sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

[Minhas Palavras] "Eu sou a minha maior saudade"



A coluna "Minhas Palavras" apresenta textos originais, de diversos temas, produzidos pela equipe do Dear Book.
"Eu sou a minha maior saudade"

Por: Raquel Morelli (Colunista de Cinema)

Às vezes eu sinto saudades. Uma saudade muito grande. Saudades de mim mesma. Saudades de quem eu era, das coisas que eu costumava fazer, no que eu pensava, em que (ou quem) eu acreditava. Saudades também das roupas que eu usava, dos lugares que eu frequentava. Saudades dos jantares de domingo com a família reunida na casa da minha avó. Saudades das revistas que eu lia, das músicas que eu escutava, dos CDs que eu comprava pra ouvir no rádio ou até mesmo no "discman" (opa, alguém se lembra dele?). Saudades dos filmes a que eu assistia, dos livros que eu lia e saudades de não precisar tanto dessa tal de 'internet'. Saudades das aulas no ensino fundamental e médio, de algumas amizades, dos professores, dos ídolos e de toda a ingenuidade que eu tinha no passado.  

Às vezes dá saudades, só isso.

Não que hoje eu seja uma pessoa totalmente diferente do que eu era. Não, o tempo passou, mas eu no fundo, ainda tenho muito do meu "eu" do passado. Sim, não é apenas na aparência que eu não consigo envelhecer, pois, apesar de eu estar praticamente na casa dos vinte anos (28 de janeiro cadê você?), as pessoas sempre acham que eu aparento ter 14 ou 15 anos... 

Ah, quem me dera!

Uma verdade que eu nunca acreditei era que eu ia sentir falta de toda essa época. Que bobagem.Claro que eu sinto...

Mas obviamente eu cresci, eu vivi, eu amadureci. Apenas isso.
Ao pensar no passado, eu percebo que tudo aconteceu no seu devido tempo. No fim, tudo que tinha que ter acontecido, aconteceu.

E vejo que, se no passado, minha "eu antiga" sonhou com algo que não aconteceu, era pra ser justamente assim. Não era pra ser.

Mas eu sinto saudades sim, claro. De sonhar, de pensar, de amar, de fazer, de ser quem eu era. Criança, pré-adolescente, adolescente.

É vida adulta, olha você aí! Chegou!

No fundo, talvez eu seja a pessoa que eu sinta mais saudades...

31 comentários

  1. Achei muito legal o seu texto, Raquel. Parabéns.
    Além de ser uma reflexão sua também fez-me questionar e refletir; talvez daqui a alguns anos eu também vá ser a minha maior saudade.
    Apesar de que acho que isso serve para qualquer idade ou momento em que você está em sua vida; nós sempre sentiremos saudades do que fomos ou do que poderíamos ter sido, pois parece sempre mais fácil ao olharmos para trás.

    ResponderExcluir
  2. Nós somos nossa história, nosso passado e nossas saudades :)

    ResponderExcluir
  3. Também sinto saudade da minha infância, quem não sente!

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho uma saudade gigante do passado também, o que é bom, né? Significa que tivemos momentos bons, mas temos que seguir, o presente pode ser tão bom quanto! Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  5. Hoje eu estava pensando sobre algo parecido com isso, e percebi como as coisas passam rápido e como a gente gostaria de reviver um certo dia do passado. Bem, o texto está maravilhoso, meus parabéns!

    Beijos

    Bia - @escrevendomundo

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do seu texto. O que somos hoje reflete o que aprendemos e vivemos em nosso passado. Infelizmente, não podemos voltar e corrigir coisas que fizemos errado, nem dá para voltar a ter uma fase tão linda quanto a adolescência, mas o que vale são os momentos bons que tivemos e que nos acompanharam até o final em nossas lembranças.

    ResponderExcluir
  7. Muito bonito o seu texto, gostaria que escritores blogueiros fossem melhor reconhecidos, pois muitos tem um grande talento. Como o seu.

    ResponderExcluir
  8. Às vezes sinto saudades também, mas a saudade é uma coisa boa, quer dizer que o que passou valeu a pena. Temos que fazer o agora valer a pena também, pra sentirmos saudades do que somos agora e do que não vamos mais ser depois...

    http://desajeitadasamadoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Saudade é algo tão pessoal não é? Parece que é fácil escrever sobre a saudades, mas é tão difícil... Parabéns pelo seu texto, adorei!!!

    ResponderExcluir
  10. Belo texto, impressionante o modo que retratou suas palavras e enfim... Adorei, inspirador.

    ResponderExcluir
  11. Peter Pan, Wendy, Terra do Nunca... suas palavras se transformaram nestas imagens para mim. Mas muito provavelmente por eu mesma me identificar com todo este conjunto de ideias. "Idade" é só um número! :)

    ResponderExcluir
  12. QUe post lindo, sensível... que bela reflexão do que vivemos, do que foi e da imaginação do que poderia ter sido.
    Minha linda, vc é novinha ainda, espera entrar na casa dos 30 (e, principalmente, caminhar por ela, rsrs). As reflexões vêm mais fortes. O que recuso a aceitar é algum arrependimento bobo. Só permito aquele do erro mais grave, que feriu alguém ou a mim mesma. E mesmo assim, aprendemos!
    Que bom é viver! Temos um caminhar longo e a saudade é um sentimento que avisa: foi bom! Então, brindemos ao que valeu a pena! E os erros, principalmente, valeram par nos tornarmos melhores e mais conscientes!
    A-m-e-i!

    ResponderExcluir
  13. poxa, que profundo vou aproveitar minha adolescencia

    ResponderExcluir
  14. Sim, eu tenho saudades de mim. Saudades de ser criança, não ter preocupações... Sinceridade, humildade acima de tudo. Espero um dia conseguir retormar o meu eu criança. Com certeza não sentirei saudades do meu eu de hoje.

    ResponderExcluir
  15. Adoro escrever textos desse jeito, ja fiz um no meu tumblr..
    http://umdia-umaoportunidade.tumblr.com/post/27406829012/cvsmf-crescer-uma-palavra-que-hoje-em-dia-me
    adorei a coluna :)

    ResponderExcluir
  16. Saudade de mim mesma....falou tudo. Triste esse texto, não foi num momento muito bom que li =/

    ResponderExcluir
  17. Que texto! Muito bonito, algo bom para refletir.

    ResponderExcluir
  18. Adorei o texto, bem escrito e que nos faz refletir

    ResponderExcluir
  19. mal cheguei aos 18 e ja sinto saudades de mim mesma. saudades de sorrir por coisas verdadeiras. mas a vida me tirou muitas coisas e entre elas, eu mesma.

    ResponderExcluir
  20. Seus textos são ótimos, com muita leveza e simplicidade conseguem sempre traduzir sentimentos os quais muitos aqui têm .. parabéns e continue, pois adoramos ! rs

    ResponderExcluir
  21. Ah, nem me fale... Eu morro de saudade do tempo em que minha única preocupação era com que roupas vestirei minhas bonecas para o baile de hoje à noite! rs... Bons tempos sempre deixam saudades... :')

    ResponderExcluir
  22. Adorei as palavras.
    Muito reflexivo =)

    ResponderExcluir
  23. É chega um momento que realmente se pensa nisso: (E vejo que, se no passado, minha "eu antiga" sonhou com algo que não aconteceu, era pra ser justamente assim. Não era pra ser.)

    ResponderExcluir
  24. Acho que todo mundo teve ou tem um momento em que sente falta de si próprio. Eu por exemplo, sinto falta de mim mesmo o tempo todo. Tudo que vc colocou no texto é a mais pura verdade. As vezes a vida nos leva para longe de nós mesmos.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato