domingo, 1 de julho de 2012

Resenha: "The Wind Through The Keyhole - A Torre Negra 4.5" (Stephen King)


- Clique aqui para ler a resenha de “O Pistoleiro – A Torre Negra #1”

Por Leo Rios:
“The Wind Through The Keyhole” (Tradução livre: O Vento Pelo Buraco da Fechadura) é o mais novo livro de Stephen King em relação a umas das mais volumosas e ricas estorias já escritas, A Torre Negra. Esta série possuia um total de sete livros, agora, como comentei anteriormente, temos um fantástico livro que pode ser colocado como o 4.5, pois interliga o quarto volume entitulado “Mago e Vidro” (para mim uma obra-prima) com o quinto e não menos interessante chamado “Os Lobos de Calla”.

Estou resenhando a versão original do livro (em inglês), pois adquiri a cópia digital um pouco depois de seu lançamento nos EUA. Por isso, disponibilizarei as citações em inglês, com as traduções realizadas por mim.

A Torre Negra em uma estória bastante envolvente que se passa em um mundo já devastado por uma guerra iniciada há muito tempo. Pois o personagem principal, Roland Deschain, sendo o ultimo de sua linhagem (A linhagem nobre do Eld - Pistoleiro), necessita impedir a destruição iminente do seu mundo alcançando a Torre Negra, o elo de conexão de todas as dimensões do espaço e tempo. Roland acredita que alcançado esta lendária Torre, ele conseguirá reveter todos os males já feitos em seu mundo.

É um pouco dificil comentar o livro tido como 4.5 sem entregar spoilers ou parte da estoria que não seria legal contar, assim tentarei limitar os meus comentários.

Um dos grandes momentos que esta saga contempla são as estorias que envolvem o passado de Roland, pois através do seu pai (Steven Deschain que era o governante real desta terra), Roland era designado para investigar casos que necessitariam de habilidades somente presentes em um pistoleiro (casos violentos, singulares e cercados de mistérios).

Comento com um grande afinco que a narrativa de The Wind Through The Keyhole é estruturada em três fases, como degraus em uma escada, pois somos levados a estórias narradas através de outras estórias, nos fornecendo com uma extrema riqueza de detalhes em cada momento que passamos.

Neste livro, vemos novamente uma das estórias do passado de Roland em um período logo após um acontecimento que marca sua vida. Pois com a ajuda de seu colega também pistoleiro Jamie DeCurry, eles irão investigar um possivel skin-man (metamorfo) que está matando a todos em um vilarejo distante chamado Debaria.
“I’m not sure I’m ready for another mission, Father, let alone a quest.” (Não tenho certeza se estou pronto para outra missão, Pai, muito menos uma caçada).

He looked at me coldly, “I’ll be the judge of what you’re ready for. Besides, this is nothing like the mess you walked in Mejis. There may be danger, it may even come to shooting, but at bottom it’s just a job that needs to be done ..but mostly because what’s wrong cannot be allowed to stand”.
(Ele encarou friamente, “Eu julgarei o que você está preparado. Além do mais isto não se parece com a bagunça que você vivenciou em Mejis. Lá talvez haja perigo, Poderá até acabar em tiros, mas no fundo isto somente é um trabalho que necessita ser concluído... mas principalmente porque o que é errado não deve ser permitido continuar”).
Após alguns acontecimentos importantes em Debaria, Roland começa a contar uma antiga estória a um garoto desta cidade que acabara de passar por uma situação traumatica. O nome desta estória contada por Roland quando jovem é The Wind Through The Keyhole.
The Wind Through The Keyhole é uma estória que foi contada a Roland quando criança por sua mãe em um tempo que ainda existia uma paz nas terras de Gilead, mesmo que segredos sombrios já ocorressem nos arredores.

Este conto nos mostra a estória de um garoto chamado Tim Stoutheart que após a morte misteriosa de seu pai na “Floresta sem fim”, Tim se vê em uma situação onde a sua mãe terá que casar novamente para não perder as terras da familia. Pois a cada ciclo um estranho e misterioso “Covenant Man” visita o vilarejo recolhendo impostos de acordo com os números de cada propriedade.

Assim, devido à violência imposta pelo seu padrasto a sua mãe, Tim recebe uma estranha ajuda deste coletor de impostos a exengar o real motivo da morte do seu pai. Pois ele enfrentará perigos em um longo caminho além da floresta amaldiçada para reveter o dano causado a sua mãe, como também trazer justiça ao seu falecido pai.
“What do you want?” (O que você quer?)

Only to send word to my mother, will it please ya. Tell her I’ve gone to the forest, and ill return with something to cure her sight”… At least she said. “wait here. Don’t skitter away wi’out taking leave…”. From the bag she brought a gun…”Joshua said a gun must never be pointed at a person unless you want to hurt or kill him. For, he said gun have eager hearts. Or perhaps he said evil hearts? (“Apenas enviar um recado para a minha mãe, se você puder entregar. Diga a ela que eu fui a foresta, e que eu irei retornar com alguma coisa para curar a sua visão”... Assim ela disse “Espere aqui. Não saia sem informar”... Ela trouxe um revolver... “Joshua disse que um revolver nunca dever ser apontado para uma pessoa ao menos que você queira feri-lo ou matá-lo... Por isso, ele disse que um revolver tem um coração insaciável. Ou será que ele disse que um revolver tem um coração sombrio?”).
De acordo com o prório comentário de Stephen King no prefácio do livro, este volume apesar de estar como o 4.5 da série, The Wind Through The Keyhole funciona como uma peça “independente da saga”, pois ele nos traz duas estórias intercaladas que se originam e se concluem neste livro, podendo ser apreciado mesmo que você não conheça o universo da Torre Negra.

O livro será publicado no Brasil pela Editora Suma das Letras, porém ainda não há previsão. Eu, particularmente, como fã da série gostei muito da trama e achei que se encaixou muito bem no universo de “A Torre Negra”. É muito bom ter a oportunidade de ler um pouco mais das aventuras de Roland, recomendo.

14 comentários :

  1. que legal! pena que vou ter que esperar lançar aqui, nao lei nadica em inglês. Sou super fã da série Torre Negra, vou ficar muito ansiosa para ler este 4.5

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Mario L. Machadodomingo, julho 01, 2012

    Muito foda! Li a serie toda e estou contando os dias para o lançamento no Brasil (não consigo ler em ingles). Mas sua resenha ja me ajudou muito a saber mais sobre o livro, muito bom os quotes.

    ResponderExcluir
  3. Nossa primeiramente parabens! Ler Stephen King em portugues, dependendo do livro ja é dificil imagine em ingles! Ja li varios livros dele, o meu favorito é "A Coisa", mas PRECISO começar "A Torre Negra" urgentemente! Todo mundo diz que é a melhor obra dele! Amei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Atualmente estou lendo A Coisa e posso tbm afirmar que é um dos melhores livros já escritos :)

      Agradeço por ter gostado da resenha!
      Até mais!

      Excluir
  4. Ana Livia Moraesdomingo, julho 01, 2012

    Não começo a série mais gostei do livro e da resenha, fiquei curiosa para começar essa série!

    ResponderExcluir
  5. Puxa, King, O Mestre do Terror!!
    Vou copiar o que a Luciana Oliveira disse em seu comentário: ler King em português já é complicado, imagina em inglês??
    único problema na série A Torra Negra é o preço né??rs pq não adianta comprar um livro a cada mês, que a vontade em ler o seguinte só vai aumentar.
    Ou compra tudo, ou não compra nada.rs
    Vou comprar a minha em breve, ah se vou.
    Resenha espetacular, daquelas de dar agua na boca..ou passar muita vontade..rs

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Adoro A Torre Negra!
    Preciso que esse livro saia logo aqui pra completar a coleção! *-*

    ResponderExcluir
  7. Ótima resenha, mor! ^^ Bem legal os quotes traduzidos.
    Só li o primeiro dessa serie, mas gostei bastante e pretendo continuar a lê-la!

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha. Sou fã do Stephen King, em especial da série a Torre Negra. É uma grata surpresa mais um livro da série. No aguardo da série na tela grande ou pequena.

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro Stephen King, acho que ele é mestre em construir narrativas envolventes, apesar disso ainda não li a série a Torre Negra, mas tenho certeza de que vou gostar. Legal saber que esse livro é independente da série mas está em harmonia com os outros, gostaria de ler mesmo sem ter lido a série.

    ResponderExcluir
  10. Adoro o Stephen King, nunca ouvi falar desse livro, mas claro q quero ler!!!

    ResponderExcluir
  11. É um mestre né, de uma narrativa cortante, de uma fala limpa e de uma precisão nos personagens e este não seria diferente, me culpo por não ter lido ainda a série , mas quem leu amou mt !

    ResponderExcluir
  12. Já ouvi falar muito dessa série, e até só tenho ouvido elogios. Ainda não li, mas pretendo ler.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris