quarta-feira, 17 de julho de 2013

Resenha: "Adeus, Por Enquanto" (Laurie Frankel)

Por: Cari Vieira - Olá amigos leitores! Quero iniciar essa resenha deixando registrado que fiquei muito entusiasmada com o tema desse livro. Primeiro porque gosto de obras que inovam em seus temas e, em segundo lugar, porque estamos numa época em que a tecnologia avança tanto a cada dia, que não duvido que, quando menos esperemos, teremos um serviço como o descrito no livro. Mas, vamos a história.

Na primeira parte do livro conhecemos Sam Elling. Ele é um gênio da computação e trabalha em uma empresa que realiza encontros românticos pela internet. Como ainda está solteiro, ele começa a trabalhar em um algoritmo capaz de mostrar quem é a verdadeira alma gêmea do usuário. Ele faz um teste com ele mesmo e descobre que sua alma gêmea é Meredith Maxwell, uma colega que trabalha na mesma empresa, no  departamento de marketing. Eles se apaixonam e vivem um romance intenso, demonstrando que o programa criado pelo rapaz dá certo.
"Não estar apaixonado significava menos probabilidade de se machucar. Mas ele honestamente não via sentido. Não via sentido porque era uma dessas pessoas que sempre, sempre tinha que estar acompanhada, (...) porque quando não estava passando o tempo com pessoas que amava, Sam descobriu que passava muito tempo com pessoas que não amava".
Ao apresentar esse algoritmo numa reunião da empresa, Sam acaba demitido, pois qual a lógica do site colocá-lo no mercado e perder clientes, afinal se as pessoas encontrarem sua alma gêmea, não acessarão mais o site. Assim, com bastante tempo livre, Sam se dedica a viver seu amor com Meredith. Tudo vai indo bem até a a moça perder sua avó, de quem era muito próxima. Ela sofre muito, deixando de ser a pessoa animada, alegre e com energia por quem Sam se apaixonou. Para auxiliar sua amada a superar, ele resolve criar um outro algoritmo que possibilitará a Meredith rever a vó e conversar com ela. A ideia de Sam é que assim, ela possa dizer adeus.

O programa funciona através de uma base de dados armazenada, pois durante sua vida, Livvie, vó de Meredith, deixou muitas informações disponíveis na rede, em forma de e-mails, mensagens e vídeo-chats, assim Sam coleta essa informações e coloca no algoritmo que cria uma projeção, como se fosse a pessoa realmente, ela responde aos e-mails ou em uma conversa de vídeo com base no que costuma falar e na forma como costumava agir, como se estivesse viva.
"Sam estava confuso. Meredith estava radiante. Sam estava preocupado de que aquilo estivesse atrapalhando o processo saudável do luto."
Para nosso protagonista esse programa seria utilizado apenas por seu grande amor, entretanto, o casal juntamente com Dash, primo de Meredith começa a pensar em expandir e ajudar as pessoas a superarem  a dor da perda de um parente, pois eles teriam mais uma oportunidade de se despedir. Assim surge o RePose e  tem início a segunda parte da história.
"(...) na verdade, de algum jeito Sam inventara a vida eterna. Imortalidade. Não para você, porque você não ligaria, pois estaria morto. Para seus entes queridos, entretanto, Sam poderia manter você vivo e com eles para sempre. Isso não era imortalidade?"
Neste segundo momento acompanhamos a luta e os esforços do grupo para colocar RePose no mercado, eles precisam lidar com os problemas que aparecem quando colocamos algo novo a venda, e também com as críticas quando o sucesso chega. A mídia os procura frequentemente questionando-os sobre seus propósitos. Afinal usando esse programa você aceitaria a perda de maneira mais fácil, ou seria ainda mais difícil superar? Os criadores do programa estavam ganhando dinheiro com a dor e o desespero alheios? Ou realmente buscavam uma forma de ajudar? Paralelamente, Sam e Meredith vivem cada vez mais intensamente o seu amor, trabalhando e morando juntos, compartilhando os problemas e as vitórias, aproximando-se de suas famílias, enfim, intensificando a relação.
"Tem sido um momento difícil... começar o negócio. Fazer, refazer e refinar a programação. Lidar com a imprensa. Todo mundo aqui está sempre tão triste. desgasta você."
Nessa parte também conhecemos vários usuários de RePose e suas histórias. Nesses momentos a leitura torna-se mais lenta pois são muitas situações tristes que me levaram a parar em vários momentos e refletir sobre morte, perda, vida e sobre como aproveitamos nossos momentos com os seres que mais amamos.
"— Todo mundo diz a mesma coisa. Mas não entendo a diferença. Nem sei o que as pessoas querem dizer com "de verdade". Não sou só eu — todo mundo passa a maior parte do tempo com amigos virtuais hoje em dia. Todo mundo passa mais tempo no Facebook do que com pessoas, mais tempo clicando em perfis do que saindo, mais tempo jogando tênis no videogame do que tênis de verdade, e tocando guitarra no videogame do que guitarra de verdade. As redes sociais não são tão sociais assim. Na verdade, é isolamento. Na verdade, é ficar sozinho."
A terceira parte do livro traz uma situação surpreendente que prefiro não comentar para não estragar a leitura dos interessados, só posso dizer que aqui a leitura fluirá. 

O livro está narrado em 3ª pessoa e tem como principal positiva, em minha opinião, uma temática diferenciada. Não gostei muito do excesso de informações sobre os usuários de RePose, em alguns momentos eu ficava confusa, com tantos personagens e suas histórias, mas nada que comprometa a minha avaliação positiva do livro. A linguagem utilizada pela autora é fácil, leve, exceto pelas referências tecnológicas (para mim pelo menos rs). 
Apesar de se classificado como romance, a história vai bem além disso. Para mim o que mais nos prende a atenção no livro, são os questionamentos sobre como lidamos com as perdas e como mesmo sabendo que morreremos um dia, temos tanta dificuldade em falar, ler e lidar com isso. Indico Adeus, Por enquanto a todos os que gostam de histórias modernas com apelo emocional e que nos levam a refletir sobre questões filosóficas.
"As pessoas se inscreviam para dizer adeus. Mas depois ficavam viciadas e não conseguiam. Era outra coisa em que Meredith estava certa: a morte é para a vida toda."


- Veja o booktrailler:




Espero que tenham gostado da ressenha! Comentem! ;)
Até a próxima
Com carinho
Cari Vieira

4 comentários

  1. Olá Cari! Adorei a sua resenha e este parece ser um livro muito interessante! Pressinto choro na hora que for conhecer a história dos personagens que perderam um ente querido, mas "Adeus, Por Enquanto", será uma das minhas próximas leituras!
    Abraços,
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha!!!! E adorei a historia do livro também!!!!
    Que história interessante!!! Nunca pensei que poderia existir algo como o RePose... Deve ser muito bom este livro!!!!
    Quero lê-lo!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ju
    Adorei essa capa e o título do livro nos chama bem a atenção.
    Parece ser o tipo de livro que nos ganha de mansinho. Com uma premissa fantasiosa, mas ao mesmo tempo real e emocionalmente intensa, a autora nos apresenta a "fórmula da imortalidade". Temos um livro inesperadamente autêntico, que em meio à dor da perda, do sentimento de desconsolo e descrença, faz ressurgir a esperança e a aceitação de um novo futuro. Afinal, dizer adeus não para sempre, mas apenas por enquanto, é um refúgio para qualquer coração.
    Muito amor!
    Bjokas

    ResponderExcluir
  4. Ótimo texto de resenha. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa do livro é linda ela traz o universo como tema.
    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

 
Ana Liberato