quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Resenha: "Garotas de vidro" (Laurie Halse Anderson)


Por Sheila: Oi pessoas, tudo bem? Espero que sim. Bem por onde começar ... Acredito que "Garotas de Vidro" é um daqueles livros que ou a pessoa ama, ou odeia. Primeiro, por que ele é pesadíssimo. Segundo, por que é narrado em primeira pessoa por uma personagem em vias de fragmentação mental e com um olhar extremamente distorcido da realidade. Mas vamos a estória.

Lia é uma adolescente de 18 anos que mora com o pai e a madrasta e sua meia irmã. O pai é um brilhante professor e escritor. A mãe, uma cirurgiã extremamente competente. Ambos são excelentes em sua carreira, mas como pais acabam não conseguindo ver que Lia precisa de ajuda até que esta sofre um acidente de carro. O motivo? Lia não come. Sua maior obsessão é perder peso. E perder mais. E mais.
- Garota morta passando - os garotos dizem nos corredores.
- Conta para a gente o seu segredo - as garotas sussurram, de um banheiro para o outro.
Eu sou essa garota.
Eu sou o espaço entre as minhas coxas, com a luz do dia brilhando por ali.
Eu sou a ajudante da biblioteca que se esconde na sessão de Fantasia.
Eu sou o circo de aberrações envolto em cera de abelha.
Eu sou os ossos que elas querem, em uma moldura de porcelana.

Lia já passou por duas internações e agora tem seu peso monitorado uma vez por semana por sua madrasta, mas conseguiu adulterar a balança de sua casa para parecer pesar quase 5 quilos mais. Sua recuperação vinha sendo lenta mas progressiva, mas um acontecimento vem fazer com que seu mundo se desestabilize novamente: sua melhor amiga, Cassie, morreu no banheiro de um motel após tentar ligar para Lia 33 vezes. Uma aposta há muito feita entre as duas? Um dia ser a mais magra.
Abro os olhos. Quarenta e cinco quilos. Estou oficialmente de pé sobre o Objetivo Número Um.
Se meus médicos soubessem, me jogariam de volta para o tratamento. Haveria consequências e repercussões porque (mais uma vez) eu quebrei as regras da Lia do tamanho perfeito. Tenho que ficar tão gorda quanto eles querem (...) O Objetivo número dois é 43 quilos, o ponto perfeito do equilíbrio. Com 43 quilos vou ser pura ... vou ficar de pé nas pontas escondidas das minhas sapatilhas  de cetim de balé. fitas cor-de-rosa costuradas nas minhas canelas, e me erguer no ar: mágica.
Com 40 quilos, vou planar. Esse é o objetivo número 3.
Por mais que não seja dito de forma explícita, é visível como o fato de não ter atendido a ligação de sua melhor amiga - na verdade, ex melhor amiga, o que se descobre melhor no desenrolar da trama - afeta Lia, que passa a ter alucinações com a amiga morta. A partir de então, Lia volta a ter comportamentos auto-destrutivos, retomando um blog em que escrevia junto com Cassie - que sofria de Bulimia - além da dieta, exercícios em ritmo frenético e auto-mutilação para poder lidar com os acontecimentos.
Antigamente, meu corpo todo era minha tela - cortes quentes lambendo minhas costelas, degraus de escada escalando meus braços ... quando me mudei meu pai impôs somente uma condição. Uma filha que se esquece de comer, isso era só uma fase e eu já tinha superado. Mas uma filha que abre seu próprio invólucro de pele, querendo deixar sua casca cair no chão para que ela consiga dançar? Aquilo era doentio. Sem cortes, Lia Marrigan Overbrook. (...) Toda a maldade ferve sob a minha pele, bolhas latejantes de refrigerante de gengibre ... Eu escrevo três linhas, "rec rec rec", na minha pele. Fantasmas gotejam para fora.

Até onde Lia poderá aguentar sem ajuda? E o que era mesmo que Cassie gostaria de ter dito antes de morrer?

Li todo o livro em apenas um dia. Por mais que tenha sido uma leitura pesada e, em alguma passagens, um tanto quanto angustiante, não consegui tirar os olhos das páginas. Por mais que algumas vezes o discurso de Lia seja francamente delirante, acompanhar seus pontos de vista distorcidos, sua visão adulterada da realidade e sua contradição interna entre vontade de comer/medo de se contaminar é fascinante.

Fora isso, a escrita impecável de Laurie Halse Anderson, bem como a profundidade com que esta aborda um tema tão polêmico e complexo dos distúrbios alimentares, me conquistaram por completo. É um livro que com certeza entrará para minha lista de favoritos. Recomendo.

10 comentários :

  1. Acho que em 2012 esse livro tenha sido um dos melhores que eu tenha lido.
    Um relato cruel, por muitas vezes, dolorido, do sofrimento na carne que a menina passou.
    Não diria que é um livro fácil de ser livro, tamanha a angustia q nos causa, mas depois q vc pega ele, acabou..rs vai até o final mesmo!
    Resenha espetacular!!!!!!!!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse livro, né?!
    Gostei bastante dele, 1 - porque é quase como um fluxo de pensamentos, 2 - Assim dá pra entender o que as garotas com distúrbios alimentares REALMENTE sentem (vai dizer que você não sentia o mesmo frio que ela porque ser tão magra?).
    É MUITO angustiante. Fiquei em choque quando a irmãzinha da Lia a achou no banheiro, sabe?!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que forte esse livro. Acho que eu teria que me preparar bem pra ler um drama assim, mas não deixo de achar esse tema interessante. Na sociedade de hoje em dia é bem mais fácil julgar meninas que tem bulimia do que imaginar o que passa pela cabeça delas.
    A resenha ficou muito boa!

    ResponderExcluir
  4. Uau, eu amei muito essa resenha! Deu pra perceber como é a estória do livro, e me deu mais vontade de lê-lo! Nunca li nenhum livro sobre este assunto e estou bem curiosa!

    ResponderExcluir
  5. Ainda estou no começo do livro, mas pela resenha já deu para eu ter uma ideia do que me espera!
    O que mais me chamou a até neste livro, foi justamente a temática dele, pois pelo menos eu, ainda não havia ouvido falar de nenhum com esse assunto.
    E concondo com a parte do livro "fluir bem", você vai lendo, e nem vê o tempo passar!

    ResponderExcluir
  6. Eu achei esse livro tão intenso e com uma leitura bem reflexiva mesmo! Também foi uma ótima leitura em 2012 para mim.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    Hannah - Secrets of Book.

    ResponderExcluir
  7. Livro MUITO bom, realmente me surpreendeu. Eu já tinha interesse nele pelo tema abordado, mas a leitura foi por caminhos que eu não esperava totalmente, adorei. A intensidade e o fato de parecer não se importar em revelar tanta crueza ao leitor foram pontos que se destacaram para mim.

    Bjo
    Livro Lab

    ResponderExcluir
  8. Um livro emocionante, que merece ser lido. A resenha esta a altura, sensacional! Escolheu bem as citações.

    ResponderExcluir
  9. O livro aparenta ser muito bom, mas não entendo direito o fato de que ela vira vidro aos poucos.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris