sexta-feira, 15 de junho de 2012

Happy Hour #16 - Taj Mahal

Olá meus queridos!! Como vão vocês?! Espero que muito bem. =D Antes de mais nada, eu gostaria de agradecer à todos pelo carinho na Happy Hour #15, sempre com lindos comentários! Obrigada!! *-*


Mas vamos para o assunto de hoje, né! Como todos sabem, esta é a Semana dos Namorados, já que o dia propriamente dito foi comemorado na terça feira, 12/06. Não demorou muito para que eu pensasse em um assunto que se encaixasse, ao mesmo tempo, nessa data e na Happy Hour. Acho que nunca tinha tratado de um tópico assim antes, mas garanto que ele engloba cultura, arquitetura e uma bela história de amor, afinal o tema de hoje é o impressionante TAJ MAHAL!!! Preparados?! 




História
Tudo começa por volta do ano de 1600... Um príncipe chamado Kurram se enamorou por uma princesa aos 15 anos de idade, Aryumand Banu Begam. Reza a história que se cruzaram acidentalmente mas seus destinos ficaram unidos para todo o sempre. Após uma espera de 5 anos, durante os quais não se puderam ver uma única vez, a cerimônia do casamento ocorreu no ano de 1612, na qual o imperador a rebatizou de Mumtaz Mahal ou "A eleita do palácio". O Príncipe, foi coroado em 1628 com o nome Shah Jahan, "O Rei do mundo" e governou em paz.

Quis o destino que Mumtaz não fosse rainha por muito tempo. Ao dar à luz o 14º filho de Shah Jahan, morreu aos aos 39 anos em 1631. O Imperador ficou tremendamente desgostoso e inconsolável e, segundo crônicas posteriores, toda a corte chorou a morte da rainha durante 2 anos. Durante esse período, não houve música, festas ou celebrações de espécie alguma em todo o reino.

Shah Jahan ordenou então que fosse construído um monumento sem igual, para que o mundo jamais pudesse esquecer


Como é o Taj Mahal
Não se sabe quem foram os arquitetos, ou melhor dizendo, os artistas e gênios que planejaram esse monumento. O fato é que a construção mais esplendorosa da cidade de Angra reúne um dos maiores acervos de riquezas do mundo!! Confira algumas delas: 
Pedra lapis lazulis. Dá pra perceber a
exuberância, né!
 


  • O mármore fino e branco das pedreiras locais 
  • Jade e cristal da China
  • Turquesa do Tibet
  • Lapis Lazulis do Afeganistão
  • Ágatas do Yemen
  • Safiras do Ceilão
  • Ametistas da Pérsia
  • Corais da Arábia Saudita
  • Quartzo dos Himalaias
  • Ambar do Oceano Índico



O conjunto do Taj Mahal, com a sua fachada principal perpendicular a uma ribeira do Yamuna, foi construído com uma série de elementos, como portal de acesso, mesquita, mausoléu, etc.
Jardins do Taj Mahal

No centro, os amplos jardins divididos em quadrados, organizam-se mediante a cruz formada pelos canais. A superfície da água reflete os edifícios, produzindo um efeito adicional de simetria.
Cúpula


Por dentro, o mausoléu também é impressionante. Na penumbra, a câmara mortuária está rodeada por finas paredes de mármore incrustado com pedras preciosas que forma uma cortina de milhares de cores. A sonoridade do interior, amplo e elevado é triste e misterioso, como um eco que soa e ressoa sem nunca se deter.

Sobre o edifício surge uma cúpula esplendorosa, que é a coroa do Taj Mahal. Esta é rodeada por quatro cúpulas mais pequenas, e nos extremos da plataforma sobressaem quatro torres que foram construídas com uma pequena inclinação, para que em caso de desabamento, nunca caiam sobre o edifício principal.

Os arabescos exteriores são desenhos muçulmanos de pedras semi preciosas incrustadas no mármore branco, segundo uma técnica Italiana utilizada pelos artesãos hindus. Estas incrustações eram feitas com tamanha precisão que as juntas somente se distinguem à lupa. Uma flor de apenas sete centímetros quadrados, pode ter até 60 incrustações distintas. O rendilhado das janelas foi trabalhado a partir de blocos de mármore maciço.

(Gostaria de ressaltar aqui que grande parte dessa descrição detalhada e muito bem feita do Taj Mahal eu retirei de um site que eu acompanho sempre, o Obvious)












O refúgio eterno de Shah Jahan
e Mumtaz Mahal.
































Ao longo de séculos, o Taj Mahal vem sendo inspiração para milhares de artistas: arquitetos, músicos, poetas, compositores, pintores, escultes, etc. Além disso, ainda é um deleite para qualquer apreciador de um belíssimo monumento e uma linda história de amor. *-* Vejam algumas citações sobre ele: 


 Apesar dos seus adornos severos, puramente geométricos, o Taj Mahal flutua. Na cúpula, a imensa cúpula, há algo levemente excessivo, algo que todo o mundo sente, algo doloroso. Documenta a mesma irrealidade. Porque a cor branca não é real, não pesa, não é sólida. Falso abaixo do Sol, falso na claridade da Lua, espécie de pez prateado construído pelo homem com uma ternura nervosa.
                                                                                                            Henri Michaux

O Taj Mahal parece a encarnação de todas as coisas puras, de todas as coisas sagradas e de todas as coisas infelizes. Este é o mistério de edifício.
— Rudyard Kipling

Uma lágrima no limiar dos tempos.

— Rabindranath Tagore

CURIOSIDADES!!
Jorge Ben Jor compôs uma música, chamada “Taj Mahal”, que imortalizou essa bela história de amor no Brasil. Ela, vergonhosamente foi plagiada por Robert Stweart. Clique aqui para saber mais sobre o acontecido. 

O monumento foi classificado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e anunciado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno, em 2007. 
Imagem da princesa
Mumatz Mahal

O seu nome é uma variação curta de Mumtaz Mahal, o nome da mulher cuja a memória preserva. O nome "Taj", é de origem Persa, que significa Coroa. "Mahal" é arábico e significa lugar. 



Então é isso, pessoal!! O que vocês acharam da Happy Hour - Dia dos Namorados?! Foi uma celebração à altura?! Como foi o Valentine's Day de vocês hein?! Quero que me falem todas suas críticas e opiniões.

Beijo beijo e até a próxima!! *-*

Fontes: ObviousAlma Carioca.

11 comentários :

  1. Nunca poderia imaginar que tal obra havia sido criada assim, a partir de uma grande história de amor.
    Cheguei e me emocionar...
    Claro que já conhecia a obra e já tenha visto inumeras fotos,mas não sabia da história de jeito nenhum.
    É uma obra belissima, não há como contradizer isso.
    Nada mais apropriado pra quase fechar essa semana dos coraçõezinhos.rs
    Sabe pq faço do Dear Book meu ponto diário?
    Por conta de posts assim e do carinho que é entregue aos leitores.
    Parabens!!!!!(e um PARABENS dos grandes)
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia a história do Taj Mahal e fiquei louca para conhecê-lo pessoalmente.
    No livro Brilhos da Intrinseca, as protagonistas acabam indo conhecer essa maravilha... e fazem uma belíssima descrição...
    Seu post foi perfeito! Tudo a ver com a ocasião... e você não poupou detalhes... parabéns!!
    já estou curiosa para o próximo!!!

    bjinhos!

    ResponderExcluir
  3. Eu conhecia essa história meio por cima, foi legal saber esses detalhes.
    Beijo
    Garota Eclética.

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante! Eu sabia que o Taj Mahal era uma homenagem de um príncipe à sua amada, mas você trouxe muito mais detalhes! Gostei bastante e, olha, até fiquei com vontade de ir lá visitá-lo e ver de perto toda essa riqueza... Fantástico!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Como fã de carteirinha do Happy Hour eu não poderia deixar de comentar!
    Assim como a "O Vazio na Flor", me emocionei! Não conhecia essa linda historia de amor e adorei conhecer! E o mais legal é que é real, que esse lugar maravilhoso existe!

    ResponderExcluir
  6. Uma bela história de amor e saudades...
    Linda a matéria. Realmente esplêndido o monumento!

    ResponderExcluir
  7. Esse lugar é muito lindo, na boa!!
    Um dia ainda vou visitá-lo! Curti a postagem, bjs

    ResponderExcluir
  8. Que arquitetura linda! Nossa, fico toda boba de ver coisas e detalhes tão perfeitos.

    ResponderExcluir
  9. Já conhecia a história do Taj Mahal mas esse post está bem explicativo e fiquei sabendo mais depois que li. É um amor muito lindo né? Se todos fossem assim! Digno de inspirar um bom romance literário.

    Beijos,

    Paula

    http://tri-books.com

    @Tri_Books

    ResponderExcluir
  10. Já conhecia a história do Taj Mahal, (descobri assistindo um seriado rs).
    Possui uma beleza tão exuberante que não me canso de ver e descobrir mais sobre ele.
    Que história bela ( mas ao mesmo tempo triste). =/

    Obs: O post ficou Sensacional!! Acho que tem uns 10 minutos que to olhando pra ele. rsrs

    Beeijo

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris