quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Resenha: "Carte Blanche - O Novo Romance de James Bond" (Jeffery Deaver)

Por Sheila: Chega ao Brasil um lançamento muito esperado pelos fãs do famoso 007: Carte Blanche, de Jeffery Deaver (autor de “O Colecionador de Ossos” que virou filme em 1999, com Denzel Washington como protagonista) que tem no espião mais conhecido das telinhas o personagem principal.

Na trama, James Bond trabalha numa sub-organização do MI6 – o que para quem não sabe, e segundo a Wikipédia, é o “serviço britânico de informações (ou de inteligência) encarregado de dirigir as atividades de espionagem britânicas. As atividades do MI6 são conduzidas, em princípio, no exterior, ao contrário do MI5, cuja ação é principalmente interna”. James faz parte da já aclamada Seção 00, e continua respondendo ao Sr Mile ou “M” por suas ações. Mas com tecnologia do século XXI, claro.
A seção 0 ocupava quase todo o quarto andar.
Era uma grande área aberta, cercada pelos escritórios dos agentes. No centro, havia terminais de trabalho para assistentes e outros funcionários de apoio. Poderia ser o departamento de vendas de um grande supermercado, se não fosse pelo fato de que cada porta de escritório tivesse escâner de íris e fechadura com teclado. Havia muitos computadores de tela plana no centro, mas nenhum daqueles monitores gigantes que pareciam obrigatórios em organizações de espionagem da TV e do cinema.
Tudo começa quando o serviço britânico tem em mãos informação a respeito de um suposto ataque envolvendo centenas de mortes o que, se começa sendo uma caçada internacional, torna-se uma corrida em solo britânico, envolvendo cidadãos nacionais – o que foge à jurisdição de Bond, com total liberdade de movimentos quando seu trabalho é internacional e passa a ter de responder a outro agente do MI5, recebendo Carte Grise (Carta Cinza).

Aliás, é justamente deste fato que surge o nome da estória - Carte Blanche ou Carta Branca, que é do que James Bond se vê privado, tendo de responder por suas ações a Osborne-Smith, vice-diretor sênior de Operações de Campo que acabará por se transformar num sério estorvo à caçada que James Bond pretende realizar sozinho - com ou sem Carta Branca às suas ações.

Como "vilão" temos Severan Hydt, que segue a mesma linha da cadeia cinematográfica: um sujeito obscuro, com um passado que vai se revelando aos poucos, que fez fortuna saindo praticamente do nada e a usa para realizar seus intentos mais esquisitos e mórbidos. No presente caso, temos um dono de uma empresa relacionada a reciclagem com uma forte tendência à necrofilia.
Sozinho agora, Hydt agachou-se ao lado do corpo.
A descoberta de cadáveres ali acontecia com relativa frequência.
Hydt nunca dava parte das mortes. A´presença da polícia era a última coisa que ele desejava.
Além disso, por que abriria mão de um tesouro como aquele?
Ele chegou mais perto do corpo, os joelhos comprimindo o que havia sobrado do jeans da mulher. O cheiro de podre -penetrante, como o de papelão molhado - seria desagradável para a maioria das pessoas. Entretanto, o lixo fazia parte da profissão de toda a vida de Hydt, e este lhe era tão indiferente quanto o odor de graxa para um mecânico de oficina ou o cheiro de sangue e víceras para o trabalhador de um abatedouro.
Nesta junção entre o antigo e o novo, algumas coisas se mantém iguais, outras são aprimoradas: vamos encontrar no livro de Jeffery Deaver Mary Goodnight, a secretária de Bond, Monneypenny e até May, a empregada. As armas e carros, no entanto, não seguem o clássico e são modernizadas.

Levando em consideração apenas o romance em si, teremos muita ação, diálogos inteligentes e sentenças muito bem escritas. Ação, aventura e um final realmente de tirar o fôlego, aos fãs e não fãs de James Bond vale a pena conferir. Recomendo.

28 comentários :

  1. Estou com mta vontade de ler Carte Blanche.
    Gosto mto dos livros de Jeffery Deaver, e acho que há poucos autores do gênero policial que escrevam tão bem quanto ele.
    Porém, quero ler outros livros do 007 antes de me aventurar em Carte Blanche, pois quero me ambientar melhor na obra de Ian Fleming.
    Abraço,
    Alexandre
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. AHH que legal *-* gente eu quero!!! Adoro adoro e adoro *0*

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Não sabia que tinha livros do James Bond =O
    Adoro livros de espionagem e conspirações.
    Depois da sua resenha, fiquei com mais vontade de lê-lo. Mas, antes, vou sair a procura dos outros livros.

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley
    http://obsessionvalley.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gizeli Regina Meisterquarta-feira, agosto 22, 2012

    Quem não gosta de James Bond?????
    Espera só eu colocar as mãos nele......
    A resenha ficou otima!!!!

    ResponderExcluir
  5. E as mina pira!
    Que loucura!
    :D
    Vou ver se acho o livro!

    beijooos

    ResponderExcluir
  6. Já estava interessada em ler só por falar de James Bond e agora que descobrir que o autor é o mesmo “O Colecionador de Ossos”, não tem como não ler.

    Bjoo.

    ResponderExcluir
  7. Agora vou admitir...nunca imaginei que o James Bond tinha assim, livros..rsrsrs(puxa, preciso me informar mais)
    Mas se os livros forem melhores que os filmes, já saio querendo um desses pra mim.
    Ação, mistério, romance...tudo junto??
    Adorei!!!!!
    Sem contar que o autor é dos bons né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. kkkk, faço coro com o comentário acima, d'o Vazio da Flor, tb não sabia q 007 tinha nos livros... Pensei q eram roteiros comerciais pra fazer filme, só. Que delícia que deve ser acompanhar detalhadamente a ação das aventuras de Bond! Sim, porque livro é muito superior a 2 horinhas de filme! Adorei saber, bingo!

    ResponderExcluir
  9. Faço meu comentario dos de cima, como assim 007 há livros, mas enfim o livro me chamou muita atenção (curti a capa)espero que esse livro seja detalhada as cenas de ação, por estamos falando James Bond que nao é nenhum santo.

    ResponderExcluir
  10. Dificilmente será melhor que os do Ian Fleming, criador do personagem.

    ResponderExcluir
  11. Que ignorância a minha, nem sabia que tinha livros do James Bond! Não sou o maior fã do 007, mas pela sua resenha esse livro deve ser bem interessante... Gostei!

    ResponderExcluir
  12. Não sou muito fã de James Bond, mas o autor despertou o meu interesse, talvez eu venha a gostar.

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nenhum livro desse autor, na verdade nunca nem tinha ouvido falar. Mas achei interessante. Não sou muito fã de James Bond, porém, gostava mais do antigo. Beeem antigo...
    Pelo jeito esse livro vai dar bem o que falar já que envolve uma suposta conspiração no minimo intrigante.

    ResponderExcluir
  14. Amei a resenha,vou gostar de ler o livro,adoro os filmes...

    ResponderExcluir
  15. Achei interessante, pois gosto muito desse tipo de história, a trama, como os fatos se ligam, vou conferir com certeza

    ResponderExcluir
  16. Nunca assisti um filme de James Bond, apesar de adorar ação, essa é a oportunidade de conhecer a história, já que o livro tem tudo que o filme tem, só que mais completo.

    ResponderExcluir
  17. Bem não sou fã de James, mas apos ler seu post fiquei curiosa sobre o livro, pois adoro ação e mistério!!

    ResponderExcluir
  18. Uow, faço das outras meninas a minha palavra, também não estava a par de que tinha livros do James Bond o.o Mas o que me interessou mesmo, além do tema de conspiração do livro foi que é do mesmo autor de Colecionador de Ossos!! Foi o último livro que li e gostei bastante, estou na torcida que esse seja ainda melhor (:

    ResponderExcluir
  19. Adoro livros de mistério, espero logo ler esse livro (:

    ResponderExcluir
  20. Ação e mistério. Perfeito.Nunca li nada desse autor mas sempre há uma primeira vez. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  21. Gosto muito dos filmes de Bond, principalmente pela ação e mistério. Esse livro parece seguir a linha, por isso acho que vou amar!

    Adorei a resenha!

    bjs

    ResponderExcluir
  22. Sinceramente, eu nunca li nenhum 007.. Mas estou muito curioso por esse.. Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  23. Apesar de ser muito fã desse gênero, nunca li nada com o 007 (pois é, já pode me matar). Achei essa resenha bem legal, e o livro me parace ser bem interessante. Pelo menos todos os ingredientes pra me prenderem estão aí. Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  24. Adoro assistir os filmes do 007. Agora em livros fica ainda melhor.

    ResponderExcluir
  25. Nem sabia que tinha 007 em livros. Gostei de saber, pois eu adoro os filmes dele. E é a mesma escritora do Colecionador de Ossos, amei esse filme. Se o livro for com as mesmas ações dos filmes já sei que vou amar esse livro. Boa pedida. E pela sua resenha vou adorar.
    beijos
    adriana

    ResponderExcluir
  26. James Bond é ótimo, não tem nem o que falar. Esse livro deve ser daqueles que se inicia e não quer parar!

    ResponderExcluir
  27. James Bond é ótimo, não tem nem o que falar. Esse livro deve ser daqueles que se inicia e não quer parar!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris