segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Littera Feelings #6 – Supostos "Mantras" To Keep Calm

Hey ho, galere! Como tamos com as leituras?

Melhor, como tá o tempo de leituras pra vocês? Meio de novembro já começa a apertar... Fim de período, fim de ano letivo, provas, trabalhos, todo tipo de avaliação cai nas nossas mesas, é época de dar aloca (e provavelmente não no bom sentido...)

Ficamos, nós, leitores, salivando por uma leiturinha diária... Umas poucas páginas só pra saciar, pra distrair nossa mente e acalmar os nervos de tanta pressão. Uma dose apenas.

Mas não ficamos com apenas numa dose, né? Hohoho >.<
How to keep calm? Livros aliciam.

Quando quantificamos tudo o que temos a fazer, a estudar, a trabalhar, que isso toma só quase todo o nosso tempo, vem aquela dorzinha no coração... O que fazer? Sacrificamos horas de sono? Corremos com estudos? Aproveitamos uns minutinhos no ônibus, na sala de espera? No atraso do professor?

Não me olhe assim, estou tentando. A cabeça é mandona, o coração é pedinte, temos aí a batalha: falta de oportunidade X vontade. O velho não poder e querer :(


Difííícil lidar, arrumar um “tempinho” que é “tempão”. Passar pela estante? Só se for altamente necessário e ir de olhos fechados, sair tateando na busca do seu livro de pesquisa que não é pra cair em tentação. Os nossos lindos livros nessas horas viram as sereias da mitologia grega, somos os marinheiros que devem resistir bravamente aos cantos e encantos, interessantes convites.

Nem pensar de olhar aquela pilha de novatos!

Mas se olhamos... se nos aproximamos... se nos deixamos levar...


Corram para as colinas enquanto é tempo, senão a leitura não para, alucina e todos os nossos afazeres se acumulam, bate o desespero e serão nossas versões zumbi que farão as avaliações! Porque quando o livro dá seu jeito de seduzir, lascou.

E olha que a gente sabe onde mora o perigo. Não é nem pegar pra folhear, nem dar uma lidinha básica. O terrível é quando vem aquele pensamento de “só mais essa página”, “mais esse capítulo”, “só arredondar o número de lidos”. Aí, meus amigos, é pare agora ou não reclame pela manhã hahahahahaha

Já viram que leitura não permitida parece mais gostosa? Dá uma adrenalina!

Quando saiu A Elite, bem lembro que tava me matando de estudar pra uma prova, e dei um jeito de reservar umas duas horinhas da noite antes de dormir para minha leitura. O que eu tinha de compensação pra depois dessa prova, viu, era uma lista grande que tinha no bloco de notas, guardando séries e livros, e pendências ademais.

A Elite e Liberta-me (Tahereh Mafi) seguraram meus estudos, foram meus “mantras”. Pois é, chamava de “mantra” sem muito saber do que se tratava (rs), mas descobri que tem um pouco a ver sim. Dá pra rondar “a sedução” de um livro, fazer disso algo que não nos prejudique :)

Mantra é uma palavra em sânscrito, em que man é mente e tra é controle. Refere-se mais para sons que produzimos a fim de abrir a mente e/ou dar aquele pause necessário quando estamos cheios de coisas na cabeça.


Acho que é nesse momento de “pare” exigido pela mente que é o melhor de se entregar às literaturas. É um descanso, é um novo respirar. Transformar o canto da sereia em canto encorajador, na verdade. 

Um esquema de controle, como o próprio “mantra” diz. Pra aguentar a barra de uma fase aperreada ou difícil, só pensar numa... compensação. 

Se funciona? Faço só o tempo todo! (rs) É um estímulo: você se aplica em algo pra no final só correr pro abraço e com gosto.

Só mais essa pesquisa e me jogo no Travis

Mais esse cálculo, e, segura as pontas aí, John (Green), que tô chegando.

Apenas uma revisão e Maaaaaaxx...


Bom, essa é minha alternativa. Tem alguma dica pra segurar a vontade?

Tá no aperreio? Tá resistindo a quem? Já preparou seu “mantra”?

Diz aí nos comentários o/

do jeito que dei uma atrasadinha nos estudos, bem capaz de eu me encher de mantras dessa vez... mas quem sabe uma vaguinha..

Até o próximo post,
Bjos,


Kleris Ribeiro. 

P.S.: Valeu, leitores, pelos tweets e/ou conversas/comentários. 

3 comentários :

  1. Estou exatamente assim! Me identifiquei com tudo o que você falou! OMG! Travis.. Ele é um vício, de verdade. Já me dei ao luxo de pegar os livros para folhear, mas não posso brincar muito. Hoje é prova de física! Mas não pude deixar de comentar seu post, com o qual me identifiquei demais. Bom saber que não sou a única! kkkk..

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito, ri demais, muito engraçado seu mantra, mas também faço quase isso.
    Acredito que muitos fazem, talvez de diversas formas, mas tenta conciliar de uma forma ou outra, ou afasta para depois poder chegar lá. Amei!

    ResponderExcluir
  3. #MEDA

    Uso todas aquelas "desculpas" pra continuar lendo!

    Estou na minha maior fase de mantra. Fim de curso. OAB. Monografia. Concursos. Força na peruca! Gabriel, um dia "nois" termina aquela conversinha que começamos!

    Amei o post, Kleris!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris