quinta-feira, 19 de julho de 2012

[Gastronomia e Literatura] Vênus e Adônis

Bom Dia Pessoas,

Que dia é hoje? Na Roma antiga o dia 19 de Julho era dedicado ao casal mais belo de todos, Vênus e Adônis. E aqui está a história desse casal descrita no "Livro de Ouro da Mitologia".

Brincando, certo dia, com seu filho Cupido, Vênus feriu o peito em uma de suas setas. Afastou a criança, mas a ferida era mais profunda do que pensara. 

Antes de curá-la, Vênus viu Adônis, e apaixonou-se por ele. Já não se interessava por seus lugares favoritos: Pafos, Cnidos e Amatos, ricos em metais. Afastava-se mesmo do céu, pois Adônis lhe era mais caro. 

Seguiu-o, fez-lhe companhia. Ela, que gostava de se reclinar à sombra, sem outras preocupações a não ser a de cultivar seus encantos. Agora anda pelos bosques e pelos montes, vestida como a caçadora Diana; chama seus cães e caça lebres e cervos, ou outros animais fáceis de caçar, abstendo-se, porém, de perseguir os lobos e os ursos, rescendendo ao sangue dos rebanhos. Também recomenda a Adônis que tenha cuidado com tão perigosos animais:
 — Sê bravo com os tímidos. A coragem contra os corajosos não é segura. Evita expor-te ao perigo e ameaçar minha felicidade. Não ataques os animais que a natureza armou. Não aprecio tua glória ao ponto de consentir que a conquistes expondo-te assim. Tua juventude e a beleza que encanta Vênus não enternecerão os corações dos leões e dos rudes javalis. Pensa em suas terríveis garras e em sua força prodigiosa! Odeio toda a raça deles. Queres saber por quê? - E, então, contou a história de Atalanta e Hipómenes, que ela transformara em leões, para castigo da ingratidão que lhe fizeram. 
Tendo feito essa advertência, Vênus subiu ao seu carro, puxado por cisnes, e partiu, através dos ares. Adônis, porém, era demasiadamente altivo para seguir tais conselhos. Os cães haviam expulsado um javali de seu covil e o jovem lançou seu dardo, ferindo o animal de lado. A fera arrancou o dardo com os dentes e investiu contra Adônis, que virou as costas e correu; o javali, porém, alcançou-o, cravou-lhe os dentes no flanco e deixou-o moribundo na planície. 

Vênus, em seu carro puxado por cisnes, ainda não chegara a Chipre, quando ouviu, cortando o ar, os gemidos de seu amado, e fez voltar para a terra os corcéis de brancas asas. Quando se aproximou e viu, do alto, o corpo sem vida de Adônis, coberto de sangue, desceu e, curvando-se sobre ele, esmurrou o peito e arrancou os cabelos. 
Acusando as Parcas, exclamou:
 — Sua ação, porém, constituiu um triunfo parcial. A memória de meu sofrimento perdurará, e o espetáculo de tua morte e de tuas lamentações, meu Adônis, será anualmente renovado. Teu sangue será mudado numa flor; este consolo ninguém pode negar-me. 
Assim falando, espalhou néctar sobre o sangue e, ao se misturarem os dois líquidos, levantaram-se bolhas, como numa lagoa quando cai a chuva, e, no espaço de uma hora, nasceu uma flor cor-de-sangue, como a da romã. Uma flor de vida curta, porém. 

Dizem que o vento lhe abre os botões e depois arranca e dispersa as pétalas; assim, é chamada de anêmona, ou flor-do-vento, pois o vento é a causa tanto de seu nascimento como de sua morte.

E para acompanhar esse breve romance, temos uma receita no mínimo exótica, porém de sabor único - Risoto de Romã com Alho-Poró.


Ingredientes para 2 pessoas
  • 170 gr de arroz para risoto (arbóreo)
  • 1 alho-poró pequeno
  • 80 ml de suco de romã filtrado
  • Um punhado de grãos de romã
  • 400 ml de caldo de legumes (ou o quanto precisar)
  • Uma pedaço de manteiga
  • 20 gr de queijo parmesão ralado
  • Sal e pimenta-do-reino
  • Azeite de oliva extra virgem

Preparo

Para fazer o suco de romã, esprema os grãos em um espremedor de batatas ou bata no liquidificador e depois coe (deve dar uns 80 ml de suco). Reserve.

Corte o alho-poró em fatias bem finas (somente a parte branca) e coloque-o em uma panela com um pouco de azeite de oliva e leve-o ao fogo até murchar.

Acrescente o arroz e deixe refogar até que os grãos fiquem transparentes. Abaixe o fogo e acrescente uma concha do caldo de legumes, acrescente outra concha do caldo somente quando a anterior tenha sido completamente absorvida. Na metade do cozimento acrescente o suco de romã e deixe terminar o cozimento. Se necessário acrescente mais caldo de legumes.

Retire a panela do fogo, acrescente a manteiga, o queijo parmesão e os grãos de romã. Misture delicadamente, tampe a panela e deixe repousar por 1 minuto. Sirva em seguida.

E já que estamos nesse clima "Go To London" tem um link de poema de Shakespeare, entitulado Venus and Adonis, vale a pena conferir (texto em inglês).

O que acharam desse risoto exótico e dessa história de amor um tanto trágica? Espero vocês na semana que vem para mais uma receita. Até lá...
Boa Leitura e Bon Apetit


14 comentários :

  1. UAU, essa hora da manha meu estomago vazio. É sacanagem!

    auhauhauh
    beijos.

    Bacio, Selene Blanchard
    MODA E Eu
    Modaeeu.blogspot.com
    Espero sua visita

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, gostei! Nem sabia dessa data! hahaha
    E obrigado pelo "casal mais belo de todos"! hehe
    O poema de Shakespeare já tinha visto, mas nunca achei uma tradução e ainda não tive paciência para enfrentar o inglês arcaico do poeta... :P
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olha, no post dessa semana confesso que a receita nem me chamou a atenção. A história do casal(Vênus e Adônis) é linda e triste..
    Não imaginava nem que existia um dia para celebrar esse acontecimento,mas adorei saber!!
    A romã é realmente uma fruta linda..me lembro que qdo criança, tinha um pé na vizinha e ela só se lembrava dele por conta de uma simpatia no fim de ano. Sempre achei uma judiação, pq as romãs eram tão lindas, pareciam flores.
    Hoje em dia, quase não se vê mais pés de romãs,é uma pena.

    Beijo e parabens pelo post!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom começarmos o dia com essa linda história e essa receita de dar água na boca.
      Apesar de conhecer vários casais da mitologia romana, nunca tinha ouvido falar de Vênus e Adônis e nem que hoje era uma dia de homenagem a eles, vivendo e aprendendo né! haha'
      Beijos.

      Excluir
  5. Hoje cedo comprei esse livro pelo Skoob, não sei muito o que esperar dele.

    Adorei a receita, parece ser uma delícia!

    Beijos.

    Bia - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
  6. Adoro mitologia, esse livro está na minha lista faz um tempo. Cara, essa receita deve ser muito gostosa *-*

    ResponderExcluir
  7. Pretendo ler esse livro, amo mitologia *-* e essa receita deu água na boca huum.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Gosto de mitologia, vi uma moça lendo esse livro no ônibus, fiquei um bom tempo tentando ver o nome dele rs, achei ele mtoo legal fiquei interessada, não gosto mto de romã mais parece ser bom!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. É a primeira vez que leio sobre essa historia,
    adorei....mais um aprendizado...

    ResponderExcluir
  10. Eu quase comprei esse livro outro dia pelo submarino, mas como já tinha escolhiso outros seis, abri mão dele e deixei para outro dia. Ador romã, até tenho um pé em casa mas essa receita de risosto é realmente exótica, dos Deuses.

    ResponderExcluir
  11. Lendo e aprendendo. Não sabia que existia um dia dedicado a esse casal. quanto a receita, não me agradou. quanto ao livro já coloquei na minha listinha. Gostei da sua resenha.

    ResponderExcluir
  12. Amei a história mitológica, bonita e triste, por fim. E que risoto maravilhoso. Romãs são tão deliciosas e nutritivas.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris