domingo, 24 de junho de 2012

Resenha: "O preço de uma lição" (Federico Devito & Gutti Mendonça)

Por Carine: O livro “O preço de uma lição” é voltado para o público jovem e chama a atenção por se tratar da história de um rapaz que aprende a amar. Leiam a sinopse:
Os meninos são, sim, capazes de amar.”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.”Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas.

Durante a narrativa conhecemos história desse rapaz sem nome (no livro em nenhum momento o nome do rapaz mencionado) desde sua infância até os 22 anos.
Com 19 anos eu tinha sites, jogava jogos virtuais, fazia faculdade de tecnologia e estava sem namorada. Foi o momento em que cheguei ao ápice da minha "nerdisse".
Quando criança ele tem um grupo de amigos: Paulinho, Manu e Claudia que se autodenominam “Quarteto 21” porque todos fazem aniversário dia 21 de algum mês. Conforme eles crescem, a amizade continua, mas a vida os afasta.

Chega a adolescência e esse jovem bonito inicia sua aventura amorosa, ele tem diversos relacionamentos que não dão certo, até que com 20 anos ele conhece a linda Juliana, seu grande amor. O problema é que a menina só tem 15 anos e eles vivem em cidades diferentes. A partir daí vamos conhecer a luta do personagem por iniciar o relacionamento e depois para mantê-lo, visto que além dos erros que cometem ainda há a volta dos relacionamentos passados do rapaz que tentaram assombrar a relação.
"Ali, descobri o significado da palavra amor. Soube finalmente porque existem tantas explicações de tantos poetas diferentes para uma mesma palavra. É impossível explicar, é algo que só pode ser entendido por quem sente. É uma alegria que não se imagina que possa ser sentida com tanta intensidade. Você deseja tudo de melhor para aquela pessoa, você quer se entregar e fazer de tudo por ela e, mesmo que aquilo te custe o maior sofrimento do mundo, acha que é um preço justo para ver a pessoa sorrir, mesmo que por um instante. A impressão que dá é não caber tanto sentimento assim em você."
Entre altos e baixos, acompanhamos a luta dos dois para seguir com o que acreditam. Acompanhamos seus pensamentos, dúvidas, idéias e tudo o que precisam passar para construírem seu futuro: ele batalhando um bom emprego e ela estudando para o vestibular.
"Alguns fogos começaram a ser disparados em pontos aleatórios da praia, as pessoas começaram a contagem regressiva. Puxei Juliana para perto de mim, abracei-a com força. Quando a contagem terminou, os fogos estouravam juntos por toda a praia, iluminando a noite. Eu estava muito nervoso, senti que não ia conseguir, meu coração parecia ter passado por uma corrida de mil quilômetros. Juliana levou sua mão até a minha cabeça e fez carinho em meus cabelos. Naquele momento, percebi que era preciso muita coragem para amar uma pessoa, coragem que não vem de si mesmo, mas é transmitida por quem amamos."
Com o passar do tempo a relação se desgasta devido as cobranças sem sentido do personagem principal em relação a Juliana e, é nesse momento que os amigos do “Quarteto 21” aparecem para resgatar nosso personagem da depressão em que ele se insere.
"- Tem vários motivos para você não ficar com ela.- Enquanto existir um motivo para ficar com ela, prefiro apostar nesse motivo."
Eles buscam incentivá-lo a superar a situação e a lutar pelo que quer, é aí então que ele tem a idéia de escrever um livro com toda a sua história ( que seria o próprio livro que lemos), infelizmente não há final ou epílogo, então não sabemos o que Juliana achou e que decisão tomou.
[...]"Claro que nada vem de graça. Quanto mais valiosa a lição, mais alto o preço. Qual o preço de uma lição? Às vezes, se paga o preço mais alto"[...]
Em minha opinião o tema é interessante,entretanto poderia ter sido explorado de uma melhor maneira. Há vários equívocos na construção da narrativa que cansam o leitor e não prendem nossa atenção. Considero uma grande falha não ter sido melhor desenvolvida a história do “Quarteto 21”, tenho certeza que agradaria por demais aos leitores, a história de amizade paralela a descoberta do amor pelo personagem.Também não entendi porque todos os outros personagens tem nome e só o principal que não, enfim, fiquei imaginando e não consegui encontrar nenhuma explicação satisfatória para isso.

Destaco também a grande quantidade de páginas com diálogos e discussões similares entre o casal. Algumas vezes eu até voltava para reler e ver se a edição havia se equivocado e colocado páginas repetidas... Sabemos que entre jovens casais acontecem mesmo essas conversas, mas não era necessário colocá-las tantas vezes.

Algumas questões envolvendo meio irreais também me incomodaram um pouco: os autores tentaram criar um jovem herói romântico moderno entretanto ele é muito exagerado em suas atitudes sempre extremamente melosas e imaturas, tornando-se caricato. Outra fato é que a família de Juliana quase não aparece na história.Ora, meus amigos, que família deixaria sua filha de 15 anos namorar um rapaz de 20 e não acompanharia de perto essa relação?

O texto de maneira geral é bem fácil de ler e tem uma diagramação muito boa. A sinopse e a capa são tão bem feitas que acabaram fazendo com que eu esperasse mais do livro, entretanto acredito que nos próximos os autores se sairão muito bem, pois talento há, é só lapidar um pouco mais.

Ainda que eu tenha algumas restrições em relação ao livro, acredito que as jovens de 15 e 16 anos e os extremamente românticos que curtem uma boa história de amor repleta de bastante clichês sentimentais, curtirão a história.

- Confiram o book trailer:




- Curiosidades: segundo minhas pesquisas no Google essa seria uma história de não ficção baseada na vida de um dos autores: Gutti Mendonça (blusa preta). Conheça o site do rapaz.

Federico Devito (blusa rosa) foi um dos colírios da revista Capricho e começou a escrever para os jovens eu seu blog que fez um enorme sucesso.
Visite seu tumblr.


Essa foi a resenha de hoje, espero que entendam minhas opiniões e não deixem de ler o livro, caso se interessem pela história. Estou aqui para ajudá-los a escolher as leituras que mais tem a ver com cada um. Aguardo os comentários, beijo grande,
Carine

18 comentários :

  1. Olha... ouvi falar muito mal desse livro. Tenho medo de lê-lo...

    ResponderExcluir
  2. Bem, já tinha visto a capa desse livro por alguns sites, mas nunca tinha lido nem a sinopse dele...daí, esses dias, uma amiga muito especial, me falou que esse livro é muito,mas muito ruim..rs
    Nem assim me interessei em ler nada sobre ele, até hoje, qdo vi que o post era sobre a obra.
    Não sei se gostei do que li...mesmo sendo super aberta a leitura mais juvenis, a sinopse não me agradou. Sabe qdo não bate os anéis mágicos??
    Foi meio assim.
    Mas..quem sabe uma horas dessas não acabo lendo e acabe concordando ou discordando né?
    Resenha sincera, sem fricotes, adorei!

    Abraços e bom domingo :)

    ResponderExcluir
  3. Ahh, acho que não vou curtir muito esse livro, apesar de ter lido resenhas favoráveis.

    Bjss Carine.

    ResponderExcluir
  4. Eu ja ouvi muitos comentários meio ruins a respeito desse livro, e eu sinceramente tambem nao tenho muita vontade de ler ><

    xx carol

    ResponderExcluir
  5. Desculpa a indelicadeza...detesto corrigir as pessoas, mas o nome do autor, na verdade, é FEDERICO DEVITO, e não Francisco Devito, como você mencionou :$

    ResponderExcluir
  6. Eu estou terminando. Estou achando legal, mas às vezes cansativo, tem detalhes demais sobre as situações, e como disse, tem as discussões repetitivas. rs Mas no geral está legal. Sinceramente... quero ser revisora de texto da Novo Conceito. rs

    ResponderExcluir
  7. Como odiei esse livro!!!
    Li ele em um dia, dando pausa para respirar e não jogar ele na parede-senti vontade de fazer isso o tempo todo.
    O personagem é irritante, extremamente chato e se acha!!
    A história até que é 'legalzinha', mas faltou lapidar MUITO.

    Mas tem quem goste dele...questão de gosto né?! ^^
    Meu estilo é outro.

    Boa resenha.

    Beeijo

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei da história, gostei de ler... Mas foi como você disse, moldaram o personagem para ele parecer perfeito demais. Não gostei do fato de que parecia que todas as meninas que ele já tinha ficado eram apaixonadas por ele, como se ele fosse O cara! A narração não me agradou muito pelo fato de ser super detalhada.
    É um livro bom, que poderia mesmo ser melhor desenvolvido!
    Ótima resenha.

    Beijos

    @secretsofbook
    http://secretsofbook.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu não vou deixar de ler o livro por um motivo muito simples, ele está aqui na minha estante, esperando para ser lido, ou seja isso vai acontecer eventualmente, mas não estou muito entusiasmada pela leitura. Talvez um bom editor pudesse ter corrigido essas falhas que você apontou tornando o livro mais atraente.

    ResponderExcluir
  10. Eu ganhei esse livro e peguei pra ler assim que chegou. Ainda não tinha lido nenhuma resenha e não sabia o que esperar.
    Achei o livro MUITO chato, sério, os diálogos eram todos chatos, repetitivos e melosos. O personagem principal era um idiota, egoísta e sem nada demais, e não consegui entender o fato de todas as meninas quererem ficar com ele. Os personagens secundários não foram bem explorados, enfim, não gostei de nada e também não achei nenhum motivo convincente pro rapaz não ter um nome.
    Ah, e a gente acompanha uma história enorme, chata e cansativa pra simplismente chegar no final e não saber o que aconteceu =/

    ResponderExcluir
  11. Poxa, ele pelo menos poderia ter dado um final para a história, né?!

    ResponderExcluir
  12. Não me interessa em nada! Deve ser um livro muito pra menininhas imaturas. Sua resenha foi legal, mas ele não me interessa :/

    ResponderExcluir
  13. Parece ser fofo =)
    Mas essas coisas de não ter final é tenso demais. Sempre fico tensa com isso.

    ResponderExcluir
  14. Já li o livro, e posso dizer que no começo o livro é chato, mas ao passar do tempo o livro vai se transformando.. é muito bom.

    ResponderExcluir
  15. Tenho o livro, mas a falta de tempo não me deixa ler..rsrrs..na verdade fiquei um pouco preocupada com algumas pessoas dizendo que não gostaram do livro...enfim, quando tiver um tempinho vou criar coragem para ler!

    bjus

    ResponderExcluir
  16. Galera comprei o livro para minha irmã e infelizmente ela já tinha adquirido um exemplar, estou vendendo o que comprei então... NOVO. Via mercado livre acessem: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-464795953-o-preco-de-uma-lico-_JM valeeeu!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris