no cinema estava altão!) =P

    ResponderExcluir
  25. Ana Livia Moraesdomingo, abril 29, 2012

    Só de ler a resenha, ja fiquei no clima, quero muito ler esse livro!

    ResponderExcluir
  26. só pela leitura da sua resenha fiquei morrendo de vontade de ler o livro... espero ter oportunidade pra ler..
    beijos

    ResponderExcluir
  27. De dar arrepios! Muito boa a premissa! Quero ler! Tomara que tenha promo aqui no blog rsrsrs

    ResponderExcluir
  28. Ja sabia que tinha o filme, e estou looouca pra assistir, mas agora que eu soube do livro,estou louuuca para lê-lo.

    ResponderExcluir
  29. Estou doida pra ver o filme, ler o livro, enfim, tudo nessa história me atraiu. É tão Poe!

    ResponderExcluir
  30. Eu assisti o filme no cinema com meus amigos, devo dizer que não consegui prestar muita atenção por estar com um grupo relativamente grande e a bagunça foi de mesmo tamanho, mas não gostei do filme por me dar impressão de ter o mesmo final dos filmes de terror. Bem que livro é sempre uma história diferente...

    ResponderExcluir
  31. agora estou super curiosa, otima resenha, espero que ele tenha efeito sobre mim também

    ResponderExcluir
  32. Ótima resenha! Me deixou ainda mais curiosa.
    Só vi um problema: É Rowling, e não Howlling, mas tudo bem!
    Continuando, acho que vai ser minha próxima compra! kkk

    ResponderExcluir
  33. Também não vi o filme, estou querendo ler o livro primeiro. Mas pela sua resenha deu pra sentir que eu vou gostar muito da história, parece ser bem no meu estilo. Em suma, sua resenha está perfeita!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Parece ser um livro muito bom tinha ouvido falar do filme não sabia que era inspirado em um livro. Fiquei com muita vontade de ler!

    ResponderExcluir
  35. Sheila, confesso que não li sua resenha até o final, pois estou com esse filme aqui para assistir, e fiquei com medo de ler alguma coisa que eu me arrependesse depois, desculpe. Mas você resumiu bem a história, e espero que o filme seja tão bom quanto o livro parece ser.
    Bjos!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris