quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Resenha: "Garras de Grifo" (Leandro Reis)

Por Sheila: Oi pessoas! Hoje vim aqui para apresentar a vocês o novo livro de Leandro Reis, autor pelo qual - diga-se de passagem - me tornei uma fã incondicional. Já lançamos por aqui as resenhas da trilogia Legado Goldshine: 

- Filhos de Galagah (livro 1),  
- O Senhor das Sombras (livro 2) 
- Enelock (livro 3)

Para quem já leu os citados, fica um pouco mais fácil de se entender a estória, que se passa algo em torno de umas quatro ou cinco décadas após o término do último livro da trilogia.

Enfim, vamos ao "Garras de Grifo". Alexia e Ingrid são irmãs gêmeas. Isso pode não significar muita coisa neste mundo, no momento presente, mas em Grinmelken, no clã dos Grifos - um dos clãs das planícies bárbaras - esse é um presságio de má sorte, devendo um dos filhos ser sacrificado. Afinal "Dois grifos não nascem de um mesmo ovo".

O pai das meninas, no entanto, é o bravo guerreiro Reimbrand, o Ágil, e amou suas duas menininhas no segundo em que as viu, decidindo ficar com as duas apesar das exigências do xamã de seu clã pelo sacrifício de uma delas ao Grande Grifo. Para tanto, embrenhou-se na floresta, trazendo em sacrifício dois leões, um por cada uma de suas filhas, e carregando no corpo as marcas da batalha. 

Mas para um Grifo, povo bárbaro e feroz, a palavra amor tem um significado diferente do que poderíamos imaginar. Assim as gêmeas, desde tenra idade, tiveram de submeter-se a rigorosíssimos exercícios e treinos, a fim de se tornarem dignas de seu povo e bravas guerreiras.
Estavam debaixo do sol quente há uma hora, o que faria outras crianças com cinco verões pedirem água e procurarem sombra. Mas eram filhas de Reimbrand, e apanhariam muito se não cumprissem seu treinamento (...)
O pai aproximou-se lentamente avaliando-as.
- O que estão fazendo? - perguntou.
Ambas o encararam, orando ao Grande Grifo para que tais palavras não fossem para elas.
- Concentrem-se! - gritou ele, estampando a mão aberta nas costas de Ingrid. A criança foi ao chão, levantou-se, girou a espada e reassumiu a postura, apontando para a irmã.
Alexia colocou os olhos nela e ambas vislumbraram lágrimas, medo e ódio.
Com o passar dos anos, as duas gêmeas crescem transformando-se em bravas guerreiras. Ingrid, mais forte e destemida, Alexia, mais ágil e inteligente. No entanto, "ganância e traição" (como nos conta a sinopse do livro) vem dividir e arruinar seu povo. Terão as gêmeas coragem para lutar contra o próprio pai, que num acesso de raiva assassinou-lhes a mãe? Ou a rivalidade entre as duas, presente desde a infância, acabará por afastá-las definitivamente?
- Desde pequenas eu as vejo competir. Ingrid sempre provou ser a mais forte e resistente - disse ele arrancando um sorriso ainda mais largo da jovem bárbara. Continuou: - Alexia, por sua vez, sempre mais ágil e esperta. Entendam, minhas crias, uma é o leão, a outra, a águia. Juntas, vocês são o grifo.
O sorriso sumiu. Como Alexia era mais ágil? De onde ele tirara isso?
- Vocês precisam se superar! - o tom do líder mudou e, de repente os elogios deixaram de ser importantes. - Alexia precisa se tornar mais forte e resistente, e Ingrid, você precisa ficar mais ágil e esperta. Pois logo o destino irá separá-las e de nada me servirá apenas um leão ou uma águia. Nossa tribo precisa de Grifos. É isso que lhes ordeno. Tornem-se Grifos!
Este é um livro de ação e aventura, onde a honra acaba sempre ficando em primeiro lugar, na luta contra a ganância e a sede de poder. A narrativa de Leandro é brilhante, consegue descrever todas as cenas de forma a fazer com que nos sintamos transportados até as batalhas que as gêmeas terão de lutar - em grande parte do livro separadas - para resgatar seu povo.

Mas preparem-se para lutas ruidosas, com muito sangue derramado, membros decepados, mas também planos ardilosos e reviravoltas surpreendentes. Ah, e para quem leu Legado Goldshine, teremos também a participação de um personagem muito querido do clã de Galatea - mas que não vou contar quem é, para não estragar a surpresa!

Enfim seja você fã de literatura fantástica ou não, é um livro que realmente vale a pena ser lido, arte e capa bem feitos, narrativa empolgante, estória bem construída e amarrada, sem pontas soltas. Recomendo!


2 comentários :

  1. Ainda não li a trilogia do Legado, mas já li muita coisa sobre a grandeza do autor em conduzir suas histórias.
    Adorei a sinopse do livro e pela resenha, foi possivel imaginar os cenários de lutas, pessoas mortas,membros decepados(coisa de quem ama King) rs
    Acho super bacana livros assim, que tem esse poder de nos remeter realmente a esses lugares, épocas.
    Vou anotar a dica, com certeza.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Um bom livro de ação, bem no estilo de um jogo de RPG, chamou muito minha atenção. Me surpreendi por ser nacional, nossa literatura ta arrazando!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Pode parecer clichê, mas não é. Queremos muito saber o que achou do post, por isso deixe um comentário!

Além de nos dar um feedback sobre o conteúdo, contribui para melhorarmos sempre! ;D

Quer entrar em contato conosco? Nosso email é dear.book@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout de Giovana Joris