domingo, 11 de março de 2012

Resenha: "Os Homens que não Amavam as Mulheres" (Stieg Larsson)

Por Sheila: Queria muito escrever essa resenha, mas acabei travando desde a leitura do livro. Aliás, ainda não consegui me recuperar das sensações que me despertou e não vejo a hora de ler o restante da história - sim, "Os homens que não amavam as mulheres" é uma trilogia, primeira parte da série Millennium. Apesar de um mistério ser solucionado na primeira parte, o livro é muito mais do que o argumento inicial nos faz sequer supor.

O eixo central do enredo, e que vira o fio da teia que une os personagens complexos de Larsson, é um antigo mistério envolvendo a proeminente e rica família Vanger: afinal o que houve com Harriet? Logo no prólogo, somos apresentados ao "mistério das flores" - e que permanece um mistério por um bom tempo, já que o autor escolhe por contar o livro através de histórias paralelas envolvendo os personagens.
Acontecia todos os anos, quase como um ritual. O homem que recebia as flores festejava naquele dia seus oitenta e dois anos. Ele abriu o envelope e retirou o papel de presente do embrulho. Depois pegou o telefone e digitou o número de um ex inspetor de polícia (...)
- Ela chegou, suponho. E então, qual é a flor deste ano?
- Não faço a menor idéia. Vou mandar identificá-la. Uma flor como sempre.
- Nenhuma carta como sempre?
- Não, apenas a flor.
Após desligar o telefone, o homem que festeja seus oitenta e dois anos permanece imóvel por um longo momento, contemplando a bela mas insignificante flor, cujo nome ainda não conhecia. Em seguida, ergue os olhos para a parede acima da escrivaninha. Havia 43 flores penduradas, prensadas sobre vidros e emolduradas ...
As flores, que chegam os anos, fazem parte do mistério do desaparecimento de Harriet, o que vira uma obsessão do patriarca da família, Henrik Vanger. Para tentar solucionar o quebra-cabeças - o desaparecimento se deu em circunstâncias incomuns, algumas vezes dito no livro como tendo semelhança com o enigma da morte no quarto fechado por dentro - Vanger contrata o jornalista Mikael Bolkvist à vir a ilha onde parte do clã tem residência, e palco do que Vanger acredita ser um assassinato impune a 40 anos, e que tem em sua própria família os principais suspeitos.

Mikael é um dos co-proprietários da revista Millennium, saindo de um processo judicial difícil por calúnia e difamação contra um proeminente empresário, Hans-Erick Wennerstrom. Sendo um jornalista investigativo, tentou denunciar um esquema de fraude sem sucesso. Com sua credibilidade abalada, resolve retirar-se da revista, quando é chamado por Vanger que lhe faz uma proposta irrecusável: seu tempo por um ano, tendo em troca alguns milhões e a cabeça de seu rival em uma bandeja caso consiga resolver o mistério.

Em paralelo, Larsson nos narra a história de Lisbeth Salander. Descrevê-la como uma hacker brilhante com problemas em estabelecer vínculos é reduzir a quase nada sua personalidade dúbia e perturbadora. Nas palavras de seu empregador na Milton Security - seu elo inicial com Mikael
Ela não só parece perturbada - aos olhos dele ela era o próprio sinônimo para perturbação - como também abandonara a escola e não tinha nenhum estudo superior.
Armanskij teve dificuldade em se habituar ao fato de seu melhor cão de guarda ser uma jovem pálida, de uma magreza anoréxica, com cabelos quase raspados e piercings no nariz e sobrancelhas. Tinha a tatuagem de uma vespa no pescoço e uma faixa tatuada ao redor do bíceps do braço esquerdo. Nas poucas vezes em que Lisbeth usara uma regata, Armanskij constatara que ela também tinha uma tatuagem maior na omoplata, representando um dragão. Parecia estar sempre chegando de uma semana de farra na companhia de uma banda de heavy-metal.
Por mais que o livro seja montado através de histórias paralelas - os Vanger e seus segredos, Mikael e seu conflito particular com Hans-Erick Wennerstrom, além do caso com sua co-editora Erika, Lisbeth e sua vida complicada - Stieg Larsson consegue fazer com que todas estas acabem convergindo a um ponto só em certa altura da trama. Além disso, por mais que seja Herriet quem une estas diferentes personalidades, ela parece ser só a causa. É na vida destes personagens que a narrativa de fato se localiza, sem deixar de manter o suspense em torno do caso e sem deixar nenhuma ponta solta pelo caminho.

Como pano de fundo, mostra como tanto no plano micro como macrossocial - representados aqui tanto pelos indivíduos como pelas instituições como um todo - podem ser sádicos, cruéis e injustos com àqueles que vivem à margem da sociedade. É interessante como cada início de capítulo traz citações a respeito de estatísticas de crimes perpetrados contra mulheres na Suécia (ah sim, o autor é sueco, por isso os nomes difíceis), homens que, definitivamente, "não amam as mulheres".

Recentemente foi lançado nos cinemas o remake do filme - que já havia sido filmado na Suécia , que esta sendo bem recebido pela crítica. Com direção de David Fincher, a versão hollywoodiana promete mais fidelidade ao livro. Como ainda não assisti, não posso dar minha opinião a respeito. Mas o livro é simplesmente surpreendente, e acabo a resenha sem saber se realmente consegui escrever algo que faça jus a este thriller de tirar o fôlego.

21 comentários :

  1. Vou ser a primeira a comentar :) Já lí o segundo, estou na metade do terceiro, mas já adianto que até agora achei o primeiro o melhor dos três!


    abraços

    ResponderExcluir
  2. Eu conheci esta obra através do filme. Vi o trailer e pensei: "Eu preciso ver este filme!"
    Agora eu li a tua resenha e penso: "Que se dane o filme, eu quero ler o livro!"

    KKK

    ResponderExcluir
  3. Vou admitir faz uns 2 anos que já li esse livro e até hoje não consegui me recuperar pra ler o resto da história :(
    O livro é ótimo, mas a quantidade de violência contra as mulheres me deixou meio traumatizada, espero um dia ter a coragem de ler o resto.

    bjks
    Sam
    @BEmpoeirada

    ResponderExcluir
  4. Bom, nunca li esse livro, e ele parece de tirar o folego. MEDO'

    Selene Blanchard
    Blanc – ModaeEu.blogspot.com
    Espero sua visita!

    ResponderExcluir
  5. Cara, essa trilogia é muito boa.
    Mistério, muita ação e suspense junto a outros elementos que fizeram do Stieg Lsrsson um gênio.

    Parabéns pela resenha.
    Você ressaltou bem os pontos positivos e mais marcantes da obra.

    Papos Literários

    http://paposliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. SHEILA!
    PELA RESENHA O LIVRO É INSTIGANTE E INTRIGANTE.
    IMPORTANTE SER REALISTA NA HORA DE RESENHAR E FALAR O QUE SENTE E O QUE FALTA E FEZ ISSO COM MAESTRIA, PARABÉNS!

    Passando para desejar o que há de melhor para todas nós, mulheres fortes e um ótimo DOMINGO!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi ..

    Ainda não li a série, mas a mesma parece ser bem interessante, até porque, como você disse, foi lançado o filme recentemente e eu quero assistí-lo, mesmo não tendo lido os livros para ver se a história é mesmo boa. Mas enfim .. Vou tentar lê-los antes de ver o primeiro filme.

    Ótima resenha!

    João Victor – Amigo do Livro
    • Administrador/Dono
    http://www.amigodolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. AMO essa trilogia! Larsson era um gênio, uma pena que infelizmente ele faleceu =/
    Adorei a resenha, ficou extremamente bem escrita e detalhada. Do jeito que eu adoro ler!

    Beijos ;)
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  9. Olá!!!

    Acabei de comprar esse livro em inglês e estou bem curiosa para ler.
    Não assisti nenhuma versão do filme e prefiro não assistir até ler a série.
    Vai demorar um pouco, mas vou encaixá-lo na minha fila!!!
    A resenha ficou ótima, de verdade!!! Parabéns!!!

    Beijos, Ká!!!
    Walking in Bookland

    ResponderExcluir
  10. Olá!!!

    Acabei de comprar esse livro em inglês e estou muito curiosa para lê-lo, mas ainda vai demorar um pouco... A fila está grande!!!
    Não assisti nenhuma versão do filme e prefiro assim, até que eu consiga ler.
    Adorei a resenha... Ficou ótima, de verdade!!! Parabéns!!!!

    Beijos, Ká!!!
    Walking in Bookland

    ResponderExcluir
  11. Ótima resenha, Sheila!

    Há poucos dias ganhei o box de Millenium (lindo, lindo! Amor da minha vida! *---*). Não tinha interesse pela série, por isso fui ver o filme primeiro (o que geralmente não faço). Ainda não li o livro, embora tenha dado uma folheada e pego o estilo da narrativa e alguns fatos.

    O filme é excelente. Longo, mas não me importei com isso. Pelo que percebi, é bem fiel ao livro. Até algumas frases saem iguais. Gostei tanto do filme que minha próxima compra foi o box de Millenium. Não vejo a hora de ler os livros! Super recomendo os livros e o filme!

    Abraços,

    Fátima Menezes - @fatimamd
    http://recantodecaliope.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Conheci essa história pelo filme (apesar de ainda não ter assistido) e me interessei bastante.
    Não sabia que era original de um livro e gostaria muito de ler, pois realmente parece ser um excelente livro e a história é fascinante. Amo livros desse tipo. E tenho que dizer que essa capa é a coisa mais linda, muito chique!

    ResponderExcluir
  13. Ja faz mais de 1 ano que meu namorado insiste para eu ler essa serie... acabo deixando para depois, porque sempre tem os livros prioridade e nunca leio. =/
    A resenha ajudou a me incentivar ainda mais a largar os outros livros e conferir essa série. Me recuso a assistir os filmes antes de ler!

    ResponderExcluir
  14. Eu li faz muito tempo, e posso dizer com toda a certeza que é um dos meus livros preferidos. Me surpreendeu, e me deixou com muita vontade de saber "o depois" de todos os personagens.. Lisbeth é minha personagem preferida, apesar de ser marginalizada e menosprezada, ela tem muito o que mostrar ao mundo, e ela é muito generosa, mesmo sendo anti-social, ela se importa com a mãe, por exemplo. Pra quem leu o primeiro, eu aconselho a ler todos os outros, principalmente pra quem gostou da Senhorita Salander tanto quanto eu.

    ResponderExcluir
  15. Acabei assistindo ao remake do filme ontem e nossa não esperava um filme tão bom! Me arrependi de não ter esperado mais um pouco e lido o livro antes.. mas já estou me preparando para comprar a trilogia *-* e realmente não tem como descrever a Lisbeth é uma personagem muito complexa e fique com muita pena dela no filme no final D: Obrigada pela resenha, beeijos!!

    ResponderExcluir
  16. Acabei de comprar essa trilogia, que pelo jeito é fantástica.
    Assisti o primeiro filme, na versão sueca e tô com o segundo, a menina que brincava o fogo pra ver(falta tempo..rs)
    Ansiosa pra começar e assim, poder comparar ao filme O mistério, o suspense dessa obra, dizem ser fantásticos.
    Resenha só deixa com mais vontade ainda de começar a ler logo..rs

    ResponderExcluir
  17. Legal, não sabia que tinha livro desta história! Vi o filme da versão Suécia e gostei apesar de achar alguns pedaços meio parados. Não fi o remake, sei lá acho que estão fazendo muito rápido os remakes dos filmes tipo: Aquele outro filme Deixe ela entrar, mal saiu o original já fizeram um remake que eu tb não vi. Abrc!

    ResponderExcluir
  18. Já tinha ouvido falar da série, mas não tinha lido nenhuma resenha até então. Adorei a resenha, tenho certeza de que vou adorar ler o livro, uma professora minha falou que vai me emprestar os livros da trilogia. Estou super anciosa para começar a ler.

    ResponderExcluir
  19. Esse é um dos meus livros favoritos. Sem dúvida vale a pena ler e reler. E é bem intenso... *-*

    O desenrolar da história e o desfecho, foi incrível!!
    A personagem Lisbeth é ''o cara''. rs

    Ainda não vi os filmes.

    Pena que não tem mais livros do autor. =(

    Beeijo

    ResponderExcluir
  20. Esse livro deve ser muito impactante,principalmente pra quem gosta de mistérios como eu. Muito curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  21. Gizeli Regina Meisterterça-feira, setembro 04, 2012

    Não sabia que o filme era de um livro, a leitura parece ser bem envolvente.
    Vai ser dificil de ler esse ano mas com certeza entrará para o ano que vem,
    poderia ver o filme, mas como tanto outros com certeza o livro e muitissimo melhor.
    Parabéns pela resenha, como sempre maravilhosa.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris