sábado, 14 de julho de 2012

[Minhas Palavras] "O Cheiro" (Kell)

A coluna "Minhas Palavras" apresenta textos originais, de diversos temas, produzidos pela equipe do Dear Book.

O CHEIRO

Por Kell. (Colunista de Cinema)


Toda vez que ela o via, era inevitável ela reparar no quão cheiroso ele é. É um perfume único, só dele. É um cheiro único que só de ser sentido por um único momento apenas, já faz com que ela se sinta bem. Quando ela está longe dele, na lembrança ela o carrega.

Só que, quando a saudade aperta e ela está desprovida de sua presença física, obviamente o cheiro dele só encontra-se na sua memória. Sim, ela guarda cheiros na memória. O dele, para ser mais precisa.

E é aí que saudade aperta e ela não o tem por perto. Mas, como uma forma de senti-lo, sem pensar ela corre para a loja de perfumes mais próxima para, enfim, encontrar o perfume dele e assim inalar toda a sua fragrância, como se ele estivesse lá.

Assim que ela segura o perfume, por um momento há uma hesitação, porque ela pensa que, ao senti-lo, talvez essa saudade apenas aumente.

Mas o desejo de ter o corpo dele, ou um pedaço chamado CHEIRO é muito maior que ela e como se ninguém mais estivesse na loja, ela abre aquele frasco e o cheira com uma intensidade cheia de saudade que a deixa zonza. Zonza porque junto com aquele cheiro misturam-se as lembranças. Ela está agora inalando lembranças e não um perfume.

É o perfume DELE. É NELE que ela está pensando e é ELE quem ela mais quer. Aquele cheiro permanece nela. As pessoas ao redor lançam olhares em sua direção, olhares curiosos.

Parece que essa garota está cheirando cocaína. Não, não é. É apenas o cheiro dele que ela está sentindo.

É apenas a vontade de tê-lo por perto de alguma forma. É a saudade oculta pelo perfume falando mais alto que a razão.

Ah, mas quando se trata dele, razão não é algo que ela possui. Porque ele, com todo aquele cheiro, faz com que ela se transporte para um mundo paralelo. Onde são apenas os dois. É o que por alguns instantes na perfumaria, ela sente.

Porém, após sentir o perfume dele e sair daquele transe em que se encontrava, um vazio ocupa sua alma. E ela pensa algo verdadeiro: “Aquele perfume NÃO é o cheiro dele. Pode ser uma parte, mas jamais será o cheiro completo.

O cheiro completo é ELE, que só o corpo DELE possui. Um cheiro único, mágico, diferente.

E é ELE quem ela quer. E não apenas o perfume, mas o cheiro DELE que ela quer sentir.

É o corpo dele que ela quer. Se possível, para sempre.

Porque, cheiro melhor que o dele não existe. E pessoa melhor que ele, também não.

10 comentários :

  1. Ana Livia Moraessábado, julho 14, 2012

    Muito legal o conto, adorei a nova coluna, escrevam mais textos legais assim!!!

    ResponderExcluir
  2. Cara, sentir o cheiro da pessoa que ama é muito bom mesmo. Adorei o texto Kell :D

    ResponderExcluir
  3. Curti o texto, tinha um namorado que eu era doida pelo cheiro, o perfume dele me hipnotizava!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, e tenho um namorido que muito cheiroso, uahauhau
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei a sensualidade do texto, muito bom!

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o seu conto de estréia, Kell! ^^ Quero ver outros por aqui"

    ResponderExcluir
  7. Muito legal o texto. Sabemos que o corpo humano exala seu proprio cheiro e que ao passar um determinado produto ele torna-se único, pois o cheiro que dá em mim não é o mesmo que dá em você, mesmo sendo o mesmo perfume, por exemplo.

    ResponderExcluir
  8. O cheiro sempre marca uma pessoa né? Igual quando estamos na rua e passa uma pessoa extremamente cheirosa por nos, deixa marcada a presença dela. Muitas vezes associamos pessoas a cheiros, tipo Bella Swan e morango! kkk

    O texto ta maravilhoso!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. O texto ficou incrivel.
    O cheiro pode nos fazer voltar no tempo e vivê-lo novamente.
    Adorei o tema =)

    ResponderExcluir
  10. O olfato é algo imprescindível, e em algumas pessoas é mais aguçado do que em outras. Pode transportar a mente a uma data específica ou ligar a uma pessoa, como também a acontecimentos bons e ruins. Ou pode nos fazer franzir o nariz pelo odor nada bom.
    Que gostoso é também sentir o cheiro de uma comida feita com carinho! Ás vezes deixamos passar coisas que não lembramos, mas nos é útil no dia a dia, como o olfato. Amei o texto!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris