segunda-feira, 2 de julho de 2012

Resenha: "O Círculo de Pedra - As Lendas Vivem" (R. Costac)

Por Sheila: A Ilha da Coroa é a sede de uma das escolas mais rígidas, mas também mais disputadas de todos os tempos. O motivo, é ser célebre por formar pessoas que se tornam grandes nomes em suas áreas de atuação, fazendo com que sua fama se solidifique e aumente com o passar dos anos.


Todos os anos adolescentes prestam uma prova dificílima para seleção dos alunos, pois somente os melhores entre os melhores conseguem nela ingressar. De todas as partes do mundo, afluem novos interessados em se formar na Ilha da Coroa, apesar de sua fama de ser uma escola extremamente exigente, que nem todos conseguem cursar até o final.

É assim que Marc, um francês, Daniel e Margaret, dois irmãos ingleses, Chester, um americano e Rafael, um brasileiro, acabam se conhecendo: todos eles são calouros na famosa escola e sentem-se honrados e orgulhosos por estar entre os escolhidos, mas também excitados por iniciarem esta nova aventura. Afinal, a Ilha da Coroa não é uma ilha qualquer. Um profundo mistério parece rondar tudo o que se relaciona ao local onde pretendem passar os próximos oito anos de sua vida.
- E as histórias que contam sobre a ilha? - aproveitou Daniel para investigar mais com alguém que realmente conhecia muito bem tudo aquilo.
- A que histórias você se refere? - Se fez de desentendido o comandante Hugo, pousando a xícara vazia em uma mesinha e sendo imitado por Daniel.
- O senhor sabe ... as águas em torno da ilha estranhamente agitadas, os vários naufrágios e as lendas sobre criaturas monstruosas que surgem das profundezas - coçando a cabeça, completou: - O que há de verdade nestas histórias?
- Lendas ... lendas tão antigas criadas por gente ignorante e supersticiosa - Voltou a olhar para o mar azul-turquesa - As pessoas adoram acreditar na veracidade dessas bobagens para tornarem suas vidas menos monótonas.
O rosto de Daniel expressava dúvidas quanto aquelas palavras.
A inteligência, tenacidade e curiosidade acaba por unir estes diferentes garotos - e garota - na chegada à escola, fazendo com que passem a tentar desvendar os segredos ocultos pela ilha: por que os alunos são constantemente vigiados por monitores, até mesmo à hora de dormir? Por que a floresta da ilha é proibida rigidamente, sendo constantemente patrulhada? Que força faz com que a água não só do mar, mas também aquela próxima ao subsolo dentro da escola, comporte-se de maneira tão estranha?

(...) Daniel teve uma surpresa: a água que havia vazado do cano furado formava marolas se chocando constantemente contra a parede. o menino refletiu sobre a posição em que se encontravam e deduziu logo que a água sofria um movimento de atração que parecia vir da floresta. Algo muito parecido com as ondas fortes que se arremessavam violentamente contra a ilha.
O mistério que ronda a escola e a Ilha da Coroa – o famoso segredo que me atraiu à leitura deste livro com avidez – é solucionado perto das 200 páginas, começando então a aventura dos protagonistas, não mais caçadores em busca de respostas, mas fiéis de um segredo do qual agora precisam escapar.

Não sei se fui eu quem ficou exigente demais depois de ler J. K. Rowling (Harry Potter) J. R. R. Tolkien (O Senhor dos Aneis) e C. S. Lewis (As Crônicas de Nárnia) mas no geral não gostei muito do livro. Apesar de ter as sentenças bem construídas e uma trama atrativa, senti como se algo “faltasse” ao enredo, aquele suspense antes dos momentos decisivos que faz com que você torça pelos personagens, se emocione, sinta medo por eles, mesmo sabendo que geralmente os protagonistas costumam “se dar bem” no final. Não digo que o livro não passe esse sentimento em sua narrativa, mas eu particularmente não senti.

Dei uma olhada em outras resenhas por ai – o que sempre faço quando o livro não me empolga muito – e a grande maioria trata o livro como excelente, então recomendo que você leia, até para que possamos fomentar uma discussão a respeito. Mas no geral, parabéns a R. Costac e aos nossos autores, mostrando mais uma vez que a literatura brasileira esta se alçando a um outro patamar.

11 comentários :

  1. Bem, já li muita coisa positiva sobre esse livro. Mas tbém acho que livro vai muito do gosto pessoal de cada um né? Já li livros q todo mundo adorou e eu, odiei.
    Fica evidente a comparação com Harry..selecionar alunos..rs só faltou o chapéu seletor.
    Valeu a dica, vou procurar o livro e tirar minhas conclusões..rs

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Hun... fiquei meio na dúvida agora se quero ou não ler, a principio o livro tem todos os ingredientes para ser uma ótima aventura, mas como você disse parece ser meio morno, vou dar uma olhada nele quando estiver na livraria e se gostar levo... Boa resenha, e super justa, não é porque não gostamos muito de determinados livros que os outros também não vão gostar... Beijos Mila

    ResponderExcluir
  3. Também não gostei muito da resenha, mas talvez leia o livro algum dia...

    PS: É estranho como, só de ter um brasileiro entre os protagonistas, a gente já desconfia que o autor é brasileiro também! haha

    ResponderExcluir
  4. *Ops, quando eu disse que não gostei da resenha, quis dizer que não não gostei da sinopse do livro! A resenha ficou ótima, inclusive adorei sua sinceridade... Desculpa a confusão! ^^'

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha! Mesmo com as ressalvas fiquei muito empolgada em me aventurar nessa leitura.

    ResponderExcluir
  6. Interessante, gosto de livro assim com bastante fantasia e segredos, se tiver a oportunidade, darei uma chance a esse livro.

    ResponderExcluir
  7. É inevitável a comparação com alguns autores e certos livros. rs
    Bom, mas acredito que a melhor forma de tirar as conclusões é lendo. A vantagem é que depois dessa resenha, se eu tiver oportunidade de ler o livro, não vou ter tantas expectativas!

    Emoções superficiais?! Chato isso...

    Boa resenha.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Gostei da história... e da resenha também. A literatura fantástica brasileira está cada vez melhor.

    ResponderExcluir
  9. Oi Sheila!
    Confesso que não li a resenha completa, somente o final, pois ganhei esse livro numa promoção e gosto de ler "no escuro" para me surpreender.
    Só de saber que ele é bem escrito já me anima, e tentarei ler sem muitas expectativas para ver o que acho, pois também vi no skoob que muita gente adorou. É um livro bem grande, acho que vou ler devagarinho alternando com as outras leituras.
    Beijão... Elis Culceag. www.arquivopassional.com

    ResponderExcluir
  10. Ana Livia Moraessábado, julho 14, 2012

    Gostei bastante do tema!!! Mesmo a resenha sendo bem cautelosa, me interresou, vou procurar para trocar no skoob!

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito quando você disse ter muito mistério e depois começa a aventura, é algo que gosto muito em um livro, e algo sobrenatural, ou épico.
    Já o coloquei em minha lista que a cada dia fica enorme!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris